domingo, 31 de março de 2019

Horários dos aviões na ilha do Pico — início Verão IATA 2019


A mudança para a hora de verão nos Açores (último domingo de março) coincide também com o início da estação "Verão IATA", onde são reforçadas as ligações aéreas com a ilha do Pico.

Mais concretamente, o aeroporto da ilha montanha passa agora a ter (até 31 de maio de 2019):
  • 7 ligações semanais com a ilha Terceira (um voo por dia);
  • 12 ligações semanais com a ilha de São Miguel (dois voos em dias úteis e um voo por dia aos fins de semana);
  • 3 ligações semanais com Lisboa (voos às segundas, quartas e sábados).

De salientar que, atendendo ao histórico das acessibilidades aéreas ao Pico na época média, este número total de voos de horário (22 ligações por semana) constituiu um novo recorde, demonstrando assim a crescente procura pela ilha montanha.

Todos horários dos aviões que servem a ilha do Pico de forma regular encontram-se disponíveis no separador "Aviões" deste blog.

Haja saúde!



Voos regulares
(clique na origem/destino para mais detalhes)

Chegadas ao Pico
HorárioDom.2.ª3.ª4.ª5.ª6.ªSáb.
08h ― 11h TER
PDL
LIS
PDL
 
PDL
 
PDL
 
PDL
 
PDL
LIS
11h ― 13h

 
TER

  TER

 
13h ― 15h
 


         
15h ― 17h
PDL
TER   TER
LIS

 
TER
17h — 19h

PDL PDL
 
PDL PDL
 
PDL TER
 

Partidas do Pico
HorárioDom.2.ª3.ª4.ª5.ª6.ªSáb.
08h ― 11h
TER
PDL
LIS
PDL
 
PDL
 
PDL
 
PDL
 
PDL
LIS
11h ― 13h

 
TER   TER
 
13h ― 15h
 



 

 
15h ― 17h  
TER
 
TER

 

TER
17h — 19h PDL


PDL
PDL LIS
PDL
PDL
PDL
TER

Legenda: TER - Terceira | PDL - Ponta Delgada | LIS - Lisboa


sábado, 30 de março de 2019

O outro 'São Roque do Pico' (que fica no Brasil)


Por esse mundo fora, existem inúmeros lugares batizados em homenagem a São Roque — santo da Igreja Católica Romana, protetor contra a peste e padroeiro dos inválidos e cirurgiões; é também considerado por algumas comunidades católicas como protetor do gado contra doenças contagiosas.

A título de exemplo, existe São Roque do Faial, freguesia que fica na ilha da Madeira, bem como São Roque do Pico, freguesia, vila e sede do concelho homónimo que fica na ilha montanha, nos Açores. Relativamente a este último, muitos poderiam pensar que não existia outro lugar na Terra de seu nome 'São Roque do Pico'... Pois bem, afinal havia outro!

Conhecido como 'Bairro São Roque do Pico' ou 'Vila Rural São Roque do Pico', este lugar (homónimo da vila açoriana) fica no município brasileiro de Ibaiti, do estado do Paraná. A origem do seu nome não está clara, mas provavelmente deve-se a uma homenagem a São Roque conjugada com o facto de esta localidade brasileira se situar junto ao Pico Agudo — uma elevação com cerca de 960 m de altitude e que é muito usada na prática de voo livre.

Assim, o 'São Roque do Pico' açoriano fica agora a saber que tem, a uma distância de mais de 7.000 km, um irmãozinho brasileiro, sendo que, para além do nome, ambas as localidades partilham uma deslumbrante paisagem verdejante.

Haja saúde!


sexta-feira, 29 de março de 2019

Vista aérea das Lajes do Pico


Apresenta-se, em anexo, vídeos da autoria de António Faria, os quais mostram imagens aéreas da zona sul da ilha montanha, nomeadamente da vila das Lajes do Pico e dos lugares Ribeira do Meio e Almagreira.

