quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Arqueólogos querem resolver mistério das estruturas piramidais da ilha do Pico


A Associação Portuguesa de Investigação Arqueológica (APIA) desenvolve há seis anos um estudo nas estruturas piramidais [os maroiços] da ilha do Pico, nos Açores.

As sondagens arqueológicas indicam que as cerca de 80 estruturas já existiam entre 1450 e 1500, antes da chegada dos portugueses ao Açores.

Pela tipologia arquitectural tratar-se-á de estruturas funerárias, aponta o arqueólogo português Nuno Ribeiro.

Durante as sondagens, autorizadas pelo Governo Regional dos Açores, os investigadores encontraram, por exemplo, pontas de metal, ossos, conchas, carvões, o que leva a crer que se trata de um local de culto.


[Fonte texto e áudio: RFI | link para o estudo supramencionado]

Haja saúde!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!