sábado, 30 de abril de 2022

(Afinal) Pico terá uma Bandeira Azul em 2022


Pela primeira vez, o Núcleo de Recreio Náutico das Lajes do Pico integra o programa Bandeira Azul, o que significa que em 2022 este símbolo de garantia de qualidade também está presente na ilha montanha.

Sob o lema "Recuperação de Ecossistemas", os promotores do Programa Bandeira Azul de Praias, Marinas e Embarcações de Ecoturismo são, novamente (à semelhança do ano passado), desafiados a olhar para os ecossistemas, identificar aqueles que podem recuperar e desenvolver atividades nesse sentido. Por outro lado, também são incentivados a juntar-se e apoiar os que já estão em curso, uma vez que qualquer trabalho beneficia se conseguir o maior número de parceiros possível.

Recorde-se que a Bandeira Azul é uma distinção atribuída anualmente pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) a praias (marítimas e fluviais) e marinas que cumpram um conjunto de requisitos de qualidade ambiental, segurança, bem-estar, infraestruturas de apoio, informação aos utentes e sensibilização ambiental.

No caso dos Portos de Recreio e Marinas que se candidatam ao galardão [a categoria onde se insere o Núcleo de Recreio Náutico das Lajes do Pico], estes têm que obedecer a critérios específicos, os quais estão divididos em 6 grupos: Educação e Informação Ambiental; Gestão Ambiental; Segurança e Serviços; Qualidade da Água; Responsabilidade Social; Envolvimento Comunitário.

Uma nota final para referir que, ao contrário do que tem sido habitual ao longo dos últimos anos, nenhuma zona balnear do Pico [i.e., da categoria Praia] terá Bandeira Azul em 2022; dito de outra forma, o galardão atribuído este ano ao Núcleo de Recreio Náutico das Lajes do Pico salva, de certa forma, a honra da ilha montanha, pois o Pico manter-se-á, de certo modo, mencionado nos guias de verão que indicam onde se pode usufruir de belos banhos — valendo igualmente a pena recordar que o Pico é a ilha com mais Zonas Balneares Oficiais nos Açores em 2022.

Haja saúde!

sexta-feira, 29 de abril de 2022

A ilha montanha sabe para onde quer ir: “Não há América melhor do que o Pico”


Com o desenvolvimento do turismo e a valorização do vinho, o Pico está na moda.
É com esta frase simples, concisa e clara que o jornal 'Público' inicia um artigo onde retrata a economia do Pico, ilha que recebeu na terça-feira passada [26 de abril de 2022] o encontro Fora da Caixa, da Caixa Geral de Depósitos, para debater os desafios da insularidade — o artigo em questão está disponível no site do jornal respetivo através deste link, enquanto que o encontro que juntou (entre outros) o presidente do banco público, o diretor de um jornal de referência nacional e o presidente do Governo Regional pode ser revisto clicando aqui.

Haja saúde!

quinta-feira, 28 de abril de 2022

Uma revista com miopia


Estamos em 2022, em plena "Era Digital", onde a comunicação da informação é de tal forma rápida que tudo parece estar à distância de um clique e disponível em poucos segundos. E se a boa informação se dissemina rapidamente, o mesmo também se aplica às necedades.

Vem isto a propósito de um artigo recentemente publicado numa revista nacional de referência, artigo esse que tem vista curta; intitulado "São jovens e têm cursos superiores. Os novos pastores da Estrela", o respetivo lide refere o seguinte:
Formaram-se em Biologia, Engenharia Florestal, Zootécnica, Agrária ou Informática. Têm entre 30 e 40 anos e largaram tudo para andar com as ovelhas de raça bordaleira pelos pastos da montanha mais alta do País. O que os move, afinal?
Perguntam, então, os leitores informados, que sabem muito bem onde fica o ponto mais alto de Portugal: haverá pastores e ovelhas bordaleiras na montanha do Pico? Ah, esperem, o artigo refere-se à Serra da Estrela, o segundo ponto mais alto do País.

Há claramente aqui uma grande lacuna de conhecimento geográfico, pese embora a justificação não seja óbvia: as respetivas autoras ou não sabem que o Pico é a montanha mais alta de Portugal, ou não sabem que a menção a "País" inclui também as Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, e não apenas Portugal Continental.

Em qualquer caso, estamos perante mais uma nescidade - sem necessidade - indesculpável nos dias que correm, a qual contribui para que se perpetue a noção (nomeadamente para os leitores menos informados) de que a montanha mais alta do País pode não ser o Pico.

