segunda-feira, 14 de setembro de 2020

A natureza... é grande!


Sobranceiro à vila de São Roque do Pico encontra-se uma árvore um tanto ao quanto invulgar: derrubada (muito provavelmente) por causa do vento e da má sustentabilidade na base, as raízes viram-se fora da terra e o tronco principal ficou completamente na horizontal, inclusivamente criando uma espécie de ponte de madeira sobre uma ribeira ocasional; estavam reunidas todas as condições para a não sobrevivência deste exemplar de criptoméria, mas acabaria a história de vida desta árvore por aqui?

A resposta é não: havia uma ramificação, nomeadamente um pequeno ramo, que de repente se viu na missão de salvar o todo da criptoméria, tendo que para isso crescer numa verticalidade perfeita, de modo a não ir parar ao leito da ribeira mais tarde.

Esta é uma lição que a natureza nos dá, ao nos transmitir que mesmo quando as coisas parecem mal encaminhadas, há que tentar avaliar se não existe uma solução alternativa com os recursos existentes.

Em suma, a conclusão a tirar é simples: nunca é demais afirmar que a natureza... é grande!

Haja saúde!


Sem comentários:

Publicar um comentário

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!