quinta-feira, 30 de maio de 2019

Vista aérea dos Toledos


Apresenta-se, em anexo, um vídeo da autoria de António Faria, o qual mostra imagens aéreas do lugar dos Toledos, situado zona oeste da ilha do Pico, mais precisamente na vila da Madalena.

Haja saúde!

quarta-feira, 29 de maio de 2019

Rua do Cais (parte dela) nos anos 30 do século passado


Encontrada na internet, apresenta-se em anexo uma imagem do Cais do Pico, mais precisamente da Rua do Cais da vila de São Roque do Pico, a qual se julga retratar um dia dos anos 30 do século XX.

Note-se que à data ainda não tinha sido construída a "Fábrica da Baleia", nem o edifício da GNR tinha o aspeto atual. Além disso, também não havia ainda a estátua do D. Dinis no lugar onde estão vários botes varados.

Esta é mais uma foto histórica da Rua do Cais, que se junta a outros já aqui publicadas, nomeadamente referentes a:

Haja saúde!

Post scriptum: Adicionada foto atual (de 29 de maio de 2019) tirada no mesmo sítio da anterior, de forma a permitir uma comparação entre o antes e o depois.

segunda-feira, 27 de maio de 2019

O milagre do vinho que transforma os últimos em primeiros


No próximo mês de junho, o arquipélago dos Açores terá a honra de receber a Sessão Plenária de 2019 da Assembleia das Regiões Vitícolas da Europa [link para mais detalhes sobre o programa]. Esta é uma reunião anual que junta as 75 regiões associadas e que dispõe de uma representação política e de uma representação interprofissional. Serão cerca de 100 participantes de vários países da Europa que terão a oportunidade de conhecer as especificidades e potencialidades da vinha açoriana. Pergunta agora o leitor: onde decorrerá esta sessão plenária? Antes de dar a resposta, tome-se nota de alguns dados.

Nos Açores existem várias regiões demarcadas, nomeadamente três Denominações de Origem (DO) e uma Indicação Geográfica (IG): DO-Pico, DO-Graciosa, DO-Biscoitos (na Terceira) e IG-Açores (que abrange as nove ilhas açorianas).

Segundo estatísticas do Instituto do Vinho e da Vinha, a produção de vinho nos Açores na campanha 2018/2019 (seja apto para certificação ou não) atingiu 13.286 hectolitros, com a seguinte distribuição [ver gráfico]: 66,7% no Pico; 16,0% na Terceira; 12,6% em São Miguel; 2,4% na Graciosa; 1,8% em São Jorge; 0,5% em Santa Maria; e 0,1% no Faial (não estão disponíveis dados para Flores e Corvo).


Destaque adicional merece ainda a ilha montanha: se for considerado apenas a produção de vinho apto a certificação, na campanha 2018/2019 foi produzido no Pico 79% do vinho IG-Açores, 92% do vinho de Denominação de Origem Protegida (DOP) da região e 100% do vinho licoroso DOP açoriano.

Por outro lado, vale a pena recordar que a Paisagem da Cultura da Vinha da ilha do Pico é de tal forma única que:

Posto isto, adivinhe agora o leitor em que ilha decorrerá a Sessão Plenária de 2019 da Assembleia das Regiões Vitícolas da Europa... Será que, porventura, São Miguel foi escolhida por ser a ilha onde habitualmente decorrem a maioria dos eventos internacionais que têm lugar nos Açores e por ter as melhores acessibilidades com o exterior? Será que foi a Terceira, segunda ilha que mais produz vinho nos Açores, que contém uma região demarcada e que tem as segundas melhores acessibilidades com o exterior? Ou será que foi o Pico, ilha com a maior tradição vitícola nos Açores, com uma região demarcada que incorpora vinhas que são Património Mundial e que produz dois terços de todo o vinho açoriano?

E a resposta é... nenhuma das anteriores, porque a Sessão Plenária de 2019 da Assembleia das Regiões Vitícolas da Europa decorrerá na ilha do Faial (!), pese embora tenha uma visita de campo à ilha do Pico.

Poder-se-á, então, conjeturar que esta escolha (Faial com visita ao Pico) surge por questões logísticas, eventualmente relacionadas com o alojamento ou com um espaço adequado para as reuniões. Ora bem, segundo dados do Serviço Regional de Estatística dos Açores (SREA), atualmente o Pico dispõe na Hotelaria Tradicional (onde normalmente se alojam este tipo de participantes) cerca de 500 camas, ou seja, cinco vezes mais do que o necessário para acomodar os participantes, não distando assim tanto das 800 camas disponíveis no Faial; além disso, a ilha montanha possui muito mais camas na modalidade Alojamento Local (cerca de 2000 camas), sendo que são vários os alojamentos que não só replicam o aspeto das tradicionais adegas de pedra do Pico, bem como se localizam bem próximo das vinhas, o que decerto proporcionaria uma experiência inesquecível aos participantes em questão. Em relação a um espaço para a reunião, convém recordar que o Auditório da Madalena (curiosamente localizado no concelho que é Capital dos Açores da Vinha e do Vinho) é nada mais nada menos do que a maior sala de espetáculos e de projeção das ilhas do Triângulo (tendo uma capacidade para 400 lugares), e que eventualmente poderia ser utilizado nesta Sessão Plenária.

