domingo, 21 de julho de 2019

Museu do Pico apresenta mostra expositiva de um feto de cachalote com 7 cm


O Museu do Pico apresenta ao público, no próximo dia 23 de julho, pelas 21h30, no Museu da Indústria Baleeira, em S. Roque do Pico, a mostra expositiva de um Feto de Cachalote com 7 cm.

O exemplar em exposição reveste-se de uma singularidade e raridade únicas. A sua invulgaridade prende-se, sobretudo, com a sua pequena dimensão, tendo em conta que um cachalote à nascença já possui um tamanho médio de 3 a 4 metros. Considera-se que este é, provavelmente, o mais pequeno feto do mundo, conservado.

Neste pequeno feto de cachalote é possível identificar o maxilar inferior, a cauda, na posição correta, a cabeça, ligeiramente descaída, na posição fetal, algumas estruturas ósseas, as barbatanas e o corpo fusiforme.

Este é um “milagre” da biologia e da vida que merece uma visita ao museu e a este exemplar único e absolutamente excecional.

A sessão contará com uma comunicação a cargo do proprietário Jaime Tavares de Melo, da bióloga Cristiana Antunes, do skipper de whale whatching João Quaresma, terminando com o visionamento de um vídeo sobre o cachalote.

Esta mostra expositiva ficará patente ao público no Museu da Indústria Baleeira, em S. Roque do Pico até 31 de outubro, no horário regular de funcionamento do Museu (de terça-feira a domingo das 10h às 17h30 e a partir de 1 de outubro de terça-feira a domingo das 09h30 às 17h00).

Haja saúde!

sábado, 20 de julho de 2019

Testes de mar do navio 'Mestre Jaime Feijó' (vídeo)


Apresenta-se, em anexo, um vídeo relativo aos testes de mar do navio "Mestre Jaime Feijó", o qual irá substituir o ferry "Mestre Simão" da Atlânticoline.

Prevê-se que este navio chegue aos Açores ainda neste mês de julho de 2019, sendo que a sua entrada ao serviço ainda não está prevista (deverá ser para breve).

Recorde-se que, em janeiro de 2018, o navio "Mestre Simão" encalhou dentro da bacia do Porto da Madalena, isto quando estava prestes a atracar na ilha do Pico, ficando inutilizado e, consequentemente, foi desmantelado — link para mais informações.

Haja saúde!

sexta-feira, 19 de julho de 2019

Iates e NRP Viana do Castelo no Cais do Pico


O Navio Patrulha Oceânico 'Viana do Castelo' brindou ontem (quinta-feira, 18 de julho de 2019) o Porto do Cais do Pico com a sua visita, onde esteve aberto ao público por algumas horas. Em simultâneo, encontravam-se inúmeros iates e outras embarcações no interior da baía do Cais do Pico, vila de São Roque do Pico, tal como atesta a foto em anexo.

O NRP 'Viana do Castelo' foi construído nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo e foi aumentado ao efetivo dos navios da Armada em 30 de dezembro de 2010. Foi concebido como navio não combatente, e destina-se prioritariamente a exercer funções de autoridade do Estado e a realizar tarefas de interesse público nas áreas de jurisdição ou responsabilidade Nacional — link para mais informações.

Haja saúde!

quinta-feira, 18 de julho de 2019

Aeroporto do Pico Online


No âmbito do Orçamento Participativo dos Açores 2019, uma das antepropostas submetidas abordava o Aeroporto da ilha do Pico e defendia a implementação de uma página web e uma app, que disponibilizassem informações relevantes e úteis sobre o aeroporto do Pico, incluindo o estado dos voos em tempo real:
O Aeroporto da ilha do Pico é a maior infraestrutura aeroportuária totalmente açoriana e tem registado, nos últimos anos, um crescimento muito acentuado no número de passageiros movimentados. Por outro lado, e atendendo ao facto de que o Aeroporto da ilha do Pico ser uma das cinco gateways açorianas, esta porta de entrada nos Açores é também uma montra da Região.
Considerando que:
- A nível internacional, os aeroportos que têm voos de médio curso disponibilizam uma página web contendo, entre outras coisas, informações sobre os voos em tempo real;
- O Aeroporto da ilha do Pico é a única gateway açoriana que não dispõe de uma página web contendo as informações supramencionadas;
- Quando os residentes, visitantes, operadores turísticos e outros agentes têm conhecimento do estado dos voos em tempo real (bem como de informações relevantes de última hora), estes podem otimizar a sua deslocação ao aeroporto, o que também permite poupança de recursos e otimização da gestão de espaços (ex., parque de estacionamento);
- A disponibilização online de informações sobre um aeroporto, sobretudo do estado dos voos, melhora o desempenho das atividades turísticas, além de melhorar e enriquecer a qualidade da experiência turística do visitante;
Esta proposta visa a implementação de uma página web, bem como de uma app (ou, em alternativa, uma versão mobile da página web), as quais contenham informações relevantes e úteis sobre o Aeroporto da ilha do Pico, incluindo o estado dos voos em tempo real — a título de exemplo, pretende-se que seja implementado para o Aeroporto da ilha do Pico uma solução equivalente à da ANA - Aeroportos de Portugal [ex., www.aeroportolisboa.pt] ou da Aerogare Civil das Lajes [http://aerogarelajes.azores.gov.pt].