Por fim, e para que não restem dúvidas, chama-se a atenção para a imagem que acompanha este post, a qual foi baseada numa existente no site 'RTP Ensina' e que pretende informar as crianças dos "pontos mais altos de Portugal"; citando o site supramencionado, pode ler-se o seguinte:
Ordenadas as serras e as montanhas por altitude, é este o retrato que fazemos aos pontos mais altos de Portugal. Nos primeiros lugares estão elevações acima dos 1860 metros. Sabes dizer quais são? Vê esta infografia com atenção e terás a resposta certa.
Dito de outra forma, basta ter uma boa Visão [e não uma revista com miopia] para saber que o Pico é a montanha mais alta do País!

Haja saúde!

quarta-feira, 27 de abril de 2022

Lançamento do livro "O meu caminho"


No próximo dia 29 de abril de 2022 [sexta-feira], pelas 21h00, na Galeria de Exposições Temporárias do Museu da Indústria Baleeira, em São Roque do Pico, será apresentado o livro "O meu caminho", de Helder Bettencourt.

Depois de apresentar o CD "O meu caminho", composto por 12 temas, em clarinete, maioritariamente do cancioneiro açoriano, onde se retrata um percurso de 37 anos de vida musical, cumpre-se o objetivo de editar em partitura, alguns dos temas que se incluem neste trabalho.

Este projeto, cofinanciado pelo Governo Regional dos Açores, vai permitir que todos os Conservatórios e Escolas de Música da Região tenham acesso a este trabalho – partituras para piano e clarinete, e adaptadas a outros instrumentos.

O livro "O meu caminho" será apresentado através da própria música que o compõe, com a execução de 6 temas interpretados pelo autor e músicos convidados.

Helder Bettencourt começou os seus estudos musicais aos 9 anos na Filarmónica Sociedade Recreio União Prainhense. É professor de Música do 3º Ciclo e Secundário na Escola Básica e Secundária de São Roque do Pico. Fez parte da Comissão Executiva Instaladora, no Conservatório Regional da Horta. Pertenceu à Orquestra Regional Lira Açoriana, onde exerceu as funções de maestro‐adjunto e clarinete solista. Foi maestro da Orquestra Juvenil da Escola Básica e Secundária de São Roque do Pico e responsável pela Big Band "Banda a Gosto". Foi maestro da Sociedade Recreio União Prainhense e da Filarmónica União Artista de São Roque, e diretor do Centro de Artes de São Roque do Pico. Atualmente, é maestro da Filarmónica Sociedade Recreio União Prainhense, e dedica‐se à formação de jovens músicos, auxiliando várias bandas da ilha do Pico. Como compositor já viu o seu trabalho reconhecido, distinguido, e apresentado mundialmente.

A entrada para o evento é gratuita e o uso de máscara é obrigatório.

[Fonte: Museu do Pico]

Haja saúde!




terça-feira, 26 de abril de 2022

Lançamento do livro "Helena Amaral Sorrisos de Pedra"


Foi a 28 de abril, de 2015, que o projeto Sorrisos de Pedra de Helena Amaral arrancou entre a artista e a associação cultural com sede na ilha do Pico, MiratecArts. Para marcar sete anos de parceria, a entidade lança o livro "Helena Amaral Sorrisos de Pedra".

Repleto de fotografias por Pedro Silva, com imagens de algumas das esculturas que dão a volta à ilha montanha, assim acompanhando o Roteiro dos Sorrisos de Pedra, o livro de arte também destaca a vida e percurso da já aposentada professora, que agora dedica-se, a tempo inteiro, às suas duas paixões: a arte e a proteção de animais errantes.

"Helena Amaral trabalha a pedra como quem escreve um poema", anota Victor Rui Dores, um dos primeiros açorianos a escrever sobre a arte de Helena Amaral. O seu texto de 1997, para acompanhar uma exposição de pintura, que percorreu várias ilhas, também tem destaque no livro, assim como alguns momentos da artista durante o seu tempo em África, os anos na Escola Superior de Belas Artes, em Lisboa, e ainda os seus primeiros dias nos Açores.

O livro "Helena Amaral Sorrisos de Pedra" chega ao público na quinta-feira, 28 de abril, de 2022, pelas 19h, na Biblioteca Municipal da Madalena. O público é bem-vindo para esta a primeira apresentação. Não é necessário registar - basta aparecer.

Haja saúde!

segunda-feira, 25 de abril de 2022

40.º Aniversário do Aeroporto da ilha do Pico


No dia 25 de abril de 1982 foi inaugurada uma das infraestruturas mais importantes para a ilha montanha, designada então por "Aeródromo do Pico". Esta porta de entrada veio permitir diminuir parte do isolamento inerente a uma qualquer ilha, fazendo com que o Pico, em particular, o Triângulo e os Açores, em geral, ficassem mais perto do resto do mundo.

