quinta-feira, 30 de abril de 2020

Adjudicada requalificação da Praceta dos Baleeiros


A Câmara Municipal de São Roque do Pico aprovou no passado dia 23 de abril de 2020, por unanimidade, adjudicar à empresa Tecnovia-Açores a empreitada de requalificação da Praceta dos Baleeiros, no Cais do Pico, pelo valor de 233.900 euros, acrescidos de IVA à taxa legal em vigor.

Com um prazo de execução de cinco meses, a empreitada é suportada em 85 por cento por fundos do Programa Operacional Açores 2020, no âmbito do PIRUS, sendo os restantes 15 por cento da responsabilidade do Município.

A empreitada deverá avançar no final do verão para evitar obras num local de excelência que é muito procurado na época alta, atendendo a que a Praceta dos Baleeiros concentra inúmeras atividades, com destaque para o Festival Cais Agosto.

O Presidente da Câmara Municipal de São Roque, Mark Silveira, admite, no entanto, a possibilidade de alterações ao que está programado, mais concretamente a antecipação das obras, em resultado da atual situação que se vive e da ainda indefinida possibilidade ou não de realização do Festival: “Estão reunidas todas as condições para o início das obras, no entanto, decidimos adiar o arranque da empreitada para depois do verão, evitando-se, assim, prejudicar as centenas de visitantes que em situação normal passam pela Praceta dos Baleeiros na época alta de turismo. Uma opção que pode ser alterada caso surjam modificações ao que está planeado para o Cais Agosto”.

A intervenção assenta essencialmente na requalificação de pavimentos, nomeadamente na cobertura do pavimento com um tapete betuminoso de cor avermelhada, salvaguardando-se o lajeado de pedra remanescente do antigo pátio de desmancha; adicionalmente, a plataforma contígua aos balneários será pavimentada com um deck a imitar madeira. Serão ainda construídos novos muros ao longo da plataforma contígua aos balneários e junto à estátua do Velho Baleeiro, bem como haverá um reforço dos muros laterais da antiga rampa de varagem das baleias. O projeto inclui igualmente a construção de passeios e a recuperação e replicação dos antigos candeeiros de betão existentes na zona.

Aproveitando as obras no pavimento, está projetada a implementação de tubagens para água e eletricidade para servir as instalações provisórias utilizada no Cais Agosto.

[Fonte: CMSRP]

Haja saúde!



quarta-feira, 29 de abril de 2020

Documentário "Vinho"


Apresenta-se, em anexo, o documentário "Vinho", de André Laranjinha. De salientar que esta obra audiovisual, integralmente gravada na ilha do Pico, recebeu o prémio de Melhor Documentário no MOST – Festival Internacional de Cinema del Vi i el Cava, na Catalunha.

Haja saúde!

Sinopse do documentário "Vinho":
Ilha do Pico, Açores. Uma crosta de lava no meio do oceano Atlântico, onde os habitantes, à falta de terra boa, cravaram a vinha na pedra. Fustigada pelo rocio do mar e pelo frio do inverno que desce a montanha, a vinha vinga na secura da pedra com a ajuda de homens, cuja vida gira em grande parte à volta da cultura da vinha e do vinho. Na ilha do Pico, as adegas, mais do que lugares onde se guarda o vinho, a água-ardente, os licores, são lugares de portas abertas ao encontro, à partilha, à discussão, à música, ou ao recato no final de um dia de trabalho.

domingo, 26 de abril de 2020

Açores — experiência de natureza no Atlântico [e o Pico aos olhos de uma repórter alemã]


Tamina Kallert, repórter da cadeia de televisão alemã WDR, veio aos Açores para mostrar como o arquipélago é um paraíso verde no meio do Atlântico, tendo partilhado a sua experiência no vídeo em anexo [em alemão].

