quarta-feira, 20 de maio de 2020

O carocho do Pico que foi declarado extinto


Entre as espécies raras que a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) declarou oficialmente extintas nos últimos 10 anos, a Calathus extensicollis merece particular destaque porque era endémica da ilha do Pico.

Mais concretamente, Calathus extensicollis era uma espécie de inseto coleóptero pertencente à família Carabidae; dito de outra forma, era um carocho grande e predador que era endémico das florestas de grande altitude do Pico, registado pela última vez em 1859 e declarado extinto em 2018.

Em termos de aspeto, este carocho da ilha montanha assemelhava-se a um Calathus mollis [o carocho representado na imagem que acompanha este post] mas era maior, mais robusto, subconvexo, castanho avermelhado, brilhante e áptero (ou seja, sem asas) [link para descrição completa].

Apesar de extinto, dois exemplares de Calathus extensicollis estão depositados no Museu Britânico de História Natural, o que comprova, mais uma vez, como o que é originário do Pico tem tão grande valor que merece estar presente num dos museus mais famosos a nível mundial.

Haja saúde!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!