Ao longo dos seus 40 anos de história, o Aeroporto da ilha do Pico tem registado um crescimento fantástico em termos de passageiros movimentados, sobretudo na última década [tendo inclusivamente passado a figurar na lista dos aeroportos mais movimentados do mundo] — naturalmente, este movimento aéreo também foi afetado pela pandemia de COVID-19 nos últimos dois anos; contudo, já se encontra em franca recuperação.

Fonte: SREA

A lista de momentos simbólicos associados ao aeroporto que serve a ilha montanha é extensa, desde obras de melhoramentos, tipo de aeronaves que utilizaram esta infraestrutura, origens e destinos dos voos que escalaram este aeroporto, etc. — link para a cronologia do Aeroporto da ilha do Pico. Contudo, não deixa de ser curioso que há uma predileção pelo mês de abril para alguns dos momentos mais marcantes:

Por outro lado, o Aeroporto da ilha do Pico e o seu movimento aéreo deram origem a vários espaços dedicados na internet, como é exemplo o grupo de Facebook "Aeroporto do Pico" ou o blog "O Pico e os Aviões", bem como todos horários dos aviões que servem a ilha do Pico de forma regular encontram-se disponíveis no separador "Aviões" do presente site.

Adicionalmente, e já tendo em vista o futuro, a sociedade civil uniu-se de uma forma nunca antes vista e lançou uma petição pública há cinco anos intitulada "Pelo aumento das condições de operacionalidade do Aeroporto da ilha do Pico", iniciativa essa que teve "uma montanha de apoio, traduzida de forma simbólica em 2351 assinaturas — tantas quantas a altura do ponto mais alto de Portugal, o nosso Pico!", bem como teve uma enorme união pública incluindo as vertentes empresarial e política. Desde então, não só a sociedade civil se manteve mais alerta e ativa em defesa desta infraestrutura aeroportuária, mas também alguns desenvolvimentos por parte dos decisores políticos tiveram lugar, tais como: a implementação do grooving; a encomenda do "Estudo para a Avaliação das Condições de Operacionalidade do Aeródromo da Ilha do Pico" por parte do Governo Regional; a menção à ampliação no mais recente Plano Regional Anual; e, há poucos meses, a adoção de medidas preventivas para a expansão da pista.

Uma palavra especial é também devida à transportadora aérea regional, pois apesar de outras companhias aéreas já terem operado na ilha montanha, bem como tem havido um movimento crescente por parte de aviões privados no Pico, a SATA / Azores Airlines tem sido, desde sempre, o parceiro fiel desta que é a maior infraestrutura aeroportuária totalmente detida e gerida pela Região Autónoma dos Açores: não apenas o Grupo SATA gere o aeroporto do Pico, mas também é graças a esta empresa que tem se registado ultimamente, ano após ano, um recorde de voos de horário, quer interilhas, quer nas ligações diretas com Lisboa.

Por fim, apresentam-se de seguida uma pequena amostra de alguns documentos, fotografias e vídeos associados à história do Aeroporto da ilha do Pico.

Haja saúde!

(fonte: SATA / Azores Airlines)



1976 - Boletim Informativo das Forças Armadas dando nota das terraplanagens da pista do Pico

1982 - Folheto informativo da inauguração do Aeródromo do Pico (1/2)

1982 - Folheto informativo da inauguração do Aeródromo do Pico (2/2)

25 de abril de 1982 — Inauguração do Aeródromo do Pico (fonte: História dos Açores)

25 de abril de 1982 — Inauguração do Aeródromo do Pico (fonte: História dos Açores)

Década de 1980 — Avião da SATA Air Açores (British Aerospace BAe-146/Avro RJ) operando no Pico (fonte: História dos Açores)

(1/2) Folheto informativo da mais recente ampliação do Aeroporto da ilha do Pico

(2/2) Folheto informativo da mais recente ampliação do Aeroporto da ilha do Pico

Vista aérea do Aeroporto da ilha do Pico após a mais recente ampliação (fonte: "O Pico e os Aviões")

20 de abril de 2005 — Primeiro voo Lisboa - Pico [primeiro voo comercial oriundo do exterior dos Açores para o Pico] (fonte: Grupo de Facebook "Aeroporto do Pico")


2015 — Vídeo de aterragem e descolagem no Aeroporto da ilha do Pico (fonte: Michael Eschenbacher)

27 de março de 2015 — Última presença na TAP no Pico (fonte: "O Pico e os Aviões")

30 de março de 2015 — Primeiro voo da SATA Internacional (atual Azores Airlines) Lisboa / Pico

12 de setembro de 2015 — Primeiro voo para fora do espaço Schengen (Pico / Montreal)