Esta ideia foi transformada em proposta através do alargamento do âmbito proposto à totalidade dos aeroportos geridos direta ou indiretamente pelo Governo dos Açores e prevê que as soluções já existentes 'web e app SATA lookup' e a solução implementada para a Aerogare Civil das Lajes sejam conjugadas e melhoradas para disponibilização aos utilizadores dos aeroportos do Pico, São Jorge, Graciosa e Corvo.

Por outras palavras, foi criada a proposta "Aeroportos da Região Online", a qual se encontra em votação no Orçamento Participativo dos Açores 2019, sendo que qualquer pessoa pode votar na mesma até ao dia 30 de setembro de 2019. Para isso, basta recorrer à informação que consta no Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade e proceder de uma de duas formas:
  • Votar online diretamente a partir da informação da proposta, carregando no botão ‘Votar nesta proposta’ do seguinte linkAEROPORTOS DA REGIÃO ONLINE;
  • Em alternativa, pode-se votar através de SMS gratuito, enviando uma mensagem para o número 3838 com o seguinte texto: “OPAZORES(espaço)301(espaço)Número Identificação Civil” (por exemplo: “OPAZORES 301 123456789AB2”).
[Nota: em ambos os casos deverá ser indicado todos os dígitos do número de identificação civil do Bilhete de Identidade ou, no caso do Cartão de Cidadão, todos os números e caracteres do número de identificação civil.]

Todo e qualquer passageiro aéreo deseja sempre que corra tudo bem na sua viagem; estando os aeroportos da Região Online e à distância de um clique (nomeadamente o Aeroporto da ilha do Pico), mais perto se estará de uma viagem com sucesso de e para os Açores, e em particular para a ilha montanha!

Em suma, colocar o Aeroporto do Pico Online, bem como os aeroportos de São Jorge, Graciosa e Corvo, é fácil e está nas suas mãos; para isso basta votar!

Haja saúde!

quarta-feira, 17 de julho de 2019

Votações para o Orçamento Participativo dos Açores 2019


Já está em marcha a fase de votação do Orçamento Participativo dos Açores 2019. Nesta segunda edição deste tipo de iniciativa por parte do Governo dos Açores, as pessoas podem decidir como investir um total de 1.000.000 € (um milhão de euros) nas áreas do Ambiente, Cultura, Inclusão Social, Juventude e Turismo, quer não só em termos de uma única ilha, mas também para várias ilhas do arquipélago, uma vez que este ano há uma nova categoria de ideias, de âmbito regional.

Entre as 276 propostas em votação, 62 são de âmbito regional e 214 destinam-se a cada uma das nove ilhas da Região, sendo 69 em S. Miguel, 33 na Terceira, 25 no Pico, 19 no Faial, 17 em S. Jorge, 16 na Graciosa, 15 nas Flores, 12 em Santa Maria e oito no Corvo. Por área temática, foram apuradas 131 propostas na área da Juventude, 47 para a Cultura, 38 para o Ambiente, 37 para a Inclusão Social e 23 para o Turismo.

Até 30 de setembro é possível consultar as propostas e votar naquelas que cada um achar mais interessante — pode-se votar em qualquer uma delas e em qualquer ilha, sendo que a única limitação existente é a dois votos por pessoa: um voto numa proposta de âmbito ilha e um voto numa proposta de âmbito regional.

