sábado, 23 de maio de 2020

Foi-se embora o iate de luxo que estava na Baía de Canas


De entre os vários temas de conversa dos residentes na ilha montanha, houve um que ocupou uma grande parte do tempo nos últimos dias, sobretudo para quem vive na costa norte. "Qual o interesse? O que procura? O que espera?" eram algumas das questões que muita gente fazia...

Em concreto, tudo começou no passado dia 19 de maio de 2020 (terça-feira), quando um evidente iate de luxo passou junto à costa, navegando muito devagar de oeste para leste, acabando por fundear na Baía de Canas, lugar da freguesia da Prainha, concelho de São Roque do Pico.

De seu nome "Constance", esta embarcação foi construída em 1986, nos estaleiros De Vries, em Aalsmeer, nos Países Baixos, e atualmente navega sob a bandeira as Ilhas Caimão. Este é um iate de luxo, com um comprimento de 46 m e uma tonelagem bruta de 418 tons; outras designações anteriores foram "M.Y. Constance", "Jana", "Montigne", "Monteath" e "Paminusch". Em julho de 2016 ficou concluída a sua última grande remodelação, que demorou 18 meses, efetuada pela Pendennis [algumas fotos do interior em anexo].

Após três dias, no dia 22 de maio (sexta-feira), este iate de luxo lá zarpou da Baía de Canas rumo a outras águas açorianas mais orientais. Quanto às questões levantadas, só a tripulação poderá dar a resposta, mas aqui fica uma versão do que muitos picarotos cogitaram:

  • Qual o interesse? — Descanso da tripulação.
  • O que procura? — Águas calmas e uma magnífica paisagem.
  • O que espera? — Espera voltar um dia, quando terminar a pandemia, para poder visitar a ilha do Pico!

Haja saúde!












Sem comentários:

Publicar um comentário

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!