Posto isto, parece não haver razões para se entender esta escolha de a Assembleia das Regiões Vitícolas da Europa não ter lugar na ilha montanha, sendo que ao Pico só vêm fazer uma visitinha... Tem tanta lógica esta decisão tal como se uma conferência internacional sobre chá decorresse em Santa Maria com uma visita de campo a São Miguel, ou então (uma comparação bem mais justa) se um próximo congresso das "Mais Belas Baías do Mundo" tivesse lugar no Pico com um dia de visita à cidade da Horta...

Considerando tudo o que aqui foi dito, se ainda não foi possível descortinar as razões de a Sessão Plenária de 2019 da Assembleia das Regiões Vitícolas da Europa não decorrer na ilha que produz dois terços do vinho dos Açores, e que tem uma região demarcada que incorpora vinhas que são Património Mundial, então só podemos estar perante um milagre do vinho: aquele que consegue transformar os últimos em primeiros, colocando os holofotes desta reunião internacional sobre viticultura num local que produz apenas 0,1% do vinho açoriano!

Haja saúde!

Post scriptum: Este artigo foi igualmente publicado na edição n.º 41.885 do 'Diário dos Açores', de 1 de junho de 2019, bem como na edição n.º 788 do 'Jornal do Pico', de 14 de junho de 2019. Na sequência deste artigo houve várias reações que motivaram um novo escrito sobre este assunto.

sábado, 25 de maio de 2019

Iates no Cais do Pico


Aqui ficam alguns registos fotográficos, partilhados pelo amigo Rui Miranda, relativos a dois belos iates que fundearam na Baía do Cais do Pico, vila de São Roque do Pico, no passado dia 23 de maio de 2019.

Haja saúde!


sexta-feira, 24 de maio de 2019

Arquitetura Contemporânea no Pico


O programa "Atelier d'Arquitetura" é uma série documental da RTP2 dedicada à arquitetura e ao design contemporâneos made in Portugal. Nela são percorridos edifícios, estruturas, conceitos, peças, casas ou museus que mais se destacam no território nacional.

Num recente episódio dedicado aos Açores [disponível em anexo], duas edificações da ilha montanha estiveram em destaque:
Estes são dois excelentes exemplos da nova arquitetura portuguesa contemporânea em território insular dos Açores, num contexto entre novas linguagens, a paisagem, o ecossistema, a geologia e o património natural protegido. Os materiais de construção resultam da matéria prima da ilha e são elementos fundamentais para a integração da Arquitetura no Lugar e contribuintes para a sustentabilidade do território e integração na paisagem. A Natureza é também o elemento inspirador da forma arquitetónica que se concretiza na interação com o seu ecossistema.

Haja saúde!


quinta-feira, 23 de maio de 2019

Sentir o Pico 2019


Aqui ficam alguns destaques da edição de 2019 do "Sentir o Pico", um evento organizado pela ACIP, que celebra as tradições picoenses e que decorre de 24 a 26 de maio, no Lajido (Santa Luzia), zona classificada património da humanidade pela UNESCO, na capital de Turismo Rural, São Roque do Pico.

Com um cartaz eclético, esta quinta edição deste festival terá as atuações de Trovas da Madrugada, baile com os Virá Lomba.1, um concerto com António Severino & Roberto Lino, atuação do Grupo Folclórico de Santa Luzia e várias surpresas no palco bem como na animação de rua.

Este ano também o Campeonato Regional de Pesca Submarina e o V Troféu Ilha do Pico de Pesca Submarina têm a sua sede no "Sentir o Pico", além de existirem vários workshops, showcookings, tertúlias, provas de vinho e mostras de artesanato.

Haja saúde!







quarta-feira, 22 de maio de 2019

XIV Rali da Primavera - Capital do Turismo Rural


No passado fim de semana, mais precisamente nos dias 17 e 18 de maio de 2019, foi para as estradas de São Roque do Pico o "XIV Rali da Primavera - Capital do Turismo Rural".

Sob a organização do Pico Automóvel Clube e com uma lista inicial de 10 inscritos, acabaram por participar sete equipas neste rali [cujos resultados completos se apresentam em anexo]. Nesta prova a contar para o Troféu de Ralis do Canal, a vitória sorriu à dupla Carlos Miguel / Flávio Mota, ficando em segundo Fábio Silva / Duarte Rodrigues e em terceiro Mário Jorge / Camila Jorge.

