terça-feira, 25 de janeiro de 2022

Hospital da Horta com espaço para utentes do Pico afetados por greve da Atlânticoline


Atendendo à greve da Atlânticoline e ao impacto da mesma junto dos doentes que se deslocam do Pico ao Faial, o Secretário Regional da Saúde e Desporto, Clélio Meneses, determinou que o Hospital da Horta providencie um espaço destinado a acomodar os utentes que aguardam viagem de regresso ao Pico.

Para minimizar ainda mais o constrangimento, foi também determinado que aos utentes que utilizem o espaço seja servida uma refeição.

[Fonte: Governo dos Açores]

Recorde-se que esta greve teve início em dezembro de 2021 e mantém-se, até ao momento, sem solução à vista.

Haja saúde!

segunda-feira, 24 de janeiro de 2022

O concerto de violino mais alto de Portugal


No âmbito do Montanha Pico Festival 2022, Nuno Santos subiu à montanha da ilha do Pico, acompanhado pelo seu violino; chegado ao topo, este talentoso violinista português interpretou o fado no ponto mais alto de Portugal.

O artista é conhecido por atuar em locais improváveis, de forma a originar fusão da arte com a aventura e cultura, sendo que esta atuação certamente será uma bela imagem de marca do seu portfólio, como os registos em anexo comprovam.

Haja saúde!









domingo, 23 de janeiro de 2022

Flora vascular picoense


Um contributo interessante prestado pela Universidade dos Açores à sociedade prende-se com a elaboração de um catálogo das plantas vasculares da ilha do Pico, o qual está publicamente acessível através deste link.

A partir do documento supracitado foi igualmente elaborada uma breve caracterização da flora vascular picoense, uma análise que também se encontra disponível online através deste link e cujo resumo aqui se apresenta:
Uma breve caracterização da flora vascular da ilha do Pico é feita a partir da análise do seu catálogo de plantas vasculares (Pereira et al., 2006). A flora vascular Picoense fora de cultivo compreende no momento 642 unidades taxonómicas diferentes (taxa) representadas por 634 espécies, 375 géneros e 118 famílias. O número de taxa introduzidos representa 70,5% do total dos taxa presentes, enquanto a percentagem de taxa nativos se cifra apenas pelos 26,0%. No entanto 43,1% dos taxa nativos que ocorrem no Pico são endémicos dos Açores ou da Macaronésia. A distribuição das espécies nos grandes grupos taxonómicos (Pteridophyta, Gymnospermae, Dicotyledoneae e Monocotyledoneae) difere com significado estatístico entre as espécies nativas e introduzidas. A contribuição das espécies introduzidas é maior a nível das dicotiledóneas e menor a nível dos pteridófitos quando comparada com a distribuição das espécies nativas.

Haja saúde!

sábado, 22 de janeiro de 2022

Vista aérea das vinhas da Criação Velha [vídeo]


Apresenta-se, em anexo, um vídeo da autoria de António Faria, datado de janeiro de 2022, o qual mostra imagens aéreas da zona costeira da Criação Velha, freguesia situada no concelho da Madalena e que se destaca por ser um dos principais polos de produção de vinho na ilha do Pico — razão pela qual a esmagadora maioria do casario se encontra longe da costa, pois essa zona é maioritariamente ocupada por vinhas que são Património Mundial pela UNESCO [link para vídeo relacionado de 2020].

Haja saúde!



sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

Última chamada para os Aeroportos dos Açores Online


Começam a escassear os dias que faltam para terminar as votações para o Orçamento Participativo dos Açores 2021, pelo que em breve já não será mais possível fazer o check-in no que respeita à implementação de uma página web e uma app que disponibilizem informações relevantes e úteis sobre quatro aeroportos açorianos, incluindo o estado dos voos em tempo real.

Em particular, os pressupostos desta iniciativa são os seguintes:
- Alicerçando-se no facto de o aeroporto da ilha do Pico ser a maior infraestrutura aeroportuária totalmente açoriana, que tem registado, nos últimos anos, um crescimento muito acentuado no número de passageiros movimentados e que, sendo uma das cinco gateways açorianas, é a única que não dispõe de uma página web contendo informações relevantes e úteis sobre o aeroporto da ilha do Pico, incluindo o estado dos voos em tempo real; 
- Considerando igualmente que os restantes aeroportos geridos direta ou indiretamente pelo Governo dos Açores beneficiariam também com a existência de página web equivalente; 
A presente proposta advoga que as soluções já existentes 'web e app SATA lookup' e a solução implementada para a Aerogare Civil das Lajes sejam conjugadas e melhoradas para disponibilização aos utilizadores dos aeroportos do Pico, São Jorge, Graciosa e Corvo. 
Os benefícios a alcançar com esta proposta são: 
- Todas as gateways açorianas passam a dispor de uma página web contendo informação em tempo real sobre os voos, bem como outras informações úteis; 
- Quando os residentes, visitantes, operadores turísticos e outros agentes têm conhecimento do estado dos voos em tempo real (bem como de informações relevantes de última hora), estes podem otimizar a sua deslocação ao aeroporto, o que também permite poupança de recursos e otimização da gestão de espaços (ex., parque de estacionamento); 
- A disponibilização online de informações sobre um aeroporto, sobretudo do estado dos voos, melhora o desempenho das atividades turísticas, além de melhorar e enriquecer a qualidade da experiência turística do visitante.