Outubro de 2015 — Vídeo de descolagem noturna na ilha do Pico

Agosto de 2016 — Avião da TUI a operar na ilha do Pico

Julho de 2017 — Primeiro voo noturno Pico - Lisboa da SATA

Agosto de 2018 — O grooving do aeroporto do Pico


Dezembro de 2018 — Vídeo de aterragem noturna na ilha do Pico


Junho de 2019 — Vídeo de aterragem com circling na ilha do Pico

Junho de 2020 — Primeiro voo Lisboa - Pico durante a pandemia de COVID-19

Janeiro de 2021 — Operação aérea noturna no Pico [clicar para ver vídeo relacionado]

Julho de 2021 — Private Jets @ PIX [clicar para ver vídeos relacionados]

Agosto de 2021 — Hora de ponta no aeroporto do Pico


2021 — Vídeo de aterragem no Aeroporto da ilha do Pico (fonte: Sevenair Group)


Março de 2022 — Vídeo de escala técnica do Presidente da República no Pico [notavelmente, a primeira vez que um chefe de Estado da República Portuguesa veio aos Açores oficialmente e não esteve numa das antigas capitais de distrito]

(fonte: Grupo de Facebook "Aeroporto do Pico")


25 de abril de 2022 — Vídeo resumo do Spotting Day promovido pelo Grupo SATA


domingo, 24 de abril de 2022

Vinha do Pico em destaque na National Geographic


A ilha do Pico é um caso excepcional no contexto de todo o arquipélago açoriano. Não é apenas por acolher a mais alta montanha do país, cujo pico, a 2.351 metros de altitude, se mostra quase sempre, desde que as nuvens o permitam, incluindo quando se avista a partir das ilhas mais próximas. Aqui, porém, o basalto conta uma história de tradições e tenacidade dos picarotos. É uma história de coragem e de luta pela sobrevivência em condições adversas e agrestes.

É assim que a edição portuguesa da prestigiada revista 'National Geographic' inicia um artigo dedicado à vinha do Pico, uma tradição ancestral que valeu a classificação de Património Mundial — este artigo pode ser lido na íntegra clicando neste link.

Haja saúde!

sábado, 23 de abril de 2022

Pico recebe Encontro Fora da Caixa - Açores


No dia 26 de abril de 2022 [terça-feira], pelas 14H30 (hora dos Açores) [15H30 (hora do Continente e Madeira)] realiza-se nos Açores mais um Encontro Fora da Caixa, mais precisamente no Auditório da Madalena, na ilha do Pico, que terá como anfitrião Manuel Carvalho, Diretor do jornal 'Público'.

Será mais uma conferência em que se irão debater grandes temas da atualidade económica e financeira, enquadrados na realidade desta região insular, a qual envolve inúmeros desafios nas diversas áreas de atividade: desde agropecuária às pescas, do ambiente ao turismo, passando pela ciência e investigação, que impactam a vida das populações e o potencial das diversas ilhas do arquipélago, em contexto regional, nacional e europeu.

A conjuntura económica, o recente conflito em território europeu e o atual enquadramento e evolução geodinâmica dos Açores serão abordados por um amplo leque de oradores que, nas suas áreas de intervenção, transformaram adversidades em êxitos.

A abertura da conferência, subordinada ao tema “Açores os Desafios do Atlântico”, é assegurada pelo Presidente da Comissão Executiva da Caixa, Paulo Moita de Macedo, seguindo-se uma entrevista a José Manuel Bolieiro, Presidente do Governo Regional dos Açores.

Pedro Abrunhosa encerrará a conferência com uma conversa inspiradora onde a música estará também presente.

Os Encontros Fora da Caixa, presididos pela Comissão Executiva da Caixa, realizam-se desde março de 2017 e têm levado, a todos os distritos de Portugal, temáticas de interesse nacional e relevância regional, permitindo a discussão de desafios, oportunidades e casos de sucesso.

O Encontro será transmitido em streaming em direto no Facebook, Linkedin e no site da Caixa Geral de Depósitos, podendo igualmente ser companhado em anexo.

O Programa detalhado do Encontro também se apresenta em anexo.

[Fonte: CGD]

Nota final para salientar que a realização deste evento na ilha montanha é não só uma honra, mas também o reconhecimento da importância do Pico e da sociedade picarota no contexto açoriano: há algumas décadas seria inimaginável que uma conferência deste calibre, que reune (entre outros) o presidente do banco público, o diretor de um jornal de referência nacional e o presidente do Governo Regional, tivesse lugar numa ilha açoriana que não naquelas que albergavam as antigas capitais de distrito; ao longo dos últimos anos, o Pico tem vindo a se afirmar paulatinamente como uma ilha que já não pode ser esquecida por aqueles que tomam decisões, sendo este tipo de encontros um exemplo visível do mérito e do valor crescentes da ilha montanha.

