quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Fortuna Escorregadia — documentário sobre o fim da baleação nos Açores


Estreia no próximo dia 21 de dezembro de 2018, na RTP1, às 20h00 (hora dos Açores), o documentário ‘Fortuna Escorregadia’.
O fim da baleação em Portugal gera revolta, desentendimentos e muito se perde pelo caminho. À distancia, um grupo de peritos consegue implementar o whale watching nos Açores...
Este trabalho de investigação realizado durante dois anos aborda o fim da baleação nos Açores aquando da entrada de Portugal para a Comunidade Económica Europeia (CEE, atual União Europeia). Mais concretamente, é recordada a possibilidade, em cima de mesa, de uma indemnização finan
ceira que nunca chegou e que ge
rou revolta e contestação. O trabalho lembra também que Portugal foi o 
último país europeu a abandonar a indústria baleeira aquando da adesão à CEE, abordando o facto de nos Açores as comunidades baleeiras não terem aceitado a decisão e se terem revoltado contra os governantes, acrescentando que perderam 100 mil dólares para converter a baleação em observação de cetáceos.
 O documentário aborda ainda o surgimento da observação de cetáceos e como se instalou em toda a Região, questionando se os cetáceos estão seguros num dos maiores santuários de baleias do mundo.

Aqui fica o teaser deste documentário, sendo que não perca toda a história na RTP1, dia 21 de dezembro de 2018, às 20h00 (hora dos Açores), ou na RTP Internacional, dia 22 de dezembro de 2018, às 00h15 (hora dos Açores).

Haja saúde!

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Azores Birdwatching Arts Festival 2018


A segunda edição do Azores Birdwatching Arts Festival continua na ilha do Pico. A MiratecArts criou um programa que abrange as escolas, aficionados na observação de aves e o público em geral.

Aves nos Açores é a exposição de fotografia patente na Foto_Galeria, Bombeiros da Madalena, até à primavera. O trabalho de Rúben Coelho, que abrange várias ilhas, e Pedro Silva, com suas conquistas na ilha do Pico, apresentam mais de 50 aves diferentes em fotos que representam a beleza que habita ou visita os ares açorianos.

Um programa para os mais novos é liderado pelo próprio diretor artístico, Terry Costa, com "Pássaros e as crianças" e ainda "Aves & Artes".

No sábado 22 de dezembro de 2018, apresenta-se o maior evento do festival em que os apaixonados pela fotografia e por aves não podem perder: Observação e Expedição Fotográfica.

Juntando alguns dos maiores observadores de aves da região, os participantes têm a oportunidade de se aventurar um dia, pela ilha do Pico, observando aves, fotografando, conversando com profissionais e amadores aficionados.

Podem se inscrever através de info@mirateca.com ou telefonando à MiratecArts: 963 639 996.

Haja saúde!





segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Emigrante nos EUA investe um milhão na ilha do Pico


Stephen Maciel é filho de emigrantes portugueses na Califórnia, nos Estados Unidos e, aos 45 anos, vai investir um milhão de euros na ilha do Pico, nos Açores, terra natal dos pais para atrair turistas e locais.

Stephen Maciel foi um dos 600 empresários portugueses, oriundos de 35 países, presentes no III Encontro de Investidores da Diáspora que decorreu até sábado [15 de dezembro de 2018] em Penafiel, no distrito do Porto, organizado pela Comissão Intermunicipal do Tâmega e Sousa.

Nascido na Califórnia, para onde haviam emigrado os pais, regressou à ilha do Pico aos cinco anos e ali se manteve até aos 25, ocasião em que regressou aos Estados Unidos para se aventurar no mercado do trabalho.

"Fiz de tudo, trabalhei numa peixaria, fui condutor de autocarro escolar e depois decidi ter formação superior e há dez anos que sou proprietário de um notário, fazendo a ligação entre as instituições bancárias e os clientes na compra e venda de propriedades", descreveu o emigrante português.

Assumindo que a vontade de investir nos Açores "é uma questão de amor à terra", enfatizou que no seu íntimo pensa no "futuro das filhas, que também adoram os Açores, para que ganhem raízes" em Portugal.

Dando conta de estar a preparar um "investimento de um milhão de euros na Ilha do Pico" que se vai traduzir "num restaurante diferente, inovador e que a nível arquitetónico vai fazer a diferença na ilha", fez questão que a obra fosse do arquiteto do Porto, Fernando Coelho.