Em particular, foram visitadas três ilhas açorianas, onde se inclui o Pico. Natureza, baleação, vinha e vinho foram alguns dos temas abordados na ilha montanha, os quais tiveram alguns alemães radicados no Pico como anfitriões — nas palavras de um deles, "saí de Berlim para o Pico, trocando assim dinheiro por felicidade!"

De salientar ainda que a viagem pelos Açores de Tamina termina da forma mais festivo-picarota que existe: ao som de uma chamarrita à moda do Pico!

Haja saúde!


sábado, 25 de abril de 2020

13' COMXICO


Em tempo de pandemia de COVID-19, as noites de domingo passaram a ter uma excelente forma de ocupar o tempo enquanto se está em casa.

Mais precisamente, as pessoas podem assistir à live "13' COMXICO", uma transmissão em direto da autoria de Francisco Ávila, feita a partir da freguesia de Santo Amaro, concelho de São Roque do Pico.

No seu Instagram @xicodopico, pelas 21h00 (hora dos Açores) e durante 13 minutos cronometrados, este terapeuta integrativo e consciencial fala de vários temas associados às ferramentas da consciência e como transcender problemas, entre outros.

Se outrora saíram da "Capital da Construção Naval dos Açores" centenas de embarcações para os mais diversos fins, hoje em dia são centenas de pessoas que entram pelo "ramal" adentro (o escritório de Francisco), uma assistência que cresce a cada fim de semana que passa, comprovando assim que, mesmo em plena pandemia, do Pico, em geral, e de Santo Amaro, em particular, continua a sair conhecimento para todo o mundo!

Haja saúde!


quinta-feira, 23 de abril de 2020

Suspensa operação sazonal de transporte marítimo de passageiros e viaturas


A Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas anunciou ontem, em Ponta Delgada, a suspensão, este ano, da operação sazonal de transporte marítimo de passageiros e viaturas interilhas no arquipélago dos Açores.

Ana Cunha revelou, em conferência de imprensa, que “o Governo dos Açores entende que não estão reunidas condições para que o transporte marítimo de passageiros e viaturas interilhas se realize, à semelhança do que tem vindo a acontecer anteriormente”.

A 18 de março, o Conselho do Governo deliberou suspender as ligações aéreas interilhas praticadas pela SATA Air Açores e também as ligações aéreas da Azores Airlines para o exterior da Região.

Na mesma reunião do Conselho do Governo foi também aprovada a suspensão das ligações marítimas de passageiros e viaturas, a cargo da Atlânticoline, entre todas as ilhas da Região, sendo que ambas as empresas, no âmbito do seu setor de atividade, continuam a assegurar as ligações e a capacidade de transporte de carga e passageiros, desde que classificados como casos de força maior, cumprindo assim a respetiva e importante missão de serviço público.

Assim sendo, foi deliberado pelo Conselho do Governo, “e após parecer da Autoridade de Saúde Regional, suspender, em 2020, a operação sazonal, dita ‘operação de verão’, de transporte marítimo de passageiros e viaturas entre as ilhas da Região”, afirmou a titular da pasta dos Transportes, acrescentando que “essa operação será retomada em 2021”.

A Secretária Regional recordou que neste momento encontram-se também suspensas as ligações marítimas regulares de transporte marítimo de passageiros e viaturas entre as ilhas do Faial, Pico e São Jorge, “exceto o transporte de carga e casos de força maior, desde que devidamente autorizados pela Autoridade de Saúde Regional”.

Ana Cunha sublinhou que a expectativa do Governo é de que, “assim que for levantada a suspensão das ligações marítimas regulares, as mesmas possam ser retomadas e, de acordo com o horário de verão da Atlânticoline e recorrendo à sua frota própria, se possa realizar a operação entre as ilhas do Faial, Pico, S. Jorge e Terceira, bem como a operação entre as Ilhas das Flores e Corvo”.