Haja saúde!

Post scriptum: Artigo relacionado do 'Público' intitulado "A ilha montanha sabe para onde quer ir: “Não há América melhor do que o Pico”".



PROGRAMA

26 ABRIL | AUDITÓRIO DA MADALENA | ILHA DO PICO

14H30 AÇORES
15H30 CONTINENTE E MADEIRA

Host | Moderador – Manuel Carvalho | Diretor do Público

14h30 Abertura
Paulo Moita de Macedo | Presidente da Comissão Executiva da Caixa Geral de Depósitos

15h00 “Açores: Periferia da Europa ou Centro do Mundo Transatlântico?”
José Manuel Bolieiro | Presidente do Governo Regional dos Açores
Entrevista por Manuel Carvalho

15h30 Painel “Realidade sísmica e vulcanológica dos Açores – evolução e medidas de resposta” Manuel Carvalho | Moderador
João Azevedo | Presidente da Sociedade Portuguesa de Engenharia Sísmica (SPES)
João Luís Gaspar | Coordenador do Gabinete de Crise do Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA) e Reitor da Universidade dos Açores
Rui Marques | Presidente da Direção do Instituto de Investigação em Vulcanologia e Avaliação de Riscos (IVAR)

16h10 Painel “As possibilidades de uma Economia Exótica”
Manuel Carvalho | Moderador
Benedita Branco | Sócia da Lava Homes
Losménio Goulart | Presidente do Conselho de Administração da Cooperativa Vinícola da Ilha do Pico Roberto Lino | Sócio da AzoresX
José João Guilherme | Administrador Executivo da Caixa Geral de Depósitos

17h00 Pedro Abrunhosa à Conversa com
Tiago Pitta e Cunha (Prémio Pessoa 2021)
No princípio era... o Mar.

sexta-feira, 22 de abril de 2022

Vista aérea do Cais Mourato [vídeo]


Apresenta-se, em anexo, um vídeo da autoria de António Faria, datado de abril de 2022, o qual mostra imagens aéreas do lugar do Cais Mourato, uma zona de adegas junto ao mar pertencente à freguesia das Bandeiras, concelho da Madalena.

Haja saúde!



quinta-feira, 21 de abril de 2022

Mapeamento de Usos do Oceano arranca no dia 26 de abril também no Pico


O Mapeamento de Usos do Oceano, processo que se realiza no âmbito do programa Blue Azores, que tem como objetivo proteger 30% do Mar dos Açores através da criação de Áreas Marinhas Protegidas, arranca nas ilhas Graciosa, Faial e Pico no dia 26 de abril de 2022.

Após a conclusão do processo nas ilhas do Corvo, Flores e Santa Maria, serão realizados um conjunto de inquéritos centrados na forma como o mar dos Açores é usado e valorizado, de forma a permitir que os açorianos se pronunciem acerca do futuro deste ativo.

O objetivo é integrar no processo de criação da rede de Áreas Marinhas Protegidas o conhecimento e a visão das comunidades locais.

O Mapeamento de Usos do Oceano é apenas uma de várias ações do Blue Azores tendo em vista a proteção de 30% do Mar dos Açores.

Paralelamente, o programa está a coordenar um processo participativo direcionado às áreas Offshore e Costeira do mar dos Açores, envolvendo todos os interessados para, em conjunto, desenhar e otimizar esta rede de Áreas Marinhas Protegidas.

Assim, a partir de dia 26 de abril, e durante quatro semanas, uma equipa de entrevistadores conduzirá os inquéritos nas ilhas da Graciosa, Faial e Pico. Os participantes serão convidados a indicar e a classificar, por grau de importância, as zonas do oceano que mais utilizam e valorizam, como as áreas da pesca ou de atividades lúdicas.

A informação recolhida pelo inquérito será trabalhada e transposta para mapas, ilha a ilha, que indicarão as áreas mais importantes para as pescas, mas também as zonas marítimas consideradas turísticas ou reservadas a atividades lúdicas.

Os resultados obtidos serão apresentados de forma confidencial, pelo que nenhuma informação pessoal ou localização específica será tornada pública.

A primeira fase deste processo, nas ilhas do Corvo, Flores e Santa Maria, contou com 495 respostas, representativas de cerca de 1.100 pessoas que partilharam o seu conhecimento sobre o Mar dos Açores.

Para mais informações ou esclarecimento de dúvidas visite o site https://pt.blueazores.org/mapeamentodosusosdooceano , ou contacte info@blueazores.org .

