domingo, 23 de janeiro de 2022

Flora vascular picoense


Um contributo interessante prestado pela Universidade dos Açores à sociedade prende-se com a elaboração de um catálogo das plantas vasculares da ilha do Pico, o qual está publicamente acessível através deste link.

A partir do documento supracitado foi igualmente elaborada uma breve caracterização da flora vascular picoense, uma análise que também se encontra disponível online através deste link e cujo resumo aqui se apresenta:
Uma breve caracterização da flora vascular da ilha do Pico é feita a partir da análise do seu catálogo de plantas vasculares (Pereira et al., 2006). A flora vascular Picoense fora de cultivo compreende no momento 642 unidades taxonómicas diferentes (taxa) representadas por 634 espécies, 375 géneros e 118 famílias. O número de taxa introduzidos representa 70,5% do total dos taxa presentes, enquanto a percentagem de taxa nativos se cifra apenas pelos 26,0%. No entanto 43,1% dos taxa nativos que ocorrem no Pico são endémicos dos Açores ou da Macaronésia. A distribuição das espécies nos grandes grupos taxonómicos (Pteridophyta, Gymnospermae, Dicotyledoneae e Monocotyledoneae) difere com significado estatístico entre as espécies nativas e introduzidas. A contribuição das espécies introduzidas é maior a nível das dicotiledóneas e menor a nível dos pteridófitos quando comparada com a distribuição das espécies nativas.

Haja saúde!

sábado, 22 de janeiro de 2022

Vista aérea das vinhas da Criação Velha [vídeo]


Apresenta-se, em anexo, um vídeo da autoria de António Faria, datado de janeiro de 2022, o qual mostra imagens aéreas da zona costeira da Criação Velha, freguesia situada no concelho da Madalena e que se destaca por ser um dos principais polos de produção de vinho na ilha do Pico — razão pela qual a esmagadora maioria do casario se encontra longe da costa, pois essa zona é maioritariamente ocupada por vinhas que são Património Mundial pela UNESCO [link para vídeo relacionado de 2020].

Haja saúde!



sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

Última chamada para os Aeroportos dos Açores Online


Começam a escassear os dias que faltam para terminar as votações para o Orçamento Participativo dos Açores 2021, pelo que em breve já não será mais possível fazer o check-in no que respeita à implementação de uma página web e uma app que disponibilizem informações relevantes e úteis sobre quatro aeroportos açorianos, incluindo o estado dos voos em tempo real.

Em particular, os pressupostos desta iniciativa são os seguintes:
- Alicerçando-se no facto de o aeroporto da ilha do Pico ser a maior infraestrutura aeroportuária totalmente açoriana, que tem registado, nos últimos anos, um crescimento muito acentuado no número de passageiros movimentados e que, sendo uma das cinco gateways açorianas, é a única que não dispõe de uma página web contendo informações relevantes e úteis sobre o aeroporto da ilha do Pico, incluindo o estado dos voos em tempo real; 
- Considerando igualmente que os restantes aeroportos geridos direta ou indiretamente pelo Governo dos Açores beneficiariam também com a existência de página web equivalente; 
A presente proposta advoga que as soluções já existentes 'web e app SATA lookup' e a solução implementada para a Aerogare Civil das Lajes sejam conjugadas e melhoradas para disponibilização aos utilizadores dos aeroportos do Pico, São Jorge, Graciosa e Corvo. 
Os benefícios a alcançar com esta proposta são: 
- Todas as gateways açorianas passam a dispor de uma página web contendo informação em tempo real sobre os voos, bem como outras informações úteis; 
- Quando os residentes, visitantes, operadores turísticos e outros agentes têm conhecimento do estado dos voos em tempo real (bem como de informações relevantes de última hora), estes podem otimizar a sua deslocação ao aeroporto, o que também permite poupança de recursos e otimização da gestão de espaços (ex., parque de estacionamento); 
- A disponibilização online de informações sobre um aeroporto, sobretudo do estado dos voos, melhora o desempenho das atividades turísticas, além de melhorar e enriquecer a qualidade da experiência turística do visitante.