“O Governo dos Açores considera que é seu dever continuar a encorajar vivamente os Açorianos a não viajarem para fora da sua ilha de residência, a fim de evitar ao máximo a propagação do novo coronavírus, responsável pela doença COVID-19”, frisou a Secretária Regional, lembrando que “vivemos tempos extraordinários, que requerem, aqui e agora, medidas extraordinárias, de forma a que possamos continuar a trabalhar para, de forma ponderada e segura, fazer com que a atividade social e económica dos Açores consiga regressar à normalidade possível”.



(Intervenção da Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas)

[Fonte: GaCS]

Haja saúde!

quarta-feira, 22 de abril de 2020

Projeto de melhorias na acessibilidade ao Terminal Marítimo de Passageiros 'João Quaresma'


A Portos dos Açores está a desenvolver um projeto que tem como objetivo melhorar a acessibilidade e o estacionamento junto do Terminal Marítimo de Passageiros 'João Quaresma', situado na Madalena.

As imagens em anexo espelham as ideias de melhoramento, as quais preveem a adição de uma faixa de rodagem em frente ao terminal, passando a haver duas as faixas de rodagem: uma dedicada a táxis e veículos de turismo, outra para o público em geral, sendo duplicada a área existente.

Adicionalmente, será criado um novo polo de estacionamento, em frente ao Moinho do Saca (distando cerca de 280 metros do terminal, o que equivale por volta de 3 minutos a pé), o qual disponibilizará mais 34 lugares de estacionamento, por tempo ilimitado. Por outro lado, o parque de estacionamento atual, junto ao terminal, passará a ter barreiras/cancelas e limite de tempo de estacionamento.

O projeto inclui ainda a melhoria da funcionalidade da sala de desembarque, com adaptação para a instalação de um novo tapete de bagagens que permitirá uma maior circulação e uma melhor organização dos utentes junto ao tapete, evitando-se assim aglomerações nos circuitos de passagem.

[Fonte: Grupo de Facebook 'Porto da Madalena'; Ilhamaior]

Haja saúde!




segunda-feira, 20 de abril de 2020

A Lenda das Ribeiras


Apresenta-se, em anexo, o documentário do produtor/realizador picoense, residente no Canadá, Bill Moniz, intitulado “A Lenda das Ribeiras”.

Haja saúde!


sábado, 18 de abril de 2020

Mal-Amanhados – Os Novos Corsários das Ilhas [episódio sobre o Pico]


Mal-Amanhados – Os Novos Corsários das Ilhas é um programa televisivo da RTP-Açores, composto por dez episódios, da autoria de Luís Filipe Borges (comediante terceirense) e Nuno Costa Santos (escritor micaelense). Cada um dos episódios decorre numa ilha dos Açores, sendo que o 10.º atravessa todo o arquipélago.

Em anexo apresenta-se o primeiro episódio desta série, o qual foi dedicado à ilha do Pico e que tem a seguinte sinopse:
A viagem sonhada há mais de 20 anos começa. Os dois amigos de ilhas alegadamente rivais, um terceirense e um micaelense chegam (com mau tempo no canal) a assombroso território neutro.
Na ilha-montanha, e enquanto se debatem com a missão de subir – ou não – ao ponto mais alto do país, conhecerão os verdadeiros protagonistas. Gente do Pico com a alma, a resiliência, o orgulho e o espírito empreendedor que transformaram a outrora apelidada “ilha do degredo” num milagre de sustentabilidade, mistério e alegria.

Haja saúde!




quinta-feira, 16 de abril de 2020

Plano Anual Regional 2020 — investimentos/ações para o Pico


O Plano Anual Regional para 2020 contempla os vários investimentos públicos e ações que estão previstos nos Açores para este ano [link para consultar este plano na íntegra].

De notar que este plano já teve uma alteração de fundo (efetivada no início de abril), de forma a acomodar o impacto financeiro decorrente das necessárias intervenções de reconstrução e recuperação dos efeitos do furacão "Lorenzo", uma intempérie que assolou os Açores no final de 2019. Por outro lado, a pandemia associada à doença COVID-19 pode eventualmente levar à suspensão de alguns investimentos públicos e ações planeadas para 2020. Em todo o caso, o Plano Anual Regional em vigor continua a ser um bom indicativo do que poderá ocorrer ao longo deste ano.