Haja saúde!


quinta-feira, 28 de março de 2019

Montanha do Pico, o desafiador vulcão adormecido

Embora haja perigos, vale a pena subir o Pico, mas de preferência em grupo e com um guia. Afinal, trata-se do terceiro maior vulcão do Atlântico e do ponto mais alto de Portugal.
Eis um excerto de um artigo de opinião da autoria de João Gago da Câmara e escrito no âmbito da crónica "Paralelo 38", a qual é parte integrante da revista 'Visão' — link para texto completo.

Nota ainda para o facto de que as regras de subida à montanha do Pico podem ser encontradas no seguinte link:

Haja saúde!

quarta-feira, 27 de março de 2019

Espeleo 2019 encontra seis novas grutas no Pico


A associação espeleológica “Os Montanheiros” esteve em missão na Graciosa, no Pico e no Faial no passado mês de fevereiro, onde visitaram 12 novas grutas e tendo explorado, ao todo, 27 cavidades vulcânicas.

No caso da ilha montanha, falhado o objetivo principal da expedição Espeleo 2019 — a exploração de grutas na zona conhecida por Torrinhas, devido às condições climatéricas — não estranhou, de acordo com “Os Montanheiros”, a descoberta de novas formações.

“O património espeleológico desta ilha tem tanto para oferecer que não foi surpresa termos encontra- do seis novas grutas para explorar, com tempo ainda para visitar outras já conhecidas. De realçar o caso da Gruta das Anchovas I, na freguesia da Candelária, da qual já medimos um comprimento superior a 200 metros”, avançou esta associação espeleológica.

De salientar que nos Açores cerca de duas centenas de cavidades vulcânicas conhecidas, sendo que mais de metade são da ilha do Pico.

[Fonte: Diário Insular (20 de março de 2019). | Fotos 1 | Fotos 2 | Fotos 3]

Haja saúde!




terça-feira, 26 de março de 2019

Geodiversidade e Geossítios da ilha do Pico


A ilha do Pico apresenta o ponto mais alto de Portugal, com 2351 m. Além disso, é a ilha mais jovem do arquipélago açoriano e possui apenas vulcanismo de natureza basáltica s.l., quer nas formações da Montanha do Pico (estratovulcão com 3500 m de altura relativamente aos fundos marinhos envolventes), quer do vulcão em escudo do Topo, quer, ainda, na cordilheira vulcânica do Planalto da Achada, constituída por cerca de 190 centros eruptivos.

Por todas estas razões, e atendendo à geodiversidade do Pico, foi definido um conjunto de geossítios na ilha montanha (o segundo maior conjunto a nível Açores), sítios esses merecem uma visita e que constituem um valioso património natural:

Haja saúde!



segunda-feira, 25 de março de 2019

Semana dos Baleeiros 2019


Entre 19 e 25 de agosto de 2019 decorre a "Semana dos Baleeiros", as maiores festas do concelho das Lajes do Pico.

Para além da festa em honra de Nossa Senhora de Lurdes, os cabeças de cartaz são:
  • Quim Barreiros (segunda-feira, 19 de agosto);
  • Filipa Cardoso (terça-feira, 20 de agosto);
  • Calema (quinta-feira, 22 de agosto);
  • Raquel Tavares (sexta-feira, 23 de agosto);
  • Matias Damásio (sábado, 24 de agosto).

O programa completo da "Semana dos Baleeiros 2019" pode ser encontrado em anexo.

Haja saúde!

[Nota: Este post irá sendo atualizado à medida que forem surgindo mais informações relacionadas com este evento (última atualização: 11 de setembro de 2019). Consulte também o Facebook oficial da "Semana dos Baleeiros".]


































domingo, 24 de março de 2019

Novos tamanhos mínimos de algumas espécies de peixe e alargamento período de defeso da lapa


A Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia, após ouvir os parceiros do setor, procedeu à revisão dos tamanhos mínimos de várias espécies piscícolas, nomeadamente do Alfonsim (Beryx splendens), do Mero (Epinephelus marginatus), do Badejo (Mycteroperca fusca), da Garoupa (Serranus spp.), da Veja (Sparisoma cretense) e do Congro/Safio (Conger conger).

