quinta-feira, 10 de setembro de 2020

Pico, a sombra do futuro

Misteriosa e mágica? Sagrada ou Atlântida? Transparente de tão negra? Nenhum outro pico se poderia chamar simplesmente Pico.
É este o mote para uma reportagem publicada no suplemento 'Fugas' do jornal 'Público' sobre a montanha mais alta de Portugal, a qual foi a última visitada por André Cunha no seu périplo a pé pelos sete pontos mais elevados do país.

Haja saúde!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!