As regras deste orçamento participativo asseguram a existência de propostas vencedoras em todas as ilhas, bem como uma consignação de 20% dos respetivos valores por ilha à área temática da Juventude. Além disso, 200.000 € (duzentos mil euros) estão reservados para propostas de âmbito regional.

Atendendo às propostas em votação para a ilha do Pico, onde 88.000 € podem ser aplicados (70.400 € para Turismo, Ambiente, Cultura e Inclusão Social + 17.600 € para Juventude), mais informações, bem como o método de votação online, podem ser encontrados clicando nos links seguintes:

No que respeita às propostas de âmbito regional, aquelas que incluem o Pico são as seguintes (clique no respetivo link para mais informações e/ou para votação online):

Para votar basta recorrer à informação que consta no Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade e proceder de uma de duas formas:
  • Votar online diretamente a partir da informação da proposta, carregando no botão ‘Votar nesta proposta’;
  • Em alternativa, pode-se votar através de SMS gratuito, enviando uma mensagem para o número 3838 com o seguinte texto: “OPAZORES(espaço)Número da Proposta(espaço)Número Identificação Civil” (por exemplo: “OPAZORES 301 123456789AB2”).
[Nota: em ambos os casos, deverá ser indicado todos os dígitos do número de identificação civil do Bilhete de Identidade ou, no caso do Cartão de Cidadão, todos os números e caracteres do número de identificação civil.]

Informações adicionais e esclarecimento de dúvidas sobre o Orçamento Participativo dos Açores podem ser obtidos através dos seguintes meios:
  • E-mail — op@azores.gov.pt
  • Linha Verde de Apoio ao Cidadão do Governo Regional dos Açores — 800 500 501
  • Site do Orçamento Participativo dos Açores — op.azores.gov.pt

Haja saúde!





terça-feira, 16 de julho de 2019

Vista aérea da Calheta de Nesquim


Apresenta-se, em anexo, um vídeo da autoria de António Faria, o qual mostra imagens aéreas da Calheta de Nesquim, freguesia da zona sul da ilha do Pico, mais precisamente do concelho das Lajes do Pico.

Haja saúde!

segunda-feira, 15 de julho de 2019

Escolas do Pico distinguidas com selo 'Escola Amiga da Criança' 2018/2019


Foram várias as escolas da ilha montanha que viram os seus projetos distinguidos com o selo 'Escola Amiga da Criança', na segunda edição desta iniciativa da Confederação Nacional das Associações de Pais (CONFAP), da LeYa e do psicólogo Eduardo Sá.

Mais concretamente, as escolas distinguidas foram [listagem completa nacional]:
  • EB/S de São Roque do Pico, na categoria "Cidadania e/ou Inclusão", com o projeto 'Semear com amor, colher gratidão';
  • EB 12/JI da Ponta da Ilha, na categoria "Cidadania e/ou Inclusão", com o projeto 'Criação de uma sala sensorial';
  • EB/S das Lajes do Pico, na categoria "Alimentação, Saúde e Ambiente", com o projeto 'Horta Amiga', e na categoria "Espaços Escolares", com o projeto 'Amigos do Picadeiro';
  • EB/S Cardeal Costa Nunes, na categoria "Alimentação, Saúde e Ambiente", com os projetos 'Conhece o que te é próximo!' e 'Eco-Escola/ Clube do Ambiente', na categoria "Atividades extracurriculares e/ou interdisciplinares", com o projeto 'Despertar para a Ciência', e na categoria "Cidadania e/ou Inclusão", com o projeto '"É mesmo contigo!"'.

Esta iniciativa visa distinguir “escolas que concebem e concretizem ideias para um desenvolvimento mais feliz da criança no ambiente escolar”. Nos Açores, um total de 31 projetos foram distinguidos com este galardão, o que significa que a ilha montanha representa 25% dos premiados, ou seja, é o Pico tem uma comunidade escolar verdadeiramente amiga da criança e exemplar no contexto açoriano.

Haja saúde!

domingo, 14 de julho de 2019

Recorde de voos semanais de horário no aeroporto do Pico


Ontem, 13 de julho, terminou aquela que poderia ter sido apenas mais uma semana de 2019, mas que não foi: o Aeroporto da ilha do Pico recebeu (de domingo a sábado) os 35 voos previstos de horário, representando este um novo recorde para a infraestrutura aeroportuária da ilha montanha!