A Portaria n.º 21/2019 (de 19 de março) determina que o tamanho mínimo de captura passa a ser de 33 centímetros para o Alfonsim, 60 centímetros para o Mero, 50 centímetros para o Badejo, 25 centímetros para a Garoupa e a Veja, e 140 centímetros ou 5,5 quilos para o Congro/Safio.

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia salientou que esta decisão se integra no conjunto de medidas de gestão que têm vindo a ser tomadas pelo Governo dos Açores com o objetivo de “assegurar uma melhor gestão dos recursos e promover a diminuição das capturas de peixes de menor dimensão”.

Gui Menezes referiu que o aumento do tamanho mínimo para algumas espécies “tem em conta a idade da primeira maturação”, acrescentando que esta medida “contribui para a conservação” destes recursos piscícolas, mas também, “consequentemente, para a melhoria dos rendimentos dos pescadores”.

O diploma procede ainda ao alargamento do período de defeso da Lapa-brava (Patella aspera) e da Lapa-mansa (Patella candei gomesii), que passa a ser de 1 de outubro a 31 de maio, uma medida que, segundo o Secretário Regional, “vai ao encontro das pretensões demonstradas” pelo setor [nomeadamente pelos apanhadores de lapas da ilha do Pico].

Gui Menezes afirmou que o Governo dos Açores tem vindo “sempre a trabalhar em estreita colaboração com os representantes do setor das pescas na revisão de tamanhos mínimos e nos períodos de defeso para determinadas espécies”.

De realçar que diploma supracitado determina que a alteração dos tamanhos mínimos também se aplica à pesca lúdica.

[Fonte: GaCS]

Mais informação relacionada:

Haja saúde!

sábado, 23 de março de 2019

No tecto do mundo português


Uma viagem ao Pico onde se situa o ponto mais alto do território luso. Mas os atractivos desta ilha açoriana não se ficam por aqui.
É este o mote para um artigo de opinião da autoria de Rui Cardoso, escrito no âmbito das crónicas do suplemento "Vida Extra" e que integra o jornal 'Expresso' — link para texto completo.

Haja saúde!

sexta-feira, 22 de março de 2019

Pico é a ilha mais empreendedora dos Açores


O peso da função pública na população ativa varia bastante consoante a ilha açoriana em causa [vide imagem], tendo por base dados compilados por Gualter Furtado, presidente da comissão executiva do Novo Banco dos Açores, e divulgados pelo jornal 'Diário Insular' [edição n.º 22.644, de 21 de março de 2019].

Num estudo onde foram contabilizados os trabalhadores dos departamentos do Governo Regional, do setor público empresarial regional (SPER), das câmaras e empresas municipais e das juntas de freguesia, os dados mostram que a ilha montanha é aquela onde existe maior espaço para o setor privado autónomo.

Concretizando, a função pública tem um peso na população ativa da ilha do Pico de apenas de 10,1%, o valor mais baixo dos Açores, seguindo-se Graciosa com 10,8%, Santa Maria com 13,3%, São Jorge com 14,4% e Flores com 19,5%; na casa dos vinte por cento estão São Miguel com 20,5% e Corvo com 21,8%.

No extremo oposto, e acima da média regional (26%), duas ilhas apresentam uma elevada dependência da função pública na população ativa: Terceira com 41,8% e Faial com 50,3%.

Nota ainda para uma curiosidade: as ilhas mais próximas geograficamente dentro do arquipélago açoriano, e que até têm uma população semelhante (cerca de 14 mil pessoas cada uma), são precisamente aquelas que mais longe estão no que toca ao peso da função pública na população ativa: enquanto que, na ilha do Faial, mais de metade dos trabalhadores trabalham para o Estado, na ilha montanha verifica-se que quase 90% da população ativa trabalha no setor privado — é caso para dizer "tão perto, mas tão longe..."

Em suma, os números não enganam: o Pico é a ilha mais empreendedora dos Açores!