Qualquer pessoa pode votar nesta proposta até ao dia 31 de janeiro de 2022; para isso, basta recorrer à informação que consta no Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade e proceder de uma de duas formas:
  • Votar online diretamente a partir da informação da proposta, carregando no botão ‘Votar nesta proposta’ do seguinte linkAEROPORTOS DOS AÇORES ONLINE;
  • Em alternativa, pode-se votar através de SMS gratuito, enviando uma mensagem para o número 3838 com o seguinte texto: “OPAZORES(espaço)100(espaço)Número Identificação Civil” (por exemplo: “OPAZORES 100 123456789AB2”).
[Nota i): em ambos os casos deverá ser indicado todos os dígitos do número de identificação civil do Bilhete de Identidade ou, no caso do Cartão de Cidadão, todos os números e caracteres do número de identificação civil; no caso da votação online, esta pode ser igualmente efetuada recorrendo à Chave Móvel Digital.
Nota ii): votar nesta proposta esgota apenas um dos dois votos que cada pessoa tem; é possível usar o outro voto para uma proposta de 'Âmbito Ilha', como por exemplo a proposta BICICLETAS ELÉTRICAS PÚBLICAS INTELIGENTES NA ILHA DO PICO.]

Todo e qualquer passageiro aéreo deseja sempre que corra tudo bem na sua viagem; estando os Aeroportos dos Açores Online e à distância de um clique, mais perto se estará de uma viagem com sucesso de e para todas as ilhas dos Açores!

Em suma, colocar online os aeroporto do Pico, de São Jorge, da Graciosa e do Corvo, é fácil e está nas suas mãos; para isso basta votar!

Haja saúde!



quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

Lagoa do Paul, um segredo ainda mal escondido


A lagoa do Paul é uma das várias lagoas que existem no interior da ilha do Pico. Não é a mais famosa, mas reúne todas as virtudes do compromisso açoriano com a natureza.
É este o mote para um artigo publicado na National Geographic Portugal sobre a lagoa do Paul [link], uma de cinco zonas húmidas próximas no Pico que constituem paraísos para a avifauna, a par da lagoa do Capitão, da lagoa do Caiado, da lagoa do Peixinho e da lagoa Rosada.

Haja saúde!

quarta-feira, 19 de janeiro de 2022

Sprint final das Bicicletas Elétricas Públicas Inteligentes na ilha do Pico


Falta pouco mais de uma semana para terminar as votações para o Orçamento Participativo dos Açores 2021, pelo que se entrou no momento final de decisão no que respeita à disponibilização de bicicletas elétricas públicas inteligentes na ilha montanha.

Em particular, esta iniciativa pretende dotar o Pico de smart bikes, i.e., bicicletas partilhadas eletricamente assistidas, as quais também disponham, por exemplo, de acelerómetros, giroscópios, sensores de cadência ou de binário, de forma a detetar a velocidade de circulação, quanta força está a ser aplicada nos pedais ou a energia despendida, entre outros.

Paralelamente, prevê-se a instalação de estações, em pontos distintos da ilha, com docas de carregamento para as bicicletas supramencionadas.

A ideia é conciliar uma forma ecológica de lazer e de exercício físico, promovendo igualmente a mobilidade sem recurso a combustíveis fósseis.

Qualquer pessoa pode votar nesta proposta até ao dia 31 de janeiro de 2022; para isso, basta recorrer à informação que consta no Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade e proceder de uma de duas formas: [Nota i): em ambos os casos deverá ser indicado todos os dígitos do número de identificação civil do Bilhete de Identidade ou, no caso do Cartão de Cidadão, todos os números e caracteres do número de identificação civil; no caso da votação online, esta pode ser igualmente efetuada recorrendo à Chave Móvel Digital.
Nota ii): votar nesta proposta esgota apenas um dos dois votos que cada pessoa tem; é possível usar o outro voto para uma proposta de 'Âmbito Regional', como por exemplo a proposta AEROPORTOS DOS AÇORES ONLINE.]