Por outras palavras, nunca o aeroporto do Pico teve tantos voos semanais de horário, sendo que esta situação repetir-se-á durante as próximas 13 semanas, ou seja, até final de setembro de 2019. Mais concretamente, estão disponíveis os seguintes voos [cujos detalhes podem ser encontrados no separador "Aviões" deste blog]:
  • 12 ligações semanais com a ilha Terceira (um voo por dia, reforçado com um segundo voo diário exceto às terças e quintas);
  • 19 ligações semanais com a ilha de São Miguel (dois voos por dia, reforçados com um terceiro voo diário exceto às terças e quintas);
  • 4 ligações semanais com Lisboa (voos às segundas, quartas, quintas e sábados).

Este novo recorde deve-se, sobretudo, ao aumento que se tem verificado, ano após ano, nas rotas envolvendo Ponta Delgada e Lisboa, aumento esse que se verifica não apenas no número de voos semanais na "época alta", mas também na duração desta (a qual agora estende-se por mais um mês do que no passado, isto é, prolonga-se até setembro).

Por outro lado, a oferta área regular para o Pico ainda não é suficiente para satisfazer a oferta, pois tiveram de ser programados voos extra para a ilha montanha em julho e agosto.

Resumindo, os números não enganam: o Pico está na moda!

Haja saúde!



Voos regulares
(clique na origem/destino para mais detalhes)

Chegadas ao Pico
HorárioDom.2.ª3.ª4.ª5.ª6.ªSáb.
08h ― 11h
TER
PDL
LIS
TER
PDL
 
 
PDL
 
TER
PDL
 
 
PDL
 
TER
PDL
LIS
 
11h ― 13h PDL

PDL TER

PDL TER

PDL TER
 
13h ― 15h
 


        PDL
15h ― 17h PDL TER   TER
LIS

LIS
TER PDL
17h — 19h PDL
TER
PDL PDL
 
PDL PDL
 
PDL TER
 

Partidas do Pico
HorárioDom.2.ª3.ª4.ª5.ª6.ªSáb.
08h ― 11h
TER
PDL
LIS
PDL
 
PDL
 
PDL
 
PDL
 
PDL
LIS
11h ― 13h PDL TER
PDL
TER TER
PDL
TER TER
PDL
TER
13h ― 15h
 



 

 
PDL
15h ― 17h
TER

TER
 
TER

 

TER

PDL
17h — 19h PDL
PDL

PDL
PDL LIS
PDL
LIS
PDL

PDL
TER

Legenda: TER - Terceira | PDL - Ponta Delgada | LIS - Lisboa


sábado, 13 de julho de 2019

'Mega Jet' @ Cais do Pico (junho 2019)


Apresenta-se, em anexo, várias fotos relativas a uma escala no navio de passageiros 'Mega Jet' no Porto do Cais do Pico (concretamente em 9 de junho de 2019). Recorde-se que este ferry se encontra ao serviço da Atlânticoline, nomeadamente a efetuar ligações na Linha Amarela (que abrange todas as ilhas açorianas, exceto Corvo).

Mais informações sobre os navios que escalam a ilha do Pico podem ser encontradas no separador 'Barcos' deste blog.

Haja saúde!












sexta-feira, 12 de julho de 2019

V Campeonato Regional de Caça Submarina (vídeo)


Apresenta-se, em anexo, uma reportagem vídeo do "V Campeonato Regional de Caça Submarina", o qual decorreu na ilha montanha, no passado dia 26 de maio de 2019, e que foi organizado pelo Clube Naval São Roque Pico.

Haja saúde!

quinta-feira, 11 de julho de 2019

Rescaldo da visita de 2019 do Governo Regional à ilha do Pico


Terminou ontem (quarta-feira, 10 de julho) a visita estatutária anual do Governo Regional à ilha do Pico. Nesta visita de 2019, não faltaram as habituais inaugurações, visitas a obras em curso e promessas para o futuro, entre outros. De seguida apresenta-se um resumo desta mesma visita.

No que respeita às acessibilidades à ilha montanha, foi anunciado que, ainda este ano, vai ser lançado o concurso público para a construção do Terminal de Passageiros de São Roque do Pico, onde se inclui o reordenamento da zona envolvente, a que se seguirão as obras de ampliação do porto comercial, atualmente em fase de projeto de execução, e que será submetido a testes em modelo físico reduzido [notícia | som 1 | som 2 | som 3 | foto 1 | foto 2]. Ainda relacionado com o transporte marítimo, foi também destacada a conclusão recente das obras de recuperação do porto comercial da Madalena [notícia | som | foto 1 | foto 2]. Em relação às acessibilidade aéreas, ficou-se a saber que o estudo para o aumento da pista do aeroporto do Pico tem o respetivo caderno de encargos concluído e que o convite a entidades será feito ainda neste mês de julho [vídeo].