Aproveitando o restaurante então aberto pelos pais quando há 40 anos regressaram à terra natal e situado a 50 metros do mar, num lugar "com uma vista fenomenal para a vila das Lajes do Pico", o empresário quer fazer nascer um espaço com "uma arquitetura mais moderna e contemporânea".

E porque considera a "qualidade dos produtos dos Açores excecional" e quer fazer das nove ilhas e de Portugal o seu "mercado abastecedor", Stephen Maciel quer, sobretudo, compatibilizar a "matéria-prima da ilha com o requinte", uma vez que o alvo "não são apenas os turistas, mas também os locais".

O investimento vai criar, pelo menos, 15 postos de trabalho, disse o português que projeta começar as obras do novo restaurante entre março e abril de 2019 e a sua conclusão para um ano depois.

E com a rentabilização no topo das prioridades, mais do que a fiscalidade em Portugal, é a "pouca frequência de voos para o Pico, a partir de Lisboa, no inverno", que disse mais o preocupar e que o vai levar a um esforço de "sensibilização do governo regional".

Numa conversa à margem de um encontro em que a fiscalidade foi um dos pontos em que os membros do governo presentes acentuaram estarem a ser estudados e previstos apoios ao investimento, o empresário português afirmou "sentir-se confortável" com a realidade que se pratica em Portugal "apesar de o IVA ser um pouco alto".

"Por outro lado, e se formos ver a realidade, em termos de apoios Portugal e neste caso, os Açores, se calhar no mundo não há país que dê os incentivos que são dados à diáspora e não só", elogiou ainda que com a ressalva de que "nem sempre essa informação chega fora do país".

E prosseguiu: "não digo abrir um centro de apoio, mas de vez em quando fazer chegar lá alguém que passasse a informação e, principalmente para os jovens, sobre as possibilidades de investimento".

Seguro de que é nos Açores que quer viver a sua reforma, preocupa-o neste momento "criar as condições para as filhas virem também para Portugal", um outro tipo de investimento que, sublinhou, "está a ser feito por elas ao aprender português e um pouco da história do país".

Da costa oeste dos Estados Unidos "é complicado" viajar para Portugal, mas com "a TAP a anunciar para breve um voo direto de São Francisco para Lisboa" essa realidade pode "mudar muito" os constrangimentos que, resolvidos, "ajudariam muito quem quer viajar dos Estados Unidos para os Açores".

[Fonte: Contacto | Em anexo, reportagem relacionada da RTP-Açores]

Haja saúde!

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Lagoas e cabeços na ilha do Pico


Apresenta-se, de seguida, um vídeo da autoria de António Faria, datado de 7 de dezembro de 2018, o qual mostra magníficas imagens aéreas do planalto central da ilha montanha, onde se encontram diversas lagoas e cabeços.

Haja saúde!

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

São Roque do Pico e Madalena são Municípios Amigos do Desporto 2018


Um reconhecimento público de boas práticas desportivas foi obtido pelos municípios de São Roque do Pico e da Madalena, ao conquistarem o galardão "Município Amigo do Desporto" 2018.

No cômputo regional foram também reconhecidos, nesta edição de 2018, os municípios de Angra do Heroísmo, Horta, Lagoa, Ponta Delgada e Ribeira Grande.

O programa "Município Amigo do Desporto" pretende criar e dinamizar um observatório do desporto municipal. A sua missão é monitorizar, reconhecer e divulgar as boas práticas de intervenção, no âmbito municipal, do desenvolvimento de práticas que potenciem a atividade física regular e o desenvolvimento desportivo português.

Recordando que em Portugal existem 308 concelhos, São Roque do Pico e Madalena integram assim o estrito lote de 88 municípios (29% do total nacional) que são comprovadamente amigos do desporto.

Haja saúde!

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

"O que as ilhas têm de mais belo e as completa é a ilha que está em frente"


O título deste post remete para uma das frases mais citadas da obra 'As ilhas desconhecidas - Notas e paisagens' (Lisboa, 1926), de Raul Brandão, frase essa sobre os Açores que ganhou agora um carácter oficial, passado quase um século desde que foi registada para a posteridade.