No caso da ilha do Pico, os destaques vão para (por ordem decrescente do valor de investimento/ação):
  • Porto de São Roque do Pico: investimentos a realizar no porto, destacando-se a dragagem no porto e o início da construção do novo terminal de passageiros, visando melhores condições de operacionalidade e de eficácia no embarque e desembarque de passageiros e veículos, cumprindo também os requisitos de segurança da operação na área portuária [1.525.340 €].
  • Núcleo de pesca da Madalena: melhoria das condições operacionais e de segurança deste núcleo de pesca [1.249.892 €].
  • Aeroporto da ilha do Pico: investimentos a realizar no aeródromo visando a melhoria da sua operacionalidade e segurança, destacando-se o fornecimento e montagem do AVAC na aerogare e aquisição de equipamentos de raio-x [951.900 €].
  • Centro de Saúde das Lajes do Pico: intervenção de beneficiação deste centro de saúde [656.567 €].
  • Estradas Regionais da ilha do Pico: requalificação de estradas [360.600 €].
  • Museu da Construção Naval em Santo Amaro: projeto e construção de edifício-sede e requalificação e adaptação dos armazéns de construção naval [314.587 €].
  • Escola BS de São Roque do Pico: intervenção para resolver problemas de infiltrações em coberturas e vãos, reparação de vedações e pintura [247.800 €].
  • Creche, Jardim de Infância e Centro de Atividades de Tempos Livres da Santa Casa da Misericórdia da Madalena: requalificação destas infraestruturas [213.000 €].
  • Escola BS da Madalena: intervenção para substituição de vedações, resolução de infiltrações em coberturas e substituição de caldeira a gás [194.700 €].
  • Bombeiros das Lajes do Pico: conclusão da empreitada de ampliação do respetivo quartel [190.000 €].
  • Museu da Indústria Baleeira: empreitada de estabilização da zona costeira de São Roque do Pico adjacente a este museu [104.000 €].
  • Bombeiros da Madalena: aquisição de embarcação [30.000 €].
  • Porto das Ribeiras: instalação de sistemas de abastecimento de água e energia elétrica [15.000 €].
  • Museografia da ilha do Pico: revisão e implementação do projeto museográfico das exposições de longa duração [10.000 €].
Estes investimentos/ações perfazem assim um total de cerca de 6 milhões de euros (mais concretamente 6.063.386 €).