Haja saúde!

Post scriptum: Este artigo foi igualmente publicado na edição n.º 41.829 do 'Diário dos Açores', de 24 de março de 2019.

quinta-feira, 21 de março de 2019

Pescadores do Pico encontram garrafa com mensagem


Uma garrafa, com uma mensagem dentro, foi encontrada no passado dia 15 de março de 2019 no mar dos Açores, mais precisamente no canal Pico/Faial.

Dois picarotos iam para a pesca quando encontraram uma garrafa a boiar, trouxeram-na para terra e, depois de aberta, viram que continha uma mensagem.

A garrafa foi atirada ao mar a partir do navio escola "Amistad" em 27 de janeiro de 2010, pelas mãos do Capitão Sean Bercaw, numa viagem entre Nova Iorque (EUA) e as Caraíbas, e chegou ao Pico nove anos depois.

Depois de lida a mensagem, os pescadores, com a ajuda dos seus familiares, entraram em contacto com o capitão, que já respondeu.

[Fonte: Rádio Pico, Ilha Maior, RTP-Açores | Em anexo encontra-se um vídeo que mostra o hábito de Sean Bercaw de deitar ao mar garrafas com mensagens.]

Haja saúde!



quarta-feira, 20 de março de 2019

Passeio aéreo pelas vinhas da Criação Velha


Apresenta-se, de seguida, um vídeo da autoria de António Faria, o qual mostra imagens aéreas das vinhas da Criação Velha, um dos expoentes máximos da Paisagem da Cultura da Vinha da ilha do Pico — sítio classificado pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade e que é uma autêntica lição da vida.

De salientar que passear por estas vinhas foi considerado um dos oito passeios pedestres mais únicos no mundo, a par de lugares como a Muralha da China; assim, e enquanto não é possível ir à ilha montanha, nada como visualizar este passeio aéreo pelas vinhas da Criação Velha.

Haja saúde!

terça-feira, 19 de março de 2019

Dia Mundial da Poesia 2019 em São Roque do Pico


A Associação Cultural/Centro de Artes de São Roque do Pico, com o apoio da respetiva Câmara e Biblioteca Municipal, irá comemorar o Dia Mundial da Poesia 2019, no dia 24 de março, promovendo uma tarde de poesia e música, pelas 17h00, na Biblioteca Municipal.

Com o objetivo de incentivar à criatividade artística, despertar o gosto pela leitura e pela escrita, fomentar a comunicação expressiva e promover a socialização, haverá declamação de poesia, intervenções musicais e tea break.

Os participantes podem declamar poemas próprios ou de outros autores — os interessados podem se inscrever preenchendo a ficha de inscrição disponível neste link e remetê-la para o e-mail:
associacao.cultural@cm-saoroquedopico.pt
Ou, em alternativa, entregá-la no departamento da Associação Cultural de São Roque do Pico.

Haja saúde!

[Post scriptum: links para vídeos relacionados — vídeo 1 | vídeo 2 | vídeo 3]

segunda-feira, 18 de março de 2019

Cais Agosto 2019


Entre 24 e 28 de julho de 2019 decorre a XXV edição do festival "Cais Agosto", as maiores festas do concelho de São Roque do Pico.

Para além do XIV Festival de Bandas Filarmónicas da ilha do Pico, os cabeças de cartaz são:
  • Jimmy P (quinta-feira, 25 de julho);
  • The Black Mamba (sexta-feira, 26 de julho);
  • Amor Electro (sábado, 27 de julho);
  • Fernando Daniel (domingo, 28 de julho).

O programa completo do "Cais Agosto 2019" pode ser encontrado em anexo.

Haja saúde!

[Nota: Este post irá sendo atualizado à medida que forem surgindo mais informações relacionadas com este evento (última atualização: 29 de julho de 2019). Consulte também o Facebook oficial do festival "Cais Agosto".]














































Vídeos relacionados pós-evento: vídeo 1 | vídeo 2 | vídeo 3.