quarta-feira, 31 de março de 2021

Polvo guisado à moda do Pico em destaque no Brasil


É bem sabido que uma expressiva quantidade de colonizadores açorianos chegou, em meados do século XVIII, à ilha de Santa Catarina, no Brasil. A herança deixada pelos antepassados açorianos, como o artesanato ou as festas tradicionais, é ainda hoje perceptível nessa mesma ilha, a qual é parte integrante da cidade de Florianópolis, a capital do estado de Santa Catarina. 

Todavia, não é por causa dessa herança direta que a ilha montanha mereceu recentemente um destaque num orgão de comunicação social catarinense, mas sim pela sua gastronomia.

Mais concretamente, o chef Beto Barreiros, representante da cultura da ilha de Santa Catarina e criador de um famoso restaurante de Florianópolis, deixou como sugestão aos leitores da NSC Total uma receita de polvo guisado à moda do Pico [em anexo].

Porém, o chef Beto Barreiros não se limitou a apresentar a receita, fazendo uma pequena introdução sobre algumas iguarias da ilha montanha:
No Arquipélago de Açores, a ilha do Pico, a segunda maior, é encontrado o ponto mais alto, com 2351 metros de altitude. A sua gastronomia é rica, baseada num conjunto de pratos e sabores únicos preparados com peixes, carnes e bons mariscos, normalmente utilizados para preparar os famosos caldos de peixe, linguiça e torresmos com inhames, molho de carne e polvo guisado, uma das suas delícias.

Esta é mais uma prova da versatilidade das qualidades picarotas: não apenas a natureza e os produtos locais são ímpares, mas também a sua gastronomia tem reconhecimento internacional.

Haja saúde!


Polvo guisado da ilha do Pico

Ingredientes e modo de preparo para 4 porções:
  • 500 g de polvo limpo
  • 200 g de batata
  • 200 ml de vinho tinto seco
  • 2 colheres de sopa de polpa de tomate
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • 1 folha de louro
  • Sal, azeite e pimenta de cheiro a gosto    

Utilizando uma panela, adicione o azeite e refogue a cebola, o alho, o louro e a pimenta de cheiro. Após, coloque o polvo cortado em pedaços, a polpa de tomate e o vinho e deixe cozinhar. Corte as batatas em cubos grandes e reserve. Quando o polvo estiver quase cozido, adicione a batata e o sal e deixe cozinhar até ficar macia que é o ponto certo para servir quente.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!