Outras ações que também estão contempladas no Plano Anual Regional para 2020 e que estão associadas à ilha do Pico são:
  • Intempérie Lorenzo — portos das Lajes do Pico e da Madalena: reposição de equipamento portuário danificado [38.295.199 € a dividir também por apoio financeiro à empresa pública Portos dos Açores para a recuperação dos danos causados pelo furacão no sistema portuário regional, designadamente, obras de proteção de emergência, construção de ponte-cais e empreitada de construção do novo porto das Lajes das Flores, reparação do molhe do porto das Poças, entre outras intervenções, incluindo reposição de equipamento portuário danificado nos portos do Corvo, da Horta, das Lajes do Pico, da Madalena, das Velas, de Angra do Heroísmo, de Ponta Delgada e de Vila do Porto; regularização do sistema de transporte marítimo de mercadorias para as ilhas do grupo ocidental].
  • Intempérie Lorenzo — Municípios das Lajes do Pico e da Madalena: apoio financeiro para a recuperação dos efeitos do furacão em infraestruturas e equipamentos municipais, designadamente, muros de proteção e de suporte, pavimentos, edifícios e instalações diversas, equipamentos desportivos e de lazer [3.434.387 € a dividir também pelos municípios das Lajes das Flores, das Velas, da Horta e de Angra do Heroísmo].
  • Casa dos Botes nas Lajes do Pico: execução do projeto [1.533.142 € a dividir também por desenvolvimento de ações de relações públicas por ocasião da realização de eventos turísticos de grande notoriedade, dinamização de projetos de qualificação do destino e de sensibilização dos açorianos para a importância do Turismo, e construção das infraestruturas de apoio às marítimo-turísticas na Horta].
  • Cultura da vinha na ilha do Pico: apoios à reabilitação da paisagem tradicional da cultura da vinha em currais na ilha do Pico e à manutenção de paisagens [1.350.000 € a dividir também por sistema de incentivos à manutenção de paisagens tradicionais da cultura da vinha, em currais e em socalcos, e de pomares de espécies tradicionais, situadas em áreas de paisagem protegida e em fajãs costeiras, integradas nos parques naturais de ilha, e em reservas da biosfera].
  • Lar de Idosos da Santa Casa da Misericórdia de São Roque do Pico: projeto de requalificação deste lar [954.104 € a dividir também por adaptação do Edifício do Centro de Dia do Posto Santo, beneficiação do edifício do Lar de Idosos da Santa Casa da Misericórdia do Nordeste, adaptação do edifício do Lar de Idosos da Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo, substituição da cobertura do Lar D. Pedro V e substituição de pavimento interior do lar de idosos do Centro Social de Idosos de São Francisco Xavier do Raminho].
  • Igrejas e estruturas pastorais da ilha do Pico: apoio à reconstrução das estruturas danificadas pelo sismo de 9 de julho de 1998 [845.000 € a dividir também pela ilha do Faial].
  • Unidade de Saúde da ilha do Pico: intervenções de manutenção nos edifícios [371.820 € a dividir também pelas ilhas do Faial e das Flores].
  • Espécies protegidas no Pico: desenvolvimento do projeto LIFE BEETLES, visando a atenuação das ameaças ambientais e ecológicas para espécies protegidas [350.000 € a dividir também pelas ilhas das Flores e Terceira].
  • Observação de Aves Selvagens no Pico: construção do circuito interpretativo da plataforma costeira das Lajes do Pico [200.000 € a dividir também pelo posto de observação de aves selvagens no Corvo].
  • Monitorização de térmitas na ilha do Pico: monitorização regular da infestação por térmitas da madeira seca [73.370 € a dividir também pelas ilhas de Santa Maria, São Miguel, Terceira, São Jorge e Faial, bem como pela gestão do Sistema de Certificação de Infestação por Térmitas (SCIT) e por projetos de erradicação e controlo das térmitas subterrâneas na Praia da Vitória e na Horta].
  • Creche da Santa Casa da Misericórdia das Lajes do Pico: projeto para a requalificação desta creche [35.000 € a dividir também pelo projeto para a construção do Centro de Atividades de Tempos Livres da Casa do Povo de Capelas].
  • Lagoas da ilha do Pico: monitorização do estado trófico das lagoas através da realização de amostragens físico-químicas das massas de água das lagoas [30.000 € a dividir também pelas lagoas de São Miguel, das Flores e do Corvo, bem como pelo sistema de arejamento da Lagoa das Furnas e pelo equipamento e funcionamento do Laboratório dos Recursos Hídricos].

Por fim, e para quem tiver curiosidade de verificar o que transitou do ano passado para o presente plano, aqui fica o link para os investimentos/ações para a ilha do Pico contemplados no Plano Anual Regional de 2019.

Haja saúde!

segunda-feira, 13 de abril de 2020

Vista aérea de São Roque do Pico


Apresenta-se, em anexo, um vídeo da autoria de Henrique Andrade, o qual mostra a vista aérea da vila de São Roque do Pico.

De recordar que estes dias de Páscoa de 2020 ficaram marcados por uma quarentena generalizada da população devido à pandemia de COVID-19, sendo que a chuva parece ter-se associado ao slogan #FiqueEmCasa e isso acabou proporcionando uns magníficos dias de sol.