No domínio das pescas, foram inauguradas sete casas de aprestos e do Posto de Recolha do Núcleo de Pescas de São Roque do Pico [notícia | som 1 | som 2 | som 3 | som 4 | foto 1 | foto 2]. Relativamente a planos futuros, ainda este mês deverá avançar um novo procedimento para a alienação dos estaleiros navais da Madalena [vídeo]. Por outro lado, a construção da nova fábrica da Cofaco vai arrancar, com o início da primeira fase previsto até ao final do ano, sendo que já foi feita a aprovação definitiva deste projeto [notícia 1 | notícia 2 | som 1 | foto 1 | vídeo].

No âmbito do turismo, foi inaugurada a 'Casa dos Vulcões', um novo Centro Ambiental destinado a promover o património geológico da Região — em particular, a exposição permanente conta a história dos vulcões dos Açores e do mundo e a formação do universo; já componente interativa leva o visitante a viajar ao centro da Terra numa cápsula sensorial ou a sentir o solo tremer num simulador de sismos [notícia 1 | notícia 2 | som 1 | som 2 | foto 1 | foto 2 | foto 3 | vídeo].

Na área da saúde, foi anunciado que a Unidade de Hemodiálise do Centro de Saúde da Madalena vai abrir em breve [notícia | som 1 | som 2 | foto 1 | foto 2]. Por outro lado, foi admitida a possibilidade da criação de um serviço de urgência com um médico em permanência durante 24 horas por dia na ilha do Pico, bem como ficou a promessa do aumento das consultas de especialidade, sobretudo nas áreas de obstetrícia e de pediatria [notícia | vídeo].

No setor da agro-pecuária, foi inaugurada a obra do furo de captação de água do Cabeço Pequeno e ligação à rede existente. Além disso, serão construídos dois reservatórios na Prainha, estando ainda previsto o reforço do abastecimento de água na zona da Chã Verde e das Cabecinhas, a partir da Lagoa do Capitão [notícia | som 1 | som 2 | som 3 | foto 1 | foto 2].

No âmbito da solidariedade social e afins, foram inauguradas as obras de ampliação e beneficiação do Centro de Apoio ao Idoso da Madalena. Adicionalmente, foi também assinado o auto de consignação da obra de requalificação do edifício para creche, jardim de infância e centro de atividades de tempos livres da Santa Casa da Misericórdia da Madalena [notícia | som 1 | foto 1 | foto 2 | foto 3]. Teve ainda lugar a inauguração do Centro de Atividades de Tempos Livres (CATL) da Casa do Povo das Bandeiras [notícia | som 1 | som 2 | foto 1 | foto 2 | foto 3 | foto 4].

Atendendo agora à educação, foi assinado o contrato da empreitada de requalificação da envolvente à nova Escola Básica e Secundária das Lajes do Pico, os quais passam pelo alargamento do tabuleiro de uma passagem hidráulica existente sobre a Ribeira do Cabo e incluem ainda a construção de passeios e baías de estacionamento na zona urbana, de acesso à escola, bem como o fornecimento e instalação de um abrigo de passageiros de apoio à rede de transportes públicos que serve o estabelecimento de ensino [notícia | som 1 | foto 1 | vídeo].

Outros assuntos merecem uma nota de destaque, tais como a apresentação dos projetos que levarão à construção de dois novos miradouros no Pico — em concreto, o Miradouro da Cascalheira, a construir na Estrada Regional N.º 2-2.ª, mais conhecida por 'Transversal', vai proporcionar uma vista sobre a vila das Lajes e sobre o mar; o Miradouro do Planalto será construído na Estrada Regional N.º 3–2.ª ('Longitudinal'), e terá vista sobre a Madalena [notícia | som 1 | som 2 | foto 1 | foto 2].

Finalmente, foram tomadas algumas deliberações pelo Governo Regional em relação à ilha do Pico, as quais foram dadas a conhecer através do Comunicado do Conselho do Governo [em anexo].

Haja saúde!