[Fonte: GovAçores]

Haja saúde!

quarta-feira, 20 de abril de 2022

Auto da Paixão de Cristo [Lajes do Pico - 2022]


A Paixão de Jesus Cristo é o ponto alto das festividades da Páscoa e descreve os eventos e os sofrimentos físicos, espirituais e mentais de Jesus nas horas que antecederam o seu julgamento e a sua crucificação.

Neste Domingo de Páscoa de 2022 [17 de abril], a vila das Lajes do Pico encheu-se de gente para assistirem ao Auto da Paixão de Cristo, que começou junto à Igreja Matriz e terminou no Convento de São Francisco com o culminar da crucificação e ressurreição do Senhor.

Encenado por Hélder Fernandes e pelo Grupo Auto da Paixão de Cristo, da freguesia da Ribeirinha, que contou com a participação de cerca de 80 participantes, esta peça recriou os momentos mais marcantes da Semana Santa, desde a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo.

[Fonte: CMLP]

Em anexo apresentam-se alguns registos audiovisuais deste Auto da Paixão de Cristo de 2022, bem como de uma encenação semelhante ocorrida em 1990 na freguesia da Ribeirinha.

Haja saúde!









terça-feira, 19 de abril de 2022

Portal dos Transportes dos Açores


O Governo Regional lançou recentemente o Portal dos Transportes dos Açores, uma plataforma online que reúne toda a oferta de mobilidade de/para/no arquipélago, seja via aérea, marítima e terrestre, de forma a “facilitar o acesso à informação”.

Em particular, este portal [que teve um investimento de cerca de 80 mil euros] disponibiliza as opções de deslocação por terra, por mar e por ar (interilhas e do exterior para o arquipélago), combinando informação que se encontrava dispersa por vários operadores.

Segundo o titular da pasta dos Transportes, “esta plataforma tem como objetivo dar uma imagem de integração daquilo que está disponível, para que de forma rápida e de forma fácil, cada um tomar as suas decisões e minimizar constrangimentos de circulação”, sendo ainda destacado que a plataforma vai dar “maior expressão à intermodalidade dos transportes nos Açores” e permitir “monitorizar” a “eficácia” dos “serviços de transportes” na Região.

“Introduzir aqui na equação os transportes públicos terrestres de uma forma ajustada aos nossos dias vem contribuir, não só para a contenção da expansão do consumo de meios energéticos dos combustíveis tradicionais, mas também para a minimização dos afluxos excessivos nos pontos turísticos mais conhecidos”, advogou o governante.

Na apresentação, o responsável pela empresa que desenvolveu o site revelou que existiu a “preocupação” de “não direcionar os utilizadores” do portal para uma determinada operação; “quisemos uma plataforma que não tivesse cariz comercial, mas informativo”, apontou.

Foi também revelado que o maior “desafio” do portal foi a integração dos transportes terrestres, uma vez que foi preciso “transformar a informação” que se encontrava em documentos escritos, lembrando que existem 10 operadores, 2.303 paragens e 131 rotas de autocarros nos Açores.

Está “previsto” a plataforma incluir, no “futuro”, informações relativas às operações de navios mercantes, ao “estado do voo das várias companhias” que operam para os Açores, bem como “outras estatísticas relevantes”.

A plataforma está disponível como aplicação para o telemóvel e no seguinte endereço: www.transportes.azores.gov.pt

[Fonte: Açores9]

Uma nota final para constatar uma curiosidade/evidência: desde 2014 que existe este blog 'Cais do Pico', o qual [sem qualquer tipo de investimento público] disponibiliza desde a sua fundação (e mantém constantemente atualizada) toda a oferta de mobilidade de/para/na ilha do Pico, nomeadamente através dos separadores "Barcos", "Aviões" e "Autocarros"; por outras palavras, há mais de oito anos que este blog inclui as informações atuais (e também as futuras!) do site supramencionado no que respeita à ilha montanha, pelo que o 'Cais do Pico' — www.caisdopico.pt — pode ser considerado, de certa forma, como o 'Portal dos Transportes do Pico'!

Haja saúde!

segunda-feira, 18 de abril de 2022

Casa de Artesanato «Rendas do Pico»


Foi recentemente inaugurada na Candelária (mais concretamente no Campo Raso) a Casa de Artesanato «Rendas do Pico» [ver vídeo anexo], a qual constitui-se como uma montra viva do livro "Rendas dos Açores – Álbum de Motivos Têxteis".

Em particular, este é um álbum de croché artístico que ilustra bem os pontos e os motivos mais tradicionais das Rendas da ilha do Pico, produto de origem e qualidade certificada pela marca “Artesanato dos Açores” [mais informações no vídeo anexo].

