sexta-feira, 25 de fevereiro de 2022

São Roque do Pico é (proporcionalmente) o 3.º concelho com maior dinamismo empresarial em Portugal


Ao longo dos dois últimos anos (completos) de 2020 e 2021, e segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), foram constituídas 42 empresas [pessoas coletivas e entidades equiparadas] em São Roque do Pico. À primeira vista, este número, por si só, não tem grande significado, bem como parece diminuto; todavia, ele serve para comprovar um dinamismo empresarial sem paralelo nos Açores, bem como de grande destaque a nível nacional.

Mais concretamente, e atendendo também aos Censos 2021, o rácio entre novas empresas criadas em 2020 e 2021 e a população residente em São Roque do Pico é de 1,3%; dito de outra forma, por cada 100 habitantes neste concelho nortenho da ilha montanha foram constituídas 1,3 empresas nos últimos dois anos. Este indicador de dinamismo empresarial permite então a comparação entre territórios com diferentes populações, onde os resultados se revelam deveras surpreendentes.

Começando pelos Açores, os 1,3% registados em São Roque do Pico colocam este concelho no lugar mais cimeiro a nível regional, com mais do dobro deste "Dinamismo Empresarial" (DE) quando comparado com os restantes concelhos que completam o top 5: Corvo - 0,52%; Madalena - 0,49%; Ponta Delgada - 0,46%; e Angra do Heroísmo - 0,40%.


Se os números relativos impressionam, os números absolutos também são dignos de serem realçados: apesar de São Roque do Pico ser o concelho menos populoso da ilha montanha, foi nele que se registou a maior criação de empresas no Pico em 2020 e 2021 — na Madalena foram constituídas 31 novas empresas no mesmo período, enquanto que nas Lajes do Pico foram 11. Ademais, no cômputo regional, embora o concelho nortenho da ilha montanha seja quarto com menos habitantes nos Açores, ele ocupa o sexto lugar em termos absolutos no que respeita à criação de empresas, apenas superado pelos dois concelhos terceirenses (Angra do Heroísmo e Praia da Vitória) e os três micaelenses mais populosos (Ponta Delgada, Ribeira Grande e Lagoa).

Voltando à comparação mais justa entre territórios com diferentes populações, o valor de 1,3% para o rácio supramencionado [empresas criadas em 2020 e 2021/população] registado em São Roque do Pico colocam este concelho em grande destaque a nível nacional: ele ocupa o terceiro lugar do pódio, logo atrás das duas maiores cidades portuguesas: Lisboa - 2,08%; e Porto - 1,47%.


Dito de outra forma, as estatísticas revelam que em São Roque do Pico se encontram, em média, as terceiras pessoas mais dinamizadoras em termos empresariais a nível nacional! Este é um facto digno de registo e de orgulho para o 19.º concelho menos populoso do país [em 308], bem como não lhe será alheio o facto da criação da primeira incubadora de empresas da ilha montanha e do Triângulo — a CRIAR TEC — ter ocorrido em 2020 precisamente em São Roque do Pico.

Em suma, os números não enganam: a dinâmica dos picarotos é impressionante e motivo de destaque em Portugal!

Haja saúde!

Post scriptum: Este artigo foi igualmente publicado na edição n.º 42.717 do 'Diário dos Açores', de 27 de fevereiro de 2022, e na edição n.º 930 do 'Jornal do Pico', de 4 de março de 2022 (bom como foi mencionado na edição n.º 1472 do 'Ilha Maior', também de 4 de março de 2022).

Sem comentários:

Enviar um comentário

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!