Comunicado do Conselho do Governo reunido no Pico (julho de 2019)

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Calendário venatório para a ilha do Pico 2019/2020


A Portaria n.º 48/2019 (de 1 de julho) contém o calendário venatório 2019/2020 para a ilha do Pico, isto é, o calendário para a época de caça que começa a 1 de julho de 2019 e termina a 30 de junho de 2020. As regras da caça na ilha do Pico são apresentadas de seguida, encontrando-se no final uma tabela resumo sobre as restrições à atividade venatória na ilha montanha [acesso direto à tabela].

O que se pode caçar?
(o link no nome científico remete para imagens das respetivas espécies)

Onde se pode caçar?
Para a caça ao coelho-bravo estão definidas duas zonas, delimitadas do seguinte modo:
  • Zona 1 – Nas áreas plantadas com cereais, hortícolas e vinha, até à cota dos 200 metros de altitude.
  • Zona 2 – Na restante área da ilha a cotas acima dos 200 metros de altitude.

Para a caça à galinhola estão definidas duas zonas, delimitadas do seguinte modo:
  • Zona B – Partindo do Centro de Saúde da Madalena, segue pela Estrada Regional n.º 3 (Estrada Longitudinal) até encontrar a Estrada Regional n.º 2 (Estrada Transversal – Corre Água). Daqui segue para a costa sul da ilha, pela Estrada Regional n.º 2, até encontrar a Estrada Regional n.º 1 (Silveira), seguindo por esta até à origem. Abrange as freguesias de Madalena, Criação Velha, Candelária, São Mateus, São Caetano e São João.
  • Zona B1 – Partindo da Casa do Guarda-florestal sita em Corre Água, no entroncamento, no sentido do Caminho Florestal da Serra do Topo, segue por este, passando pela Lagoa do Caiado, Caveiro, Lagoa do Peixinho, Cabeço da Laje, Cabeço Escuro até encontrar a Estrada Regional n.º 1 (Altamora – Piedade). Segue pela Estrada Regional n.º 1 até ao entroncamento desta com a Estrada Regional n.º 2 (Estrada Transversal em São Roque do Pico), continuando até à origem pela Estrada Regional n.º 2. Abrange as freguesias de São Roque do Pico, Prainha, Santo Amaro, Ribeirinha e Piedade.

Relativamente à caça à codorniz, esta apenas é permitida na zona identificada como Zona B1 (ver descrição anterior relativa à caça à galinhola).

Que outras restrições existem?
Na tabela resumo são apresentados os processos de caça permitidos, os períodos venatórios, horários e limites diários de abates. Outras restrições são enunciadas de seguida:
  • Nas Lagoas do Caiado, do Capitão, do Paúl, do Peixinho e da Rosada, é interdita a atividade cinegética, em regime não ordenado, exceto quando enquadradas em operações destinadas ao controlo de pragas de roedores.
  • É proibida a caça nas parcelas de áreas baldias de pastagem que estiverem ocupadas com animais em pastoreio.
  • É proibida a caça à perdiz-vermelha (Alectoris rufa).
  • É proibido caçar com uso de furão.
  • É proibida, na caça ao coelho-bravo, a utilização de instrumentos cortantes de qualquer tipologia (foices, sachos e afins) para a abertura de veredas de passagem, assim como a caça ao coelho-bravo em veredas recentemente abertas.
  • É proibido caçar ao pombo-da-rocha, nos locais de nidificação da espécie, nomeadamente junto às barrocas do mar e com utilização de barco.



Calendário venatório para a ilha do Pico – 2019/2020
(tabela resumo)

Espécie Zona Processo de caça Período venatório Horário Limite diário de abates por caçador
Coelho-bravo Zona 1 Salto, Espera, Espreita, Batida, Corricão e Cetraria De 1 de agosto a 31 de janeiro
(todos os dias)
Do nascer ao pôr-do-sol 10
Zona 2 Proibida a caça
Codorniz Zona B1 Salto (com cão de parar) 15 de dezembro (domingo) Das 09:00 às 12:00 3
Galinhola Zonas B e B1 Salto (com cão de parar) De 13 de outubro a 8 de dezembro (apenas domingos) Das 08:00 às 13:00 3
Cetraria De 15 de outubro a 6 de dezembro (apenas terças, quartas e sextas) 1
Narceja-comum
&
Narceja de Wilson
Salto (com cão de parar) De 3 de novembro a 5 de janeiro (apenas domingos e feriados) Das 08:00 às 13:00 3
Cetraria De 5 de novembro a 3 de janeiro (apenas terças, quartas e sextas) 1
Pombo-da-rocha Espera De 3 de agosto a 29 de fevereiro (apenas sábados, domingos e feriados) Do nascer-do-sol às 17:00 25
Cetraria De 6 de agosto a 28 de fevereiro (apenas terças, quartas e sextas)
Pato-real
&
Marrequinha
&
Piadeira
Espera e Salto De 3 de novembro a 5 de janeiro (apenas domingos e feriados) Das 08:00 às 13:00 3

