quarta-feira, 19 de junho de 2019

Construção do navio "Mestre Jaime Feijó"


Apresenta-se, em anexo, um novo vídeo da construção em curso do navio "Mestre Jaime Feijó" para a Atlânticoline, o qual irá substituir o ferry "Mestre Simão".

Prevê-se que este navio esteja em serviço nos Açores no último trimestre de 2019.

Recorde-se que, em janeiro de 2018, o navio "Mestre Simão" encalhou dentro da bacia do Porto da Madalena, isto quando estava prestes a atracar na ilha do Pico, ficando inutilizado e, consequentemente, foi desmantelado — link para mais informações.

Haja saúde!

terça-feira, 18 de junho de 2019

Teatro "Boca Ilha" estreia no Pico


De uma ideia original de Carolina Bettencourt, com encenação de Nuno Nunes e interpretação pela própria Carolina com Miguel Curiel, a peça teatral "Boca Ilha - O Rosto Que Ninguém Vê" estreia na ilha do Pico depois de ter passado por São Miguel e Terceira. O evento especial enquadra-se no Azores Fringe - festival internacional de artes nos Açores, quinta-feira 20 de junho, pelas 21h30 no Auditório da Madalena. A entrada é livre, sem bilhetes e as portas abrem 30 minutos antes do espetáculo.

"O que acontece quando duas palavras se combinam? Ou quando um poema sucede a outro? Ou dois atores se debatem entre si? Em que sítio encontramos o poeta que vive nas palavras que nos legou? Partimos do universo de Natália Correia como quem descreve a sua silhueta para, a seguir, reclamar uma existência tangível. Intrometemos Alberto Caeiro, Cesariny, Ary dos Santos, Mário de Sá Carneiro e outros para iluminar “O Rosto Que Ninguém Vê”: são diálogos, são confrontos, são confirmações em torno de temas como a identidade, a relação com a morte, a memória de infância, o espaço geográfico e poético da ilha, o ativismo político, a vivência da religião e do casamento, o sentimento do outro e de si mesmo como outro… E os dois atores que disputam os seus papéis, num feminino-masculino intranquilo e carente, configuram, por seu lado, esse território teatral cercado pela iminência do esquecimento."

A partir do universo poético da escritora açoriana Natália Correia, este espetáculo de teatro foi vencedor do Jovens Criadores do Clube Português de Artes e Ideias. O título do espectáculo, “BOCA ILHA”, representa o primeiro impulso de trazer a ilha na boca, falando-a, e de ter a boca na ilha, escrevendo-a.

A ideia original partiu da micaelense Carolina Bettencourt, descendente de famílias da ilha do Pico. Mestre em Artes Performativas -Interpretação- e Licenciada em Teatro -Dramaturgia- na Escola Superior de Teatro e Cinema. Iniciou a sua formação com o curso profissional de Interpretação pela Academia Contemporânea do Espectáculo, do Porto. Agora, volta à ilha com sua primeira grande produção teatral, acompanhada por colegas profissionais que através do teatro começam a conhecer os Açores.

Haja saúde!

segunda-feira, 17 de junho de 2019

Aterragem com circling na ilha do Pico (vídeo)


No passado dia 8 de junho de 2019, o voo Lisboa - Pico proporcionou a quem ia a bordo uma magnífica visão sobre grande parte da costa norte da ilha montanha. Mais concretamente, o avião efetuou uma aproximação com circling, ou seja, teve uma primeira aproximação por instrumentos a uma das pistas (27) e depois, ao invés de concluir este procedimento, iniciou uma aproximação visual à pista contrária (09) contornando o Aeroporto da ilha do Pico — assim, os passageiros foram contemplados com vistas privilegiadas desde São Roque do Pico até à Madalena.

De forma a poder partilhar parte das paisagens observadas, aqui fica então um vídeo (filmado a partir do interior da aeronave A320) da aproximação e aterragem deste voo S4 141.

Recorde-se que todos horários dos aviões que servem a ilha do Pico de forma regular encontram-se disponíveis no separador "Aviões" deste blog.