Haja saúde!





domingo, 17 de abril de 2022

Apresentação do livro "Homens sem coração" no Museu do Pico


O Museu do Pico apresenta, no próximo dia 19 de abril de 2022 [terça-feira], pelas 21h00, no Auditório do Museu dos Baleeiros, nas Lajes do Pico, o livro "Homens sem coração", de Guilherme Piló.

"Homens sem coração" é um relato autobiográfico e inédito sobre a vida de um pescador de bacalhau à linha, nos mares da Terra Nova e da Gronelândia. Numa escrita pessoal, acompanhamos as memórias marcantes desses tempos, dessas viagens e dessas fainas de extrema dureza, cheias de perigos e de privações, na pesca do bacalhau à linha. Escrita pela primeira vez por um pescador, esta é uma história comovente de bravura, dedicação e amor pelo mar e pela pesca.

A sessão contará com a presença do autor, que partilhará algumas das histórias vividas a bordo. No final, haverá um momento musical e será servida a famosa "chora" (caldo de caras de bacalhau, prato que se comia a bordo dos barcos).

A apresentação do livro tem o apoio da Fundação Francisco Manuel dos Santos, da Biblioteca Pública e Arquivo João José da Graça, da AvistaVulcão e da editora Companhia das Ilhas.

A entrada é gratuita e o uso de máscara obrigatório.

Haja saúde!




sábado, 16 de abril de 2022

Alojamento no Pico é Revelação 2022 para o Expresso


O prestigiado guia nacional 'Boa Cama Boa Mesa', elaborado pelo semanário Expresso, destacou na sua edição de 2022 um alojamento situado na ilha montanha "pela arquitetura arrojada e pelo conforto".

Segundo os editores, "um projeto que começou com uma vinha, na incrível paisagem do Pico, e que, primeiro deu origem a um restaurante e depois a uma pequena unidade de alojamento, com o nome de Azores Wine Company, foi distinguido como Revelação 2022 na secção dedicada à hotelaria".

Este guia foi recentemente disponibilizado ao público [desde 8 de abril de 2022], sendo que inclui também referências a outros empreendimentos picoenses.

Haja saúde!

sexta-feira, 15 de abril de 2022

Exibição do filme "O Homem do Vento Norte" no Museu do Pico


No âmbito da celebração do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios 2022, sob o tema Património e Clima, o Museu do Pico apresenta, no próximo dia 18 de abril [segunda-feira], no auditório do Museu dos Baleeiros, o filme O Homem do Vento Norte, uma longa metragem de Paulo Henrique Silva.

O objetivo do tema proposto este ano pela Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC), em colaboração com o ICOMOS Portugal, é o de analisarmos o passado e o património material e imaterial enquanto herança e referência da nossa identidade. Convida-nos ainda a projetarmos um futuro mais solidário e mais inclusivo, sensibilizando comunidades e públicos, reforçando laços identitários e criando novas oportunidades - alicerçadas no reconhecimento da importância da cultura e do património enquanto elementos aglutinadores da sociedade.

O Homem do Vento Norte é um filme com momentos da vida de dois Homens que se relacionam de forma eficaz com os ecossistemas. Durante 67 dias, num período de cinco anos, uma máquina filmou os sons, as imagens, as sombras, os ritmos e a poesia de um homem da Fajã que cultiva a vida, e de um surfista e pescador que estuda os silêncios do litoral. Retrata o fim do mundo rural num dos lugares mais fascinantes do território Português: Fajã da Caldeira de Santo Cristo, Ilha de São Jorge, Arquipélago dos Açores – 2015/2019.

A sessão será pelas 21:00h, no Auditório do Museu dos Baleeiros, nas Lajes do Pico. A entrada é gratuita e o uso de máscara é obrigatório.

[Fonte: CulturAçores]

Haja saúde!



quinta-feira, 14 de abril de 2022

Razões para visitar o Pico em 2022


Um qualquer picaroto certamente não terá qualquer problema em indicar um sem número de razões para visitar a ilha montanha; no entanto, é também importante ter um pequeno resumo do porquê de o Pico ser uma ótima escolha como destino turístico em 2022.

Foi este o desafio apresentado a responsáveis dos três municípios picoenses durante a edição deste ano da BTL (Bolsa de Turismo de Lisboa), os quais disseram de sua justiça e cujos depoimentos audiovisuais se apresentam em anexo (acompanhados igualmente com belas imagens sugestivas do que ver/visitar no Pico).