Haja saúde!


sexta-feira, 10 de abril de 2020

110.º Aniversário da Filarmónica Liberdade do Cais do Pico


O dia 10 de abril de 1910 tem um lugar especial na história do lugar do Cais do Pico, vila de São Roque do Pico: neste dia foi fundada a Filarmónica Liberdade do Cais do Pico.


(Hino da Filarmónica Liberdade do Cais do Pico)

Esta instituição de utilidade pública, a qual celebra agora o seu 110.º aniversário, conta com um longo historial [link] e atualmente mantém em funcionamento a sua principal atividade — a Banda Filarmónica e a Escola de Música — sob a batuta do maestro Paulo Freitas e a presidência de Fernando Andrade.

Através deste post, aproveito esta data para prestar uma homenagem não só à filarmónica homónima deste blog, mas também a todas as sociedades filarmónicas da ilha montanha, desejando os maiores êxitos para todas estas instituições, as quais são um valioso património do Pico, em particular, e dos Açores, em geral:
  • Liberdade do Cais do Pico
  • União Artista de São Roque
  • Recreio União Prainhense
  • Recreio Santamarense
  • Musical e Cultural da Piedade
  • Lira Fraternal Calhetense
  • Recreio Ribeirense
  • União Ribeirense
  • Liberdade Lajense
  • Recreio dos Pastores
  • Lira de São Mateus
  • União e Progresso Madalense
  • Lira Madalense

Haja saúde!

quinta-feira, 9 de abril de 2020

Governo dos Açores suspende Orçamento Participativo de 2020


O Governo Regional determinou a suspensão da operacionalização da edição de 2020 do Orçamento Participativo dos Açores (OP Açores) devido ao contexto atual provocado pelo novo coronavírus, que leva à necessidade de isolamento social decorrente de todas as questões de saúde pública refletidas nas determinações governamentais face à pandemia de COVID-19.

O Executivo açoriano, não obstante a decisão de suspensão da operacionalização da atual edição do OP Açores, mantém o compromisso assumido para com todos os cidadãos promotores e votantes das propostas vencedoras das edições anteriores do Orçamento Participativo dos Açores, continuando a trabalhar na concretização dos correspondentes projetos, que contribuem para o desenvolvimento da Região.

O OP Açores é um programa do Governo Regional que tem o objetivo de envolver os cidadãos no processo de decisão política em diferentes áreas de governação, o qual valoriza uma Autonomia consolidada, promovendo o reforço dos mecanismos da democracia participativa.

Haja saúde!

quarta-feira, 8 de abril de 2020

Consignação do IRS a entidades do Pico em 2020


A consignação do IRS permite doar uma parte do imposto a favor do Estado a uma organização. E sem qualquer custo: num cenário de reembolso não recebe menos e, num cenário de imposto adicional, não paga mais.

Através da consignação do IRS, pode atribuir a uma organização 0,5% do IRS liquidado (imposto que cabe ao Estado depois de descontadas as deduções). Assim, em vez de o seu IRS ficar todo nas mãos do Estado, uma parte é encaminhada pelo próprio Estado para a instituição que escolher.

No caso da ilha do Pico, as instituições habilitadas a receber esta consignação em 2020 são:
  • 512 017 972 — Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de São Roque do Pico;
  • 512 013 381 — Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Lajes do Pico;
  • 512 009 350 — Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Madalena;
  • 512 012 415 — Santa Casa da Misericórdia de Lajes do Pico;
  • 512 023 158 — Sociedade Filarmónica de Educação, Recreio e Beneficência União Ribeirense.

Para efetivar a consignação de IRS, basta indicar o respetivo número de contribuinte (indicado anteriormente) na área “Pré liquidação” do IRS Automático ou, no caso do preenchimento do Modelo 3, a consignação realiza-se no quadro 11 da folha de rosto.