Qualquer pessoa pode votar nesta proposta até ao dia 31 de janeiro de 2022; para isso, basta recorrer à informação que consta no Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade e proceder de uma de duas formas:
  • Votar online diretamente a partir da informação da proposta, carregando no botão ‘Votar nesta proposta’ do seguinte linkAEROPORTOS DOS AÇORES ONLINE;
  • Em alternativa, pode-se votar através de SMS gratuito, enviando uma mensagem para o número 3838 com o seguinte texto: “OPAZORES(espaço)100(espaço)Número Identificação Civil” (por exemplo: “OPAZORES 100 123456789AB2”).
[Nota i): em ambos os casos deverá ser indicado todos os dígitos do número de identificação civil do Bilhete de Identidade ou, no caso do Cartão de Cidadão, todos os números e caracteres do número de identificação civil; no caso da votação online, esta pode ser igualmente efetuada recorrendo à Chave Móvel Digital.
Nota ii): votar nesta proposta esgota apenas um dos dois votos que cada pessoa tem; é possível usar o outro voto para uma proposta de 'Âmbito Ilha', como por exemplo a proposta BICICLETAS ELÉTRICAS PÚBLICAS INTELIGENTES NA ILHA DO PICO.]

Todo e qualquer passageiro aéreo deseja sempre que corra tudo bem na sua viagem; estando os Aeroportos dos Açores Online e à distância de um clique, mais perto se estará de uma viagem com sucesso de e para todas as ilhas dos Açores!

Em suma, colocar online os aeroporto do Pico, de São Jorge, da Graciosa e do Corvo, é fácil e está nas suas mãos; para isso basta votar!

Haja saúde!



quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

Lagoa do Paul, um segredo ainda mal escondido


A lagoa do Paul é uma das várias lagoas que existem no interior da ilha do Pico. Não é a mais famosa, mas reúne todas as virtudes do compromisso açoriano com a natureza.
É este o mote para um artigo publicado na National Geographic Portugal sobre a lagoa do Paul [link], uma de cinco zonas húmidas próximas no Pico que constituem paraísos para a avifauna, a par da lagoa do Capitão, da lagoa do Caiado, da lagoa do Peixinho e da lagoa Rosada.

Haja saúde!

quarta-feira, 19 de janeiro de 2022

Sprint final das Bicicletas Elétricas Públicas Inteligentes na ilha do Pico


Falta pouco mais de uma semana para terminar as votações para o Orçamento Participativo dos Açores 2021, pelo que se entrou no momento final de decisão no que respeita à disponibilização de bicicletas elétricas públicas inteligentes na ilha montanha.

Em particular, esta iniciativa pretende dotar o Pico de smart bikes, i.e., bicicletas partilhadas eletricamente assistidas, as quais também disponham, por exemplo, de acelerómetros, giroscópios, sensores de cadência ou de binário, de forma a detetar a velocidade de circulação, quanta força está a ser aplicada nos pedais ou a energia despendida, entre outros.

Paralelamente, prevê-se a instalação de estações, em pontos distintos da ilha, com docas de carregamento para as bicicletas supramencionadas.

A ideia é conciliar uma forma ecológica de lazer e de exercício físico, promovendo igualmente a mobilidade sem recurso a combustíveis fósseis.

Qualquer pessoa pode votar nesta proposta até ao dia 31 de janeiro de 2022; para isso, basta recorrer à informação que consta no Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade e proceder de uma de duas formas: [Nota i): em ambos os casos deverá ser indicado todos os dígitos do número de identificação civil do Bilhete de Identidade ou, no caso do Cartão de Cidadão, todos os números e caracteres do número de identificação civil; no caso da votação online, esta pode ser igualmente efetuada recorrendo à Chave Móvel Digital.
Nota ii): votar nesta proposta esgota apenas um dos dois votos que cada pessoa tem; é possível usar o outro voto para uma proposta de 'Âmbito Regional', como por exemplo a proposta AEROPORTOS DOS AÇORES ONLINE.]

Em suma, aliar tecnologia, lazer e exercício físico à preservação do ambiente é fácil e está nas suas mãos; para isso basta votar!