Haja saúde!








terça-feira, 21 de maio de 2019

Bombeiros de São Roque do Pico brilham no Campeonato Nacional de Trauma e Desencarceramento 2019


Decorreu no passado fim de semana (de 17 a 19 de maio de 2019), na ilha Terceira, o Campeonato Nacional de Trauma e Desencarceramento 2019. Na vertente Trauma, e de entre as 16 equipas participantes, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de São Roque do Pico conquistou o 3.º lugar.

No geral, as equipas açorianas estiveram em grande destaque neste campeonato, pois o 1.º e 2.º lugares também da vertente Trauma foram conquistados pela Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Praia da Vitória. Na classificação geral, na vertente de Desencarceramento, o Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa foi campeão, enquanto o Batalhão de Bombeiros de Sapadores do Porto foi vice-campeão.

Os vencedores, incluindo os Bombeiros de São Roque do Pico, terão agora direito a representar Portugal no Campeonato do Mundo de Trauma, a disputar em setembro, em França.

O Campeonato Regional de Trauma é considerado pela Associação Nacional de Salvamento e Desencarceramento (ANSD) como uma plataforma de aprendizagem, de comparação de técnicas e competências por meio de uma avaliação, de acordo com a metodologia da World Rescue Organisation (WRO).

Por fim, vale a pena recordar que esta não é a primeira vez que os Bombeiros de São Roque do Pico brilham neste tipo de provas, tendo se sagrado campeões no Campeonato Regional conjunto Açores + Madeira em 2018, o que mostra como os melhores dos melhores ao nível de salvamento não são necessariamente os dos grandes centros urbanos.

Haja saúde!

[Mais informações disponíveis no Facebook da ANSD | Reportagem da RTP-Açores em anexo]



segunda-feira, 20 de maio de 2019

Museu da Indústria Baleeira comemora 25 anos


O Museu do Pico comemora hoje, dia 20 de maio de 2019, o 25º aniversário do Museu da Indústria Baleeira — vulgo "Fábrica da Baleia do Cais do Pico".

A sessão comemorativa das Bodas de Prata terá o seu início pelas 21h, no Museu da Indústria Baleeira, em S. Roque do Pico, com entrada gratuita.

Comemorar os 25 Anos do Museu da Indústria Baleeira é celebrar todos os que participaram na grande “epopeia” da baleação picoense e açoriana; é revisitar a história daquele que é o primeiro museu industrial dos Açores; é relembrar aquele que foi o complexo fabril mais importante na transformação e processamento de cachalotes dos Açores, e que laborou entre 1946 e 1984.

A sessão contará com uma comunicação a cargo do Dr. Francisco Andrade de Medeiros, 1º Diretor do Museu do Pico. Prosseguirá com o visionamento de um vídeo de revisitação histórica sobre o museu. Um momento musical antecederá um Verdelho de Honra.

Haja saúde!

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Azores Fringe Festival 2019


A sétima edição do festival internacional de artes nos Açores, o Azores Fringe, acontece de 24 de maio a 30 de junho com eventos nas 9 ilhas do arquipélago.

Mais de 100 artistas regionais, nacionais e internacionais mostram o seu trabalho, lideram workshops e apresentam-se no meio do Oceano Atlântico.

A secção dedicada ao cinema, Shorts@Fringe, apresenta mais de 50 filmes curtas de 30 países. Este ano, Shorts@Fringe tem apresentações em 7 ilhas: no Espaço em Cena, na Vila do Porto, Santa Maria; no La Bamba, em Ponta Delgada, São Miguel; na Biblioteca do Corvo; na Biblioteca Pública da Horta, no Faial; no Multiusos da ACDRG, na Graciosa; na Biblioteca e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro, em Angra do Heroísmo, Terceira; e, no Auditório do Museu dos Baleeiros, no Pico, ilha epicentro do festival.

As apresentações de video e filme são divididas por 5 sessões distintas: uma sessão dedicada a trabalhos produzidos em Portugal, uma sessão dedicada a cenas do mundo sem barreiras de linguagem, uma sessão de curtas curtinhas, em média de 60 segundos cada, uma sessão dedicada às crianças com filmes de animação premiados pelo Bang Awards e ainda uma sessão "Around the World" com filmes em várias línguas.

Para promover toda a programação, incluindo parceiras, a MiratecArts publicou uma revista a ser distribuída pelas ilhas, assim como colocou online no site www.azoresfringe.com e nas redes sociais, onde também podem seguir todos as atualizações durante o festival [programa em anexo].

Uma centena de eventos desde cinema, literatura, fotografia, performance, dança, música, exposições, workshops e pela primeira vez uma secção dedicada à arte corporal, Azores Fringe é o único projeto cultural artístico regional que chega a todas as 9 ilhas - uma verdadeira explosão artística dos Açores para o mundo.