Boa caça!
Haja saúde!

terça-feira, 9 de julho de 2019

segunda-feira, 8 de julho de 2019

Visita estatutária do Governo Regional à ilha do Pico — 2019


Esta segunda-feira, 8 de julho de 2019, inicia-se a visita estatutária anual do Governo Regional à ilha do Pico, a qual termina na quarta-feira (10 de julho).

Nesta visita de 2019, destaque para a receção e audição da população por parte do Governo Regional na terça-feira, 9 de julho, pelas 17h00, na Escola Básica e Secundária das Lajes do Pico.

O programa desta visita estatutária encontra-se em anexo.

Haja saúde!

Post scriptum: Rescaldo desta visita.

Programa da visita estatutária do Governo Regional à ilha do Pico — 2019

domingo, 7 de julho de 2019

Apresentação do livro Breve História da Europa, de Raquel Varela, no Museu do Pico


O Museu do Pico apresenta, no próximo dia 9 de julho, no Auditório do Museu dos Baleeiros, nas Lajes do Pico, o livro Breve História da Europa, de Raquel Varela, com apresentação de Manuel Francisco Costa Jr.

Raquel Varela é historiadora, investigadora e professora universitária na Universidade Nova de Lisboa, FCSH, e investigadora do Instituto Internacional de História Social, Amesterdão. É doutora em História Política e Institucional (ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa). É professora-visitante internacional de várias universidades, entre elas a Universidade Federal Fluminense e autora e coordenadora de 25 livros sobre história do trabalho, do movimento operário, história global. Ainda como autora publicou 51 artigos em revistas com arbitragem científica, na área da sociologia, história, serviço social e ciência política indexados no ISI Thompson, CAPES Qualis A, Scopus, entre outros. É atualmente presidente da International Association Strikes and Social Conflicts, uma rede que conta com 35 instituições da Europa do Norte e Sul, EUA e América Latina. Raquel Varela é editora convidada da Editora de História do Movimento Operário Pluto Press/London e comentadora residente do programa semanal de debate público O Último Apaga a Luz na RTP.


Sinopse

Da Grande Guerra aos nossos dias é um ensaio histórico sobre os principais acontecimentos que marcaram o continente entre 1917 e 2017, num olhar aguçado sobre as dinâmicas sociais de um século. Do militarismo imperialista à Revolução Russa, da crise de 1929 à Segunda Guerra Mundial, do fim do pacto social à crise da União Europeia, passando pelas descrições empolgantes do Maio de 68 e da Primavera de Praga, Raquel Varela coloca o trabalho e as suas relações políticas e sociais no centro das grandes mudanças que ocorreram nos últimos 100 anos.

Este é um livro que levanta questões provocadoras e nos dá respostas sérias e rigorosas. Terá sido o apocalipse da Segunda Guerra Mundial - o episódio mais brutal da história da Humanidade, com a perda de 80 milhões de pessoas - a resposta de uma classe suicidária à crise de 1929? E o século XX, que começou (ainda que não oficialmente) em 1917, terá terminado em 1989 com a queda do Muro de Berlim, ou em 2008, com o fim do pacto social europeu?


A apresentação do livro está prevista para as 21h30, sendo a entrada gratuita.

[Fonte: CulturaAçores]

Haja saúde!

sábado, 6 de julho de 2019

Voos extra interilhas para o Pico (julho/agosto 2019)


Dada a grande procura pelo destino Pico, no verão, a SATA reforçou a oferta com mais 838 lugares por altura das festas da Madalena, Cais Agosto e Bom Jesus Milagroso.

Esta nova oferta corresponde a mais 9 rotações (entre 17 de julho e 16 de agosto) face aos horários regulares programados — mais 6 ligações com São Miguel e mais 3 com a Terceira.

Em anexo encontram-se os horários deste reforço de última hora; recorde-se que todos horários dos aviões que servem a ilha do Pico de forma regular encontram-se disponíveis no separador "Aviões" deste blog.