Em suma, aliar tecnologia, lazer e exercício físico à preservação do ambiente é fácil e está nas suas mãos; para isso basta votar!

Haja saúde!



terça-feira, 18 de janeiro de 2022

Subir a montanha do Pico durante a noite integra lista de experiências únicas em Portugal para fazer em 2022


De entre as mais variadas curiosidades sobre a montanha da ilha do Pico, talvez a que mais se destaca é o facto de ser o ponto mais alto de Portugal.

No entanto, o portal 'Sapo Viagens' adicionou mais um atributo a esta montanha: a sua subida noturna integra o restrito lote das 22 experiências únicas em Portugal para fazer em 2022!

Para todos aqueles que queiram subir ao ponto mais alto de Portugal, recomenda-se a leitura do regulamento de acesso à montanha da ilha do Pico, o qual pode ser encontrado clicando neste link.

Haja saúde!

segunda-feira, 17 de janeiro de 2022

Plano Regional Anual 2022 — investimentos/ações para o Pico


O Plano Regional Anual para 2022 contempla os vários investimentos públicos e ações que estão previstos nos Açores para este ano [link para consultar este plano na íntegra].

No caso da ilha do Pico, os destaques vão para (por ordem decrescente do valor de investimento/ação):
  • Aeroporto da ilha do Pico: apoio aos investimentos a realizar no aeródromo visando a melhoria da sua operacionalidade e segurança, destacando-se os estudos, projetos e expropriações para ampliação e requalificação da pista, a empreitada de remodelação do SSCLI e a ampliação do parque de estacionamento para viaturas [2.255.000 €].
  • Porto de São Roque do Pico: apoio aos investimentos a realizar no porto, destacando-se o novo terminal de passageiros, pavimentação da atual zona do parque de contentores e criação do acesso a embarcações na área de recreio náutico [895.039 €].
  • Centro de Saúde das Lajes do Pico: início da empreitada de beneficiação deste centro de saúde [752.360 €].
  • Circular à Vila da Madalena: construção deste circuito logístico terrestre [700.000 €].
  • Porto da Madalena: apoio aos investimentos a realizar no porto, destacando-se o reordenamento do porto Velho e os trabalhos para regularização do saco do porto Velho para resolução da putrefação de algas [170.000 €].
  • Centro de Alojamento Temporário da Santa Casa da Misericórdia de São Roque do Pico: reconstrução e ampliação da Estrutura Residencial para Idosos para criação da valência do Centro de Acolhimento Temporário em São Roque do Pico [150.000 €].
  • Centro de Apoio ao Idoso da Santa Casa da Misericórdia da Madalena: ampliação deste centro [150.000 €].
  • Estradas Regionais da ilha do Pico: continuação da empreitada de consolidação do talude da Estrada Regional 1-2.ª, sobranceiro à Vila das Lajes; empreitada de construção de muros de suporte da Estrada Regional 1-2.ª; alargamento e asfaltagem de bermas da Estrada Regional 1-2.ª; reparação estrutural de pavimento nas Estradas Regionais [101.126 €].
  • Baía do Cais do Pico: projeto do ordenamento da baía e proteção da orla marítima do Cais do Pico [100.000 €].
  • Infantário da Santa Casa da Misericórdia das Lajes do Pico: reabilitação do edifício do infantário «Arco-Íris» [100.000 €].
  • Centro de Atividades Ocupacionais no Pico - Santa Casa da Misericórdia da Madalena: este investimento visa colmatar a necessidade de reinstalação da valência de Centro de Atividades Ocupacionais, uma vez que se encontra em edifício pré-fabricado [100.000 €].
  • Grua para o porto de pesca do Calhau da Piedade: aquisição de uma grua para este porto de pesca [65.000 €].
  • Orla costeira da Barca: proteção desta orla costeira [40.000 €].
  • Orla costeira do Cais Mourato: proteção desta orla costeira [20.000 €].
  • Porto das Ribeiras: projeto de requalificação deste porto [15.000 €].
  • Plataforma costeira das Lajes do Pico: construção de circuito interpretativo desta plataforma (no âmbito da rede de observação e centros de reabilitação de aves selvagens) [13.938 €].
  • Porto de São Caetano: projeto de ampliação do molhe deste porto [10.000 €].
Estes investimentos/ações perfazem assim um total de pouco mais de 5 milhões e meio de euros (mais concretamente 5.637.463 €).