Haja saúde!


domingo, 16 de junho de 2019

Espírito Santo — Exposição Virtual


Em dia de Domingo da Trindade, aqui fica o link para uma exposição virtual sobre o culto ao Divino Espírito Santo nos Açores:


Esta é uma exposição coordenada e realizada pela Rede de Museus e Coleções Visitáveis dos Açores, a partir de peças dos acervos dos diversos membros da Rede (ou seja, integra numa só plataforma peças que estão espalhadas por várias ilhas açorianas).

Haja saúde!

sábado, 15 de junho de 2019

Início do "barco das 9 da manhã" e mais outras ligações na Linha Azul - verão 2019


Com o início da segunda metade de junho, a Linha Azul da Atlânticoline sofre um reajustamento, passando a ilha do Pico a dispor de mais duas ligações marítimas nesta rota.

Mais concretamente, passa a existir o "barco das 9 da manhã" entre as ilhas do Pico e do Faial, bem como novas viagens às 13h e às 15h (sendo que estas últimas substituem a viagem das 14h). Esta situação manter-se-á até meados de setembro.

Recorde-se que no separador "Barcos" deste blog é possível encontrar os horários dos navios de passageiros que servem a ilha do Pico de forma regular, bem como os horários dos navios de mercadorias que escalam o principal porto comercial da ilha montanha.

Haja saúde!



Rotas de passageiros:
Rotas de mercadorias:
Previsão de entradas e saídas de navios - Porto do Cais do Pico:

sexta-feira, 14 de junho de 2019

'Muro do Jaiminho' — versão concluída


Apresenta-se, em anexo, um conjunto de fotografias (datadas de junho de 2019) relativas à versão concluída da empreitada de intervenção num troço da Estrada Regional N.º 1–2.ª, em São Roque do Pico.

Esta obra, orçada em quase 105 mil euros, consistiu na construção de um muro de suporte e berma, designada pelo Governo Regional por 'Muro do Jaiminho', de forma a permitir o alargamento da plataforma da via, numa largura suficiente para permitir a construção de uma banda de estacionamento longitudinal e um passeio.

Haja saúde!







quinta-feira, 13 de junho de 2019

Orçamento Participativo Municipal de São Roque do Pico 2019


O Orçamento Participativo Municipal (OPM) é uma iniciativa da Câmara Municipal de São Roque do Pico que pretende aprofundar a ligação da autarquia com os seus munícipes, visando o envolvimento de todo o concelho, através da participação dos cidadãos nas políticas governativas locais, fomentando uma cidadania ativa e participativa.

O OPM é a oportunidade de cada cidadão fazer a diferença e de decidir sobre os investimentos públicos a aplicar nas diversas áreas do concelho, permitindo aos munícipes decidir como investir os 15.000 € disponíveis, quer através da apresentação de propostas de investimento, quer na escolha, através do voto, das propostas a implementar.

Inspirado nos princípios da democracia participativa, com OPM pretende-se reforçar a qualidade da democracia, envolver os cidadãos nos processos de decisão da vida municipal, promovendo uma participação informada e consciente e permitir a transparência no exercício publico do poder local. Para mais informações pode consultar o regulamento.

PARTICIPAR (+ Info)
  1. O processo do OPM é aberto à participação de todos os cidadãos, com mais de 18 anos, que sejam recenseados no Município de São Roque do Pico;
  2. Só poderão participar pessoas em nome individual. Isto significa que não serão aceites participantes em representação de organizações ou de outras entidades coletivas;
  3. A participação pode ser efetuada em dois períodos distintos, na fase de Recolha de Propostas, através do envio de propostas e na fase de Votação através do voto;
  4. Na fase de Recolha de Propostas cada munícipe pode apresentar uma única proposta;
  5. Na fase de Votação cada munícipe tem direito a um voto;
  6. Será utilizada uma diversidade de instrumentos de participação, através da participação online bem como participação presenciais como as Assembleias Participativas, de modo a assegurar a comunicação com diferentes grupos socioeconómicos e faixas etárias, assim como para assegurar a representatividade geográfica dos cidadãos.

APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS

Formulário online ou em assembleias participativas:
  • Freguesia de São Roque - 18 de junho, 21h00, na sede da junta de freguesia;
  • Freguesia da Santo António - 21 de junho, 21h00, na sede da junta de freguesia;
  • Freguesia de Prainha - 24 de junho, 21h00, na sede da junta de freguesia;
  • Freguesia de Santo Amaro - 26 de junho, 21h00, na sede da junta de freguesia;
  • Freguesia de Santa Luzia - 27 de junho, 21h00, na sede da junta de freguesia.

Haja saúde!

quarta-feira, 12 de junho de 2019

1.º Aniversário do Clube Desportivo de Tiro do Triângulo


O Clube Desportivo de Tiro do Triângulo (CDTT) faz esta quarta-feira, dia 12 de junho de 2019, um ano de existência. Com sede em São Roque do Pico, o CDTT tem como objetivo permitir a prática saudável do tiro desportivo nas suas inúmeras vertentes. Ao longo deste último ano, vários foram os feitos alcançados pelo CDTT, os quais estão devidamente assinalados na mensagem de aniversário do presidente do CDTT que a seguir se apresenta, juntamente com algumas fotografias.

Parabéns ao CDTT!

Haja saúde!


Mensagem do presidente do CDTT alusiva ao 1.º aniversário deste clube:

É do conhecimento geral que a cada ano que passa, a pressão das organizações ambientalistas é cada vez maior, refletindo-se na consciência das populações e consequentemente nos caçadores, acabando na última instância em alterações sucessivas da lei da caça e das armas.

Paralelamente, surge a necessidade de se criarem alternativas sustentáveis, que sirvam os interesses daqueles que nutrem o gosto pela caça e pelo tiro em geral, transformando a atividade venatória num desporto sem consequências para o ambiente e animais.

O CDTT aparece num misto deste contexto, por um lado procurando atrair pessoas que não pretendem atirar sobre animais, por outro, como forma de construir personalidades, onde o tiro é puramente um desporto, que exige concentração, disciplina, ética e muitas outras virtudes, que tendem a ficar esquecidos na nossa moderna sociedade, que, num contínuo crescimento, deixa para trás valores que nunca deveriam perder-se.

As armas, no contexto desportivo, só podem ser vistas como um artigo desportivo e nada mais. Os atletas do tiro, em primeiro lugar, tem formação sobre a correta utilização das armas e a segurança está acima de tudo. Isto demonstra-se pelo número de acidentes neste desporto no ano transato, que foi de zero acidentes em todo o país, repetindo o número dos últimos anos, que também foi zero.

Cozinhado durante muitos meses na mente e nas conversas de um grupo de amigos, nasce finalmente, no dia 12 de junho de 2018, o CDTT, com o propósito de possibilitar a todos os adeptos da modalidade do tiro desportivo das ilhas do triângulo do Grupo Central dos Açores, a prática do tiro, acessibilidade na obtenção das licenças e comodidade na sua manutenção.

De início, foi necessário um enorme esforço dos principais envolvidos, tiveram que ser criadas as bases para o clube crescer e impedir quaisquer tentativas que minassem o projeto com intrujices e atos indignos de retaguarda que de outra forma iriam matar à nascença esta iniciativa. Prevalecendo a determinação, conseguiu-se angariar os apoios necessários, entre eles, nomeadamente, da Igreja Paroquial de São Roque do Pico, que aproveito para deixar aqui uma palavra de grande apreço ao Sr. Padre Júlio Rocha, que sem o seu apoio o clube não seria o que é hoje.