Haja saúde!



terça-feira, 18 de janeiro de 2022

Subir a montanha do Pico durante a noite integra lista de experiências únicas em Portugal para fazer em 2022


De entre as mais variadas curiosidades sobre a montanha da ilha do Pico, talvez a que mais se destaca é o facto de ser o ponto mais alto de Portugal.

No entanto, o portal 'Sapo Viagens' adicionou mais um atributo a esta montanha: a sua subida noturna integra o restrito lote das 22 experiências únicas em Portugal para fazer em 2022!

Para todos aqueles que queiram subir ao ponto mais alto de Portugal, recomenda-se a leitura do regulamento de acesso à montanha da ilha do Pico, o qual pode ser encontrado clicando neste link.

Haja saúde!

segunda-feira, 17 de janeiro de 2022

Plano Regional Anual 2022 — investimentos/ações para o Pico


O Plano Regional Anual para 2022 contempla os vários investimentos públicos e ações que estão previstos nos Açores para este ano [link para consultar este plano na íntegra].

No caso da ilha do Pico, os destaques vão para (por ordem decrescente do valor de investimento/ação):
  • Aeroporto da ilha do Pico: apoio aos investimentos a realizar no aeródromo visando a melhoria da sua operacionalidade e segurança, destacando-se os estudos, projetos e expropriações para ampliação e requalificação da pista, a empreitada de remodelação do SSCLI e a ampliação do parque de estacionamento para viaturas [2.255.000 €].
  • Porto de São Roque do Pico: apoio aos investimentos a realizar no porto, destacando-se o novo terminal de passageiros, pavimentação da atual zona do parque de contentores e criação do acesso a embarcações na área de recreio náutico [895.039 €].
  • Centro de Saúde das Lajes do Pico: início da empreitada de beneficiação deste centro de saúde [752.360 €].
  • Circular à Vila da Madalena: construção deste circuito logístico terrestre [700.000 €].
  • Porto da Madalena: apoio aos investimentos a realizar no porto, destacando-se o reordenamento do porto Velho e os trabalhos para regularização do saco do porto Velho para resolução da putrefação de algas [170.000 €].
  • Centro de Alojamento Temporário da Santa Casa da Misericórdia de São Roque do Pico: reconstrução e ampliação da Estrutura Residencial para Idosos para criação da valência do Centro de Acolhimento Temporário em São Roque do Pico [150.000 €].
  • Centro de Apoio ao Idoso da Santa Casa da Misericórdia da Madalena: ampliação deste centro [150.000 €].
  • Estradas Regionais da ilha do Pico: continuação da empreitada de consolidação do talude da Estrada Regional 1-2.ª, sobranceiro à Vila das Lajes; empreitada de construção de muros de suporte da Estrada Regional 1-2.ª; alargamento e asfaltagem de bermas da Estrada Regional 1-2.ª; reparação estrutural de pavimento nas Estradas Regionais [101.126 €].
  • Baía do Cais do Pico: projeto do ordenamento da baía e proteção da orla marítima do Cais do Pico [100.000 €].
  • Infantário da Santa Casa da Misericórdia das Lajes do Pico: reabilitação do edifício do infantário «Arco-Íris» [100.000 €].
  • Centro de Atividades Ocupacionais no Pico - Santa Casa da Misericórdia da Madalena: este investimento visa colmatar a necessidade de reinstalação da valência de Centro de Atividades Ocupacionais, uma vez que se encontra em edifício pré-fabricado [100.000 €].
  • Grua para o porto de pesca do Calhau da Piedade: aquisição de uma grua para este porto de pesca [65.000 €].
  • Orla costeira da Barca: proteção desta orla costeira [40.000 €].
  • Orla costeira do Cais Mourato: proteção desta orla costeira [20.000 €].
  • Porto das Ribeiras: projeto de requalificação deste porto [15.000 €].
  • Plataforma costeira das Lajes do Pico: construção de circuito interpretativo desta plataforma (no âmbito da rede de observação e centros de reabilitação de aves selvagens) [13.938 €].
  • Porto de São Caetano: projeto de ampliação do molhe deste porto [10.000 €].
Estes investimentos/ações perfazem assim um total de pouco mais de 5 milhões e meio de euros (mais concretamente 5.637.463 €).