Outras ações que também estão contempladas no Plano Regional Anual para 2022 e que estão associadas à ilha do Pico são:
  • Matadouro do Pico: melhoramento desta infraestrutura [6.609.500 € a dividir também pela construção do novo Matadouro de São Jorge e pela construção do Novo Edifício SERCLASM, a par da promoção de uma campanha institucional dos laticínios dos Açores].
  • Evacuações marítimas do Pico para o Faial: apoios a estas evacuações de emergência [5.160.750 € a dividir também por comparticipação nos encargos com os tripulantes de ambulância, tais como remunerações quilómetros percorridos e seguros das ambulâncias].
  • Cultura da vinha na ilha do Pico: apoios à reabilitação da paisagem tradicional da cultura da vinha em currais na ilha do Pico e à manutenção de paisagens [1.850.000 € a dividir também por sistema de incentivos à manutenção de paisagens tradicionais da cultura da vinha, em currais e em socalcos, e de pomares de espécies tradicionais, situadas em áreas de paisagem protegida e em fajãs costeiras, integradas nos parques naturais de ilha, e em reservas da biosfera].
  • Casa dos Botes nas Lajes do Pico: desenvolvimento deste projeto [663.500 € a dividir também por desenvolvimento de ações de relações públicas por ocasião da realização de eventos turísticos de grande notoriedade e dinamização de projetos de qualificação do destino e de sensibilização dos açorianos para a importância do turismo].
  • Igrejas e estruturas pastorais da ilha do Pico: apoio à reconstrução das igrejas e estruturas pastorais danificadas pelo sismo de 9 de julho de 1998 [420.000 € a dividir também pela ilha do Faial].
  • Espécies protegidas no Pico: desenvolvimento do projeto LIFE BEETLES, visando a atenuação das ameaças ambientais e ecológicas para espécies protegidas [52.126 € + 314.647 € (Componente do Beneficiário Coordenador) a dividir também pelas ilhas das Flores e Terceira].
  • Montanha do Pico: ações de busca e socorro, nomeadamente o resgate de visitantes nesta Reserva Natural e o funcionamento e monitorização do sistema de videovigilância e rastreio de visitantes na montanha (CICLOPE) [179.250 € a dividir também por outras ações de busca e socorro, apoio às atividades das Organizações Não Governamentais de Ambiente, prémios «Espírito Verde» e Linha SOS Ambiente/Na Minha Ilha, bem como pelo Galardão Miosotis Azores].
  • Lagoas da ilha do Pico: monitorização do estado trófico das lagoas através da realização de amostragens físico-químicas das massas de água das lagoas [71.240 € a dividir também pelas lagoas de São Miguel, das Flores e do Corvo, bem como pelo sistema de arejamento da Lagoa das Furnas e pelo equipamento e funcionamento do Laboratório dos Recursos Hídricos].
  • Jardim dos Maroiços: manutenção deste espaço público na Madalena [58.775 € a dividir também pelo Monumento à Autonomia e Parque Século XXI].
  • Instrumentos de Gestão Territorial do Pico: avaliação do Plano de Ordenamento da Orla Costeira do Pico e do Plano de Ordenamento das Bacias Hidrográficas das Lagoas do Caiado, do Capitão, do Paul, do Peixinho e da Rosada [5.000 € a dividir também pela avaliação do Plano Regional do Ordenamento do Território dos Açores e pelos Planos de Ordenamento das Orlas Costeiras das ilhas Santa Maria, Graciosa, Faial, Flores e Corvo].

Por fim, e para quem tiver curiosidade de verificar o que transitou do ano passado para o presente plano, aqui fica o link para os investimentos/ações para a ilha do Pico contemplados no Plano Regional Anual de 2021.

Haja saúde!

domingo, 16 de janeiro de 2022

Uma vez a caminho, não há volta atrás: a experiência de uma sedentária que subiu o Pico para ver o nascer do sol


Foi há mais ou menos um mês que subi a montanha do Pico. A experiência traz boas memórias e vontade de soltar uma gargalhada devido às alturas em que “odiei” o guia que nunca me deixou parar. É que, um mês depois, já não me lembro das dores musculares e do cansaço, só me recordo de estar no ponto mais alto de Portugal, acima das nuvens e de braços abertos para o sol que nascia e que iluminaria um dos (meus) melhores dias de 2021.

É desta forma que Ana Oliveira começa um artigo [disponível neste link] onde descreve a sua experiência de subida da montanha do Pico, um relato que certamente é comum a muitos dos que se aventuram nesta caminhada e que, regra geral, acabam no fim por dizer o mesmo do que ela: "Ao longo do caminho, disse, várias vezes, que se soubesse o que me esperava não me tinha aventurado, mas, a verdade, é que consegui e valeu a pena."

Haja saúde!