Deste modo, durante a entrega do IRS de 2019, até 30 de junho de 2020, pode ser solidário e ajudar, sem qualquer custo, uma instituição da ilha montanha.

Haja saúde!

IRS Automático

IRS — Modelo 3

terça-feira, 7 de abril de 2020

A ferida na montanha e o novo regulamento de acesso


A erosão e o aumento de turistas a querer subir ao ponto mais alto de Portugal estão a deixar marca na montanha da ilha do Pico, quase como uma ferida que até já é visível em imagens de satélite disponibilizadas no Google Maps [exemplos em anexo].

Face a esta realidade, estão em curso algumas intervenções nos troços do trilho, no sentido de atenuar a erosão e melhorar as características do percurso, incluindo a reposição e marcação dos marcos do trilho. As intervenções prevêem um reforço do trilho para assegurar que as pessoas que sobem à montanha autonomamente – isto é, sem guia – não se desviem por outros caminhos, de forma a minorar os danos na montanha. Estes trabalhos surgem através de um protocolo entre a Direcção Regional do Ambiente e a Associação de Guias de Montanha dos Açores (AGMA), fruto também de um projeto vencedor do Orçamento Participativo dos Açores de 2018.

Por outro lado, o mais recente Regulamento de acesso à Reserva Natural da Montanha do Pico (publicado na Portaria n.º 25/2020, de 11 de março de 2020 e que entrou em vigor no passado dia 1 de abril de 2020) pretende aumentar a segurança dos visitantes e a preservação do património natural. As principais novidades introduzidas no regulamento de acesso ao ponto mais alto de Portugal são as seguintes:
  • A exigência das empresas disponibilizarem, pelo menos, um Guia de Montanha por cada grupo de 12 visitantes, quando o limite até agora era de 15 visitantes por guia;
  • A redução do tempo máximo de permanência, assim como um aumento da taxa de acesso ao Piquinho, a zona mais vulnerável da Montanha do Pico;
  • O alargamento do período de funcionamento da Casa da Montanha nos meses de abril e maio, simultaneamente com a interdição de subidas fora dos períodos em que está aberta ao público (salvo tratando-se de visitantes com guia credenciado ou que sejam residentes nos Açores);
  • A possibilidade de os visitantes autónomos efetuarem reservas através de uma plataforma eletrónica.

Mais informações sobre o acesso à montanha do Pico podem ser encontradas em:


Haja saúde!




segunda-feira, 6 de abril de 2020

domingo, 5 de abril de 2020

COVID-19: A pandemia no Pico

No Pico aguarda-se por tempos melhores. A infeção pelo vírus SARS-CoV-2 veio alterar o dia a dia picaroto: menos movimento nas ruas, atendimento limitado, espaços comerciais com horários reduzidos e outros fechados, prestação de serviços ao postigo e até a celebração da eucaristia transmitida nas redes sociais, essas mesmas redes onde a comunidade tem demonstrado preocupação de cada vez que o Governo Regional anuncia mais casos da doença na ilha.
É assim que se inicia um artigo publicado no jornal 'Açoriano Oriental' sobre os efeitos da pandemia associada à doença COVID-19 na ilha montanha — link para reportagem completa.

Haja saúde!

sábado, 4 de abril de 2020

Escala de navios de mercadorias no Porto do Cais do Pico — abril 2020


A Transinsular publicou no seu site a escala para o mês de abril de 2020 dos navios de carga que efetuam a ligação Continente - Açores (clique na tabela seguinte para conhecer esta escala).


Os navios e as datas em que os mesmos vão visitar o Porto do Cais do Pico, na vila de São Roque do Pico, encontram-se indicados na tabela seguinte (clicando no nome do navio abre uma nova janela com a localização atual do mesmo).