Vamos ao Fringe!

Haja saúde!


quinta-feira, 16 de maio de 2019

"ECO freguesias" do Pico — 2018


O concurso "ECO Freguesia, freguesia limpa", organizado pelo Governo dos Açores, tem como principal objetivo reconhecer e distinguir a limpeza das freguesias açorianas e o bom desempenho dos cidadãos e das diversas entidades na preservação da qualidade ambiental.

Na edição de 2018 deste concurso, e considerando as 17 freguesias da ilha do Pico, obtiveram-se os seguintes resultados [link para a lista completa das classificações das freguesias açorianas participantes]:
  • 7 freguesias foram premiadas com um galardão (uma bandeira e um certificado), sendo que duas delas (Prainha e Santo Amaro) obtiveram o certificado de excelência — o reconhecimento mais elevado do concurso;
  • 8 freguesias obtiveram um diploma de reconhecimento pelos esforços no âmbito do programa (atribuído nos casos em que não tenham sido cumpridos os objetivos mínimos por razões que não sejam diretamente imputáveis às juntas de freguesia);
  • 2 freguesias não atingiram os objetivos constantes no regulamento do concurso.

Destaque ainda para o facto de a freguesia da Prainha, no concelho de São Roque do Pico, pertencer ao restrito grupo de três freguesias dos Açores — a par do Corvo e da freguesia de Porto Martins (Praia da Vitória, Terceira) — que obtiveram sempre certificado de excelência de "ECO Freguesia, freguesia limpa" desde que existe este reconhecimento máximo.

Nota final para salientar que a cerimónia de entrega dos prémios "ECO Freguesia, freguesia limpa" de 2018 ter decorrido precisamente na freguesia da Prainha, ilha do Pico, no dia 15 de maio de 2019.

Haja saúde!

"ECO freguesias" do Pico em 2018.

terça-feira, 14 de maio de 2019

Rede Hidrometeorológica dos Açores


A Rede Hidrometeorológica dos Açores pretende efetuar a monitorização do ciclo hidrológico do arquipélago através de uma rede de estações udo, hidro e meteorológicas distribuídas pelas nove ilhas.

Atualmente, a rede integra 99 estações distribuídas pelas nove ilhas dos Açores. Adicionalmente, a rede foi alargada para acompanhamento dos níveis hidrométricos de 15 lagoas dos Açores, nas ilhas do Corvo, Flores, Pico e São Miguel.

Para aceder a esta rede basta clicar no seguinte link:

Haja saúde!

domingo, 12 de maio de 2019

O "Cabo-de-mar" já não está entre nós, mas os seus escritos perdurarão


Francisco Andrade de Medeiros, o antigo cabo-de-mar de São Roque do Pico, era uma pessoa muito conhecedora do património marítimo açoriano, dos seus usos e costumes. Além disso, foi correspondente de vários jornais regionais, bem como colaborou em inúmeras instituições, destacando-se aquelas mais próximas de onde residiu mais tempo — concretamente no Cais do Pico [link para a história do cabo-de-mar Xatinha].

Pessoalmente, Francisco Medeiros era, além de vizinho, um amigo, tendo também colaborado com este blog. Com o seu recente falecimento, perde-se a possibilidade de conviver e aprender com o "Cabo-de-mar", mas nunca se perderá o que ele aqui deixou!

Por essa mesma razão, anexa-se os links das colaborações efetuadas com o blog "Cais do Pico", pois os seus escritos perdurarão!

Haja saúde!

sexta-feira, 10 de maio de 2019

"Rua da Europa" no Cais do Pico


No âmbito das celebrações do Dia da Europa (9 de maio), e respondendo a um desafio lançado pelo Governo dos Açores a todos os concelhos da Região, o município de São Roque do Pico colocou, na Rua do Cais, bandeiras dos 28 estados-membros da União Europeia, bem como a própria bandeia da UE, tornando esta rua numa "Rua da Europa" [imagens em anexo].

Haja saúde!

quinta-feira, 9 de maio de 2019

Festas da Madalena 2019


Entre 17 e 22 de julho de 2019 têm lugar as "Festas da Madalena", as maiores festas do concelho homónimo da ilha do Pico.

Para além da festa em honra de Santa Maria Madalena, os cabeças de cartaz são:
  • Deejay Télio;
  • Agir;
  • Revenge of the 90’s;
  • Ana Moura.

O programa completo das "Festas da Madalena 2019" encontra-se em anexo.

Haja saúde!

[Nota: Este post irá sendo atualizado à medida que forem surgindo mais informações relacionadas com este evento (última atualização: 21 de julho de 2019). Consulte também o Facebook oficial das "Festas da Madalena".]




Links para vídeos das Festas da Madalena 2019: vídeo 1 | vídeo 2 | vídeo 3.