Por fim, e atendendo ao facto de que esta situação de reforço de voos não é pontual, mas sim tem sido recorrente ao longo dos últimos anos, mais uma vez se comprova que os horários dos voos programados inicialmente não foram suficientes para atender à procura.

Resumindo, os números não enganam: o Pico está na moda!

Haja saúde!

----------------------------------------------------------
17 Julho (4.ª Feira)

SP2625 Pico Terceira 18:00 18:35 Q200
SP2624 Terceira Pico  18:55 19:30 Q200

SP2436 P.Delgada Pico 16:40 17:40 Q200
SP2437 Pico P.Delgada 19:50 20:40 Q200

----------------------------------------------------------
20 Julho (Sábado)

SP2626 Terceira Pico 20:15 20:50 Q400
SP2627 Pico Terceira 21:15 21:50 Q400

--------------------------------------------------------
21 de Julho (Domingo)

SP2436 P.Delgada Pico 19:05 20:05 Q200
SP2437 Pico P.Delgada 20:25 21:15 Q200

---------------------------------------------------------
24 Julho (4.ª Feira)

SP2436 P.Delgada Pico 16:40 17:40 Q200
SP2437 Pico P.Delgada 18:00 18:50 Q200

--------------------------------------------------------
5 Agosto (2.ª Feira)

SP2436 P.Delgada Pico 16:40 17:40 Q200
SP2437 Pico P.Delgada 18:00 18:50 Q200

--------------------------------------------------------
7 de Agosto (4.ª Feira)

SP2627 Pico Terceira 16:40 17:15 Q200
SP2626 Terceira Pico 17:35 18:10 Q200

SP2436 P.Delgada Pico 15:20 16:20 Q200
SP2437 Pico P.Delgada 18:30 19:20 Q200

--------------------------------------------------------
16 de Agosto (6.ª Feira)

SP2436 P.Delgada Pico 06:30 07:20 Q400
SP2437 Pico P.Delgada 07:45 08:35 Q400

----------------------------------------------------------

sexta-feira, 5 de julho de 2019

Pico recebe o maior exercício de Proteção Civil nos Açores


O exercício 'Touro 2019', o maior organizado anualmente pelo Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), começa esta sexta-feira, 5 de julho de 2019, na ilha do Pico, estando prevista a participação de cerca de 500 pessoas com intervenção direta e indireta, entre operacionais, entidades e figurantes.

Durante três dias, será testada a eficiência, rapidez e resposta dos diferentes agentes de Proteção Civil e entidades com especial dever de colaboração, assim como a sua coordenação e desempenho em situações de acidente grave ou catástrofe.

Na edição deste ano será simulado um sismo de origem vulcânica.

O exercício, cujas ocorrências serão conduzidas como se fossem situações reais, terá a duração de 72 horas, com movimentação de meios no terreno durante 24 horas, destacando-se três cenários de grandes dimensões, um em cada concelho da ilha (Madalena, São Roque do Pico e Lajes do Pico) e, pela primeira vez, a evacuação da população de uma zona de uma freguesia.

No âmbito do 'Touro 2019', serão simulados pedidos de socorro de cidadãos e situações de habitações destruídas, estradas obstruídas, populações isoladas, evacuações de populações, pessoas desaparecidas e outros acidentes e incidentes que se enquadrem numa situação de sismo.

Para além dos sete corpos de bombeiros do Grupo Central, estarão envolvidas as direções regionais da Saúde, da Habitação, das Obras Públicas e Comunicações, do Ambiente, dos Recursos Florestais e dos Assuntos do Mar, assim como o Laboratório Regional de Engenharia Civil, o Instituto de Segurança Social dos Açores, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, o Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores e a Portos dos Açores.

O exercício também envolverá as câmaras municipais da Madalena, de São Roque do Pico e das Lajes do Pico, através dos seus serviços de Proteção Civil, o Comando Operacional dos Açores, através dos seus diferentes ramos e valências, bem como a PSP, a GNR, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, associações de radioamadores, a Associação Guias de Portugal, a Junta Regional do Corpo Nacional dos Escuteiros e Escuteiros Marítimos, a Associação de Escoteiros de Portugal e a Capitania do Porto da Horta.

[Fonte: GaCS]

Haja saúde!

Post scriptum: links para balanço deste exercício e para fotos relacionadas.