Mais concretamente, o Governo Regional publicou em 10 de dezembro de 2018 um "diploma pioneiro" que aprova os objetivos de qualidade de paisagem e as orientações para a gestão da paisagem dos Açores. Neste diploma estão caracterizados e identificados 82 unidades de paisagem, 47 elementos singulares e 207 pontos panorâmicos em toda a Região. E é precisamente no âmbito destes pontos, onde se pode desfrutar de vistas interessantes e representativas, que foi definido aquele que é o ponto panorâmico mais sui generis dos Açores:
Ilha do Faial (Horta) (PPP 1.9) – de onde se pode observar uma panorâmica da unidade de paisagem Encosta Madalena / Montanha do Pico (P1), a partir da cidade da Horta.
Dito de outra forma, o diploma legal supracitado define que um dos pontos panorâmicos da ilha do Pico fica localizado na cidade da Horta, ilha do Faial, sendo que este é o único ponto panorâmico oficial de uma ilha que se encontra noutra ilha!

Assim, comprova-se oficialmente que uma das principais atrações do Faial é a vista para a ilha do Pico, "a mais bela, a mais extraordinária ilha dos Açores", tal como Raul Brandão também mencionou.

Haja saúde!

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Radar da PSP no Pico — dezembro 2018


Segundo a PSP, neste mês de dezembro de 2018 serão efetuadas algumas operações de controlo de velocidade por radar na ilha do Pico, nomeadamente em:

  • 13 de dezembro (quinta-feira) / 08h00 / Santa Luzia (São Roque do Pico).

Haja saúde!

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

São Roque do Pico e Lajes do Pico são Municípios ECOXXI 2018


No âmbito do galardão ECOXXI 2018, os municípios de São Roque do Pico e das Lajes do Pico foram galardoados com a bandeira verde ECOXXI, ou seja obtiveram um índice igual ou superior a 50%.

No cômputo regional, candidataram-se ainda, nesta edição de 2018, os municípios de Horta, Ribeira Grande, Lajes das Flores e Madalena, sendo que estes últimos dois não atingiram os objetivos mínimos estabelecidos.

O programa ECOXXI visa a identificação e o reconhecer das boas práticas de sustentabilidade desenvolvidas ao nível dos municípios (através de uma avaliação composta por 21 indicadores), valorizando um conjunto de aspectos considerados fundamentais à construção do desenvolvimento sustentável, alicerçados em dois pilares:
  • A educação no sentido da sustentabilidade;
  • A qualidade ambiental.

Recordando que em Portugal existem 308 concelhos, São Roque do Pico e Lajes do Pico integram assim o estrito lote de 47 municípios (15% do total nacional) que são comprovadamente amigos do ambiente.

Haja saúde!

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Tributo à montanha do Pico


Apresenta-se, em anexo, uma magnífica coleção de imagens, recolhidas pelo fotógrafo Enrico Villa, e que pretendem ser um tributo à montanha da ilha do Pico.

Haja saúde!

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

15ª Feira Comercial e Industrial da Ilha do Pico


Apresenta-se, em anexo, o programa da 15ª Feira Comercial e Industrial da Ilha do Pico, a qual decorre de 7 a 9 de dezembro de 2018 no Pavilhão do Candelária Sport Clube.

Haja saúde!



15ª Feira Comercial e Industrial da Ilha do Pico

📆 De 7 a 9 de Dezembro
📌 Pavilhão do Candelária Sport Clube

Programa:

Sexta-feira, 7
20h30 Abertura Oficial
21h00 Grupo de dança de Hip Hop de São Roque do Pico
22h00 Atuação Musical com Half Step Down
00h00 Encerramento da zona comercial
(continuação na zona de espectáculos)

Sábado, 8
15h00 Diálogo Cruzados - 2ª edição
17h00 Abertura da Feira
17h30 Espaço Infantil
- Insufláveis
- Pinturas faciais
- Modelagem de balões
- Visita da mascote
- Fábrica de bolachinhas de Natal
- Cavalete de pinturas
- Jogos
20h30 Ação de Sensibilização "Cuidados com a sua Instalação de Gás"
21h30 Atuação de Tia Maria do Nordeste
22h30 Atuação Musical com TR3S - Roberto Lino, Nélson Ponta-Garça e Sergio Luis
23h00 Encerramento da zona comercial
(continuação na zona de espectáculos)

Domingo, 9
15h00 Abertura da Feira
15h30 Espaço Infantil
- Insufláveis
- Pinturas faciais
- Modelagem de balões
- Fotografias com o Pai Natal
- Fábrica de bolachinhas de Natal
- Cavalete de pinturas
- Jogos
16h00 “Histórias do corochinho” por Terry Costa
19h00 Atuação Musical com Bruno da Rosa
19h30 Grupo de Chamarritas da Filarmónica Liberdade do Cais do Pico
21h00 Encerramento da Feira