Haja saúde!







quarta-feira, 13 de abril de 2022

Infantis do Vitória FC fazem história: são bicampeões e alcançam a dobradinha


No passado sábado, 9 de abril de 2022, os infantis do Vitória Futebol Clube — instituição também conhecida no mundo desportivo por "Vitória do Pico" — venceram o duelo com o Fayal SC, no campo deste último (Estádio da Alagoa, na cidade da Horta) por 1-3 [ver vídeo anexo], sagrando-se assim, pelo segundo ano consecutivo, campeões no escalão de infantis da AF Horta.

Este é um feito inédito e por si só já notável; contudo, não se ficou por aqui: como esta equipa da ilha montanha já havia conquistado a Taça AFH nesta época desportiva 2021/2022, os infantis do Vitória FC alcançaram então a dobradinha.

Estão assim de parabéns os respetivos jogadores do Vitória FC, bem como treinadores e corpos dirigentes, os quais não só obtém assim um magnífica recompensa pelo seu trabalho, mas também fazem história com mais esta conquista para este clube septuagenário do Pico cujas palavras ostentadas no seu símbolo são homónimas deste blog.

Haja saúde!




terça-feira, 12 de abril de 2022

112.º Aniversário da Filarmónica Liberdade do Cais do Pico


O dia 10 de abril (que este ano ocorreu domingo passado) tem um lugar especial na história do lugar do Cais do Pico, vila de São Roque do Pico: nesse dia do ano de 1910 foi fundada a Filarmónica Liberdade do Cais do Pico.


(Hino da Filarmónica Liberdade do Cais do Pico)

Esta instituição de utilidade pública, a qual celebra agora o seu 112.º aniversário, conta com um longo historial [link] e atualmente mantém em funcionamento a sua principal atividade — a Banda Filarmónica e a Escola de Música — sob a batuta do maestro Joaquim Coelho e a presidência de Andreia Ribeiro.

Através deste post, aproveito esta data para prestar uma homenagem não só à filarmónica homónima deste blog, mas também a todas as sociedades filarmónicas da ilha montanha, desejando os maiores êxitos para todas estas instituições, as quais são um valioso património do Pico, em particular, e dos Açores, em geral:
  • Liberdade do Cais do Pico
  • União Artista de São Roque
  • Recreio União Prainhense
  • Recreio Santamarense
  • Musical e Cultural da Piedade
  • Lira Fraternal Calhetense
  • Recreio Ribeirense
  • União Ribeirense
  • Liberdade Lajense
  • Recreio dos Pastores
  • Lira de São Mateus
  • União e Progresso Madalense
  • Lira Madalense

Haja saúde!

segunda-feira, 11 de abril de 2022

Exclusivo online: Voos entre Lisboa e o Pico com 25% de desconto


Neste mês de abril de 2022 celebra-se o 40.º aniversário do Aeroporto da ilha do Pico. No âmbito desta comemoração, a Azores Airlines tem em marcha uma campanha para que se conheça de perto a beleza natural da ilha montanha ou a multiplicidade gastronómica da capital portuguesa: um desconto de 25% nas reservas efetuadas online, de 1 a 30 de abril de 2022.

Para usufruir desta oferta basta inserir o código promocional 952D7A no formulário de reserva; todas as condições desta campanha estão disponíveis neste link.

Haja saúde!

domingo, 10 de abril de 2022

NRP Setúbal (de novo) no Cais do Pico


O Navio Patrulha Oceânico 'Setúbal' brindou recentemente (e mais uma vez) o Porto do Cais do Pico com a sua visita (mais concretamente no dia 5 de abril de 2022).

O Navio Patrulha Oceânico 'Setúbal' foi construído nos Estaleiros do Consórcio West Sea/Edisoft, em Viana do Castelo, e foi aumentado ao efetivo dos navios da Armada em 28 de dezembro de 2018. Foi concebido como navio não combatente e destina-se prioritariamente a exercer funções de autoridade do Estado e a realizar tarefas de interesse público nas áreas de jurisdição ou responsabilidade nacional [link para mais informações].

Em anexo, e para memória futura, encontram-se alguns registos fotográficos desta escala.

Haja saúde!


sábado, 9 de abril de 2022

Andamento do novo Terminal Marítimo de Passageiros de São Roque do Pico (11)


Apresenta-se, em anexo, um conjunto de fotografias (datadas de 2 de abril de 2022) relativas ao andamento da empreitada do novo Terminal Marítimo de Passageiros de São Roque do Pico [link para fotos mais antigas].

Esta obra, orçada em quase 3,5 milhões de euros (sem IVA) e que tem um prazo de execução de 20 meses (a contar desde o início de setembro de 2020), prevê a construção de uma nova gare de passageiros, a reorganização geral dos espaços exteriores ao nível das circulações pedonal e automóvel, introduzindo-se maior capacidade de estacionamento e de lugares de espera para embarque de viaturas [link para o projeto].

Haja saúde!