DiaNavio
02 de abril (quinta-feira)Corvo
08 de abril (quarta-feira)Ponta do Sol
16 de abril (quinta-feira)Insular
22 de abril (quarta-feira)Ponta do Sol
30 de abril (quinta-feira)Corvo

Previsão de entradas e saídas de navios - Porto do Cais do Pico: Todas estas informações encontram-se igualmente disponíveis no separador "Barcos" deste blog.

Haja saúde!

sexta-feira, 3 de abril de 2020

Cancelada programação profana das Festas da Madalena 2020


Comunicado da Câmara Municipal da Madalena:
O Município da Madalena lamenta informar que, face à evolução do novo Coronavírus na nossa ilha e na nossa região e dada a enorme incerteza gerada por esta pandemia, foi decidido, por unanimidade na Reunião de Câmara de 30 de março de 2020, cancelar toda a programação profana das Festas da Madalena. 
Apesar de difícil, estamos convictos que esta é a decisão que melhor defende a saúde dos nossos munícipes e garante a sua segurança. Neste momento de tamanha vulnerabilidade, esta é - e será sempre - a nossa prioridade!

Haja saúde!

Post scriptum: Festa de Santa Maria Madalena 2020 celebrada com Missa Campal.


quinta-feira, 2 de abril de 2020

Unidade de Saúde reorganiza prestação de cuidados no Pico


A Unidade de Saúde de Ilha do Pico reorganizou a sua atividade a partir das 00H00 de quarta-feira, 01 de abril, no âmbito do seu Plano de Contingência, mantendo a prestação de todos os cuidados à população dos três concelhos da ilha.

Esta reorganização, decidida após terem sido ouvidos os presidentes dos três municípios, resulta do facto de vários dos seus profissionais se encontrarem de quarentena obrigatória, na sequência de contacto direto que mantiveram com casos confirmados de infeção por COVID-19.

Assim, conforme previsto no Plano de Contingência da Unidade de Saúde da Ilha do Pico, os cuidados preventivos, curativos e paliativos serão separados do atendimento urgente, permitindo reforçar a qualidade e a segurança do serviço.

Os Centros de Saúde de Lajes do Pico, da Madalena e de São Roque do Pico manterão, assim, os serviços mínimos em curso, garantindo a continuidade dos cuidados preventivos, curativos e paliativos à população em todas as outras situações de doença, bem como de vigilância e acompanhamento de saúde.

O atendimento urgente será concentrado no Centro de Saúde da Madalena, com a presença de dois médicos e três enfermeiros em período diurno e de um médico em período noturno.

No atendimento urgente, os doentes com sintomatologia viral respiratória e/ou digestiva serão separados das restantes doenças agudas e orientados para um circuito exterior de acesso à área de isolamento.

Esta reorganização permitirá a gestão rotativa de recursos humanos, com períodos alternados de serviço e ausência de 14 dias, assegurando a prontidão dos profissionais.

A Unidade de Saúde de Ilha do Pico reforçou os canais de comunicação à distância com os seus utentes, disponibilizando linhas de atendimento médico, de segunda a sexta-feira, das 09h00 às 12h00, através dos números 292 679 405 (Lajes), 292 241 670 (Madalena) e 292 648 082 (São Roque).

Disponibiliza ainda a Linha SOS Psicologia, que funciona de segunda a sexta-feira, das 09h00 às 13h00, através do número 292 241 661.

[Fonte: GaCS]

Haja saúde!

quarta-feira, 1 de abril de 2020

Verdades sobre a doença COVID-19


O dia 1 de abril de cada ano — o tradicional Dia das Mentiras — é celebrado neste blog através de uma estória notoriamente exagerada face à realidade (pese embora muitas delas tenham tido uma base verídica).

Atendendo ao momento atual de pandemia associada à doença COVID-19, e numa época onde proliferam as fake news, o blog 'Cais do Pico' suspende a sua tradição e dedica o post do dia 1 de abril de 2020 à partilha de perguntas e respostas oficiais sobre a doença COVID-19, em especial nos Açores.

Haja saúde!