Ultrapassadas as primeiras barreiras, foi pôr as mãos à obra e, daí em frente, foi sempre com o acelerador ao fundo; em quinze dias ficaram disponíveis a carreira de tiro de 10 m para pistola e carabina olímpicos, junto com bancadas de tiro e alvos para BR25 (Bench Rest 25 m). Em agosto realizaram-se as primeiras provas oficiais no Pico em BR25, com a participação de atletas de várias ilhas e com a presença do Sr. Delmar Godinho, Presidente do Clube Desportivo de Tiro da Ilha Terceira, na qualidade de Juiz Árbitro. Também em agosto formaram-se em Ponta Delgada dois Juiz Árbitro nas disciplinas de ISSF (International Sport Shooting Federation). Dois meses mais tarde, em outubro, o CDTT é aceite como membro ativo da Federação Portuguesa de Tiro. Em novembro formaram-se em Lisboa dois Juiz Árbitro em BR25. Janeiro de 2019 — o CDTT é aceite como membro efetivo da Associação Açoreana de Tiro de Precisão e a Federação Portuguesa de Tiro atribui a Certificação à carreira de tiro de 10 m. Um mês mais tarde, em fevereiro, são realizados no Pico os primeiros exames para acesso às Licenças Federativas. Ainda em fevereiro realizam-se as primeiras competições oficiais a nível clube, a contar para o ranking da federação. Maio foi quando se realizou a primeira prova na Ilha do Pico do Campeonato Distrital de BR25, apurando-se três atletas para participar na prova regional a realizar na Ilha Terceira no dia 23 de junho.

Quase a finalizar e, como se diz “a cereja no topo do bolo”, quero referir o acordo que o CDTT atingiu recentemente com o Clube Desportivo de Tiro Caça e Pesca da Ilha do Pico, para a futura construção de uma carreira de tiro de 25 e 50 metros no terreno daquele clube em Santa Luzia. A construção desta infraestrutura irá permitir a prática de perto de 80% das modalidades de tiro existentes, bem como satisfazer uma antiga aspiração de muitos adeptos do tiro de precisão, que sempre ansiaram por algo deste tipo na nossa ilha. Convém salientar que uma vez existindo esta carreira de tiro, será possível organizar provas com alguma dimensão, permitindo trazer atletas e equipas à nossa ilha em períodos de menor movimento turístico, dinamizando também este sector de atividade.

Entre os futuros projetos, o clube considera aderir à Federação de Tiro com Arco, vindo deste modo ao encontro de algumas solicitações que nos foram feitas. O tiro com arco é uma modalidade muito apreciada e com bastantes praticantes a nível nacional. Além deste, o clube conta em breve iniciar a modalidade do Field Target, modalidade esta em franca expansão mundialmente, devido carácter “hobbyist” e ao grande avanço tecnológico que se tem verificado nas modernas espingardas de ar comprimido e respetivos acessórios.

Para terminar, a Direção do Clube deseja agradecer a todos os seus sócios o interesse e ajuda efetiva, ao Dr. Ivo Sousa pela colaboração no seu blog, ao Jornal do Pico pelo interesse em promover as nossas iniciativas, à Câmara Municipal de São Roque pela disponibilidade e ajuda demonstrada e, finalmente, a todos os que seguem a nossa atividade e anseiam pelo nosso sucesso.


Ao clube e aos sócios, muitos parabéns, a todos, um grande obrigado.

Paulo Mariante

(clicar nas fotos para aumentar a resolução)



















terça-feira, 11 de junho de 2019

Festa do Divino Espírito Santo no Cais do Pico — 2019


Todos os anos, 51 dias depois da Páscoa, celebra-se a Segunda-feira do Espírito Santo — dia de Feriado Regional na Região Autónoma dos Açores e dia de Festa do Divino Espírito Santo no Cais do Pico, vila de São Roque do Pico.

Neste ano de 2019, a festa ocorreu no dia 10 de junho e teve os seguintes momentos-chave:
  • Confeção das Sopas na cozinha da Filarmónica Liberdade do Cais do Pico;
  • Missa da Coroação na Igreja do Convento de São Pedro de Alcântara;
  • Almoço no salão da Filarmónica Liberdade do Cais do Pico;
  • Arraial pela Filarmónica Liberdade do Cais do Pico;
  • Distribuição de vésperas junto à sede desta mesma filarmónica.

A reportagem fotográfica da festa de 2019 no Cais do Pico, que a seguir se apresenta, pretende mostrar um pouco de o que é a ilha do Pico estar "rendida" ao Divino Espírito Santo: uma enorme vivência comunitária e uma tradição sentida profundamente pelos açorianos.

Haja saúde!
Hino do Divino Espírito Santo


(clicar nas fotos para aumentar a resolução)