Outras ações que também estão contempladas no Plano Regional Anual para 2022 e que estão associadas à ilha do Pico são:
  • Matadouro do Pico: melhoramento desta infraestrutura [6.609.500 € a dividir também pela construção do novo Matadouro de São Jorge e pela construção do Novo Edifício SERCLASM, a par da promoção de uma campanha institucional dos laticínios dos Açores].
  • Evacuações marítimas do Pico para o Faial: apoios a estas evacuações de emergência [5.160.750 € a dividir também por comparticipação nos encargos com os tripulantes de ambulância, tais como remunerações quilómetros percorridos e seguros das ambulâncias].
  • Cultura da vinha na ilha do Pico: apoios à reabilitação da paisagem tradicional da cultura da vinha em currais na ilha do Pico e à manutenção de paisagens [1.850.000 € a dividir também por sistema de incentivos à manutenção de paisagens tradicionais da cultura da vinha, em currais e em socalcos, e de pomares de espécies tradicionais, situadas em áreas de paisagem protegida e em fajãs costeiras, integradas nos parques naturais de ilha, e em reservas da biosfera].
  • Casa dos Botes nas Lajes do Pico: desenvolvimento deste projeto [663.500 € a dividir também por desenvolvimento de ações de relações públicas por ocasião da realização de eventos turísticos de grande notoriedade e dinamização de projetos de qualificação do destino e de sensibilização dos açorianos para a importância do turismo].
  • Igrejas e estruturas pastorais da ilha do Pico: apoio à reconstrução das igrejas e estruturas pastorais danificadas pelo sismo de 9 de julho de 1998 [420.000 € a dividir também pela ilha do Faial].
  • Espécies protegidas no Pico: desenvolvimento do projeto LIFE BEETLES, visando a atenuação das ameaças ambientais e ecológicas para espécies protegidas [52.126 € + 314.647 € (Componente do Beneficiário Coordenador) a dividir também pelas ilhas das Flores e Terceira].
  • Montanha do Pico: ações de busca e socorro, nomeadamente o resgate de visitantes nesta Reserva Natural e o funcionamento e monitorização do sistema de videovigilância e rastreio de visitantes na montanha (CICLOPE) [179.250 € a dividir também por outras ações de busca e socorro, apoio às atividades das Organizações Não Governamentais de Ambiente, prémios «Espírito Verde» e Linha SOS Ambiente/Na Minha Ilha, bem como pelo Galardão Miosotis Azores].
  • Lagoas da ilha do Pico: monitorização do estado trófico das lagoas através da realização de amostragens físico-químicas das massas de água das lagoas [71.240 € a dividir também pelas lagoas de São Miguel, das Flores e do Corvo, bem como pelo sistema de arejamento da Lagoa das Furnas e pelo equipamento e funcionamento do Laboratório dos Recursos Hídricos].
  • Jardim dos Maroiços: manutenção deste espaço público na Madalena [58.775 € a dividir também pelo Monumento à Autonomia e Parque Século XXI].
  • Instrumentos de Gestão Territorial do Pico: avaliação do Plano de Ordenamento da Orla Costeira do Pico e do Plano de Ordenamento das Bacias Hidrográficas das Lagoas do Caiado, do Capitão, do Paul, do Peixinho e da Rosada [5.000 € a dividir também pela avaliação do Plano Regional do Ordenamento do Território dos Açores e pelos Planos de Ordenamento das Orlas Costeiras das ilhas Santa Maria, Graciosa, Faial, Flores e Corvo].

Por fim, e para quem tiver curiosidade de verificar o que transitou do ano passado para o presente plano, aqui fica o link para os investimentos/ações para a ilha do Pico contemplados no Plano Regional Anual de 2021.

Haja saúde!

domingo, 16 de janeiro de 2022

Uma vez a caminho, não há volta atrás: a experiência de uma sedentária que subiu o Pico para ver o nascer do sol


Foi há mais ou menos um mês que subi a montanha do Pico. A experiência traz boas memórias e vontade de soltar uma gargalhada devido às alturas em que “odiei” o guia que nunca me deixou parar. É que, um mês depois, já não me lembro das dores musculares e do cansaço, só me recordo de estar no ponto mais alto de Portugal, acima das nuvens e de braços abertos para o sol que nascia e que iluminaria um dos (meus) melhores dias de 2021.

