terça-feira, 20 de agosto de 2019

Pico é onde mais se produz Carne dos Açores


A Carne dos Açores IGP é proveniente das carcaças de bovinos nascidos, criados e abatidos na Região Autónoma dos Açores, segundo os moldes tradicionais. Este é, assim, um produto certificado e de excelência, pois trata-se de uma carne tenra, de cor rosada, com ligeira infiltração de gordura a nível intramuscular, grande suculência, textura macia, detentora de um aroma e sabor característicos, próprios e inerente ao modo de produção tradicional, nomeadamente à forma de pastoreio e ao tipo de alimentação.

Em concreto, as crias alimentam-se de leite materno pelo menos até cerca dos 3 meses. A partir desta idade é fornecida uma alimentação tradicional, constituída com erva das pastagens naturais ou melhoradas. Até à idade em que são abatidos, os animais são alimentados com pastagens, sendo muitas vezes complementada a sua alimentação com silagens e fenos obtidos nas próprias pastagens e com concentrados energéticos e proteicos.

Embora a área geográfica de produção da Carne dos Açores IGP compreenda todas as ilhas dos Açores, é na ilha montanha que se regista a maior produção desta carne certificada: em 2018, cerca de metade da Carne dos Açores IGP foi proveniente do Pico, mas se forem considerados os últimos cinco anos, então este valor ascende aos 59%.



Por tudo isto, o Pico pode ser considerado o centro da excelência da carne açoriana, provando uma vez mais que, à semelhança do vinho proveniente da ilha montanha, a dedicação secular do picaroto em conseguir extrair sustento de uma paisagem que, à primeira vista, parecia inóspita, dá origem a produtos únicos no mundo.

Haja saúde!

Post scriptum: Este artigo foi igualmente publicado na edição n.º 41.951 do 'Diário dos Açores', de 21 de agosto de 2019.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!