É desta forma que Ana Oliveira começa um artigo [disponível neste link] onde descreve a sua experiência de subida da montanha do Pico, um relato que certamente é comum a muitos dos que se aventuram nesta caminhada e que, regra geral, acabam no fim por dizer o mesmo do que ela: "Ao longo do caminho, disse, várias vezes, que se soubesse o que me esperava não me tinha aventurado, mas, a verdade, é que consegui e valeu a pena."

Haja saúde!

sábado, 15 de janeiro de 2022

Vinho e turismo vinícola do Pico promovidos na China


O vinho do Pico e o turismo vinícola da ilha montanha estiveram recentemente em destaque numa sessão de promoção do Turismo de Portugal no leste da China, que foi transmitida ao vivo na televisão e na internet.

Em particular, a sessão, que decorreu na cidade de Nanjing, capital da província de Jiangsu, no leste da China, foi organizada pelo Turismo de Portugal, a agência chinesa de viagens Tuniu e a NJBG, a radiotelevisão pública de Nanjing. Nesta sessão, o delegado do Turismo de Portugal na China, Tiago Brito, apresentou a Paisagem Vinha da ilha do Pico, que foi em 2004 listada como Património Mundial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

O evento foi transmitido ao vivo na plataforma da NJBG, na aplicação chinesa de transmissões ao vivo Niuka, e na plataforma da Tuniu.

O mercado chinês do vinho é já o quinto maior do mundo, embora apenas cerca de 3% dos 1,4 mil milhões de habitantes beba regularmente vinho.

[Fonte: SAPO]

Haja saúde!

sexta-feira, 14 de janeiro de 2022

Inspeções Técnicas de Veículos — deslocações ao Pico em 2022


Apresentam-se, em anexo, as datas das deslocações à ilha do Pico em 2022 das Inspeções Técnicas de Veículos, bem como as regras relativas à periodicidade deste tipo de inspeções.

Haja saúde!




MêsDias
Janeiro03 a 07
Fevereiro07 a 18
Março07 a 18
Abril18 a 30
Maio01 a 06
Junho07 a 17
MêsDias
Julho11 a 21
Agosto22 a 31
Setembro01 a 02
Outubro10 a 21
Novembro07 a 18
Dezembro19 a 30

Os veículos devem apresentar-se à inspeção durante o período de abertura correspondente ao dia e mês de matrícula. Caso esta data não coincida com o período de funcionamento do centro, o veículo deverá apresentar-se no período subsequente.
Marcações: 292 622 241 / www.controlautoazores.com
Fonte: ControlAuto Açores.

Outras informações:
A inspeção poderá ser antecipada até 3 meses em relação ao dia e mês de matrícula. Os veículos que reprovaram no anterior período de permanência do centro e não puderam efetuar a reinspeção até à data de encerramento do mesmo, devem realizá-la nos primeiros 3 dias úteis seguintes à data desta reabertura.

Periodicidade de acordo com a Categoria e Tipo:
― Automóveis ligeiros de mercadorias, automóveis ligeiros de passageiros, restantes automóveis ligeiros:
  • Quatro anos após a data da primeira matrícula e, em seguida, de dois em dois anos.

― Motociclos, ciclomotores e tratores agrícolas e seus reboques, independentemente do seu peso bruto:
  • Quatro anos após a data da primeira matrícula e, em seguida, anualmente.

― Reboques e semirreboques com peso bruto igual ou superior a 750 kg e não superior a 3500 kg, com exceção dos reboque agrícolas:
  • Dois anos após a data da primeira matrícula e, em seguida, anualmente.

― Automóveis pesados de passageiros, pesados de mercadorias, reboques e semirreboques com peso bruto superior a 3500 kg, com exceção dos reboques agrícolas, automóveis ligeiros licenciados para transporte público de passageiros e ambulâncias, automóveis utilizados no transporte escolar e automóveis ligeiros licenciados para a instrução:
  • Um ano após a data da primeira matrícula e, em seguida, anualmente.

Documentos a apresentar:
  • Certificado de matrícula;
  • Licenças especiais;
  • Apólice de seguro;
  • Ficha da inspeção anterior.