sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Do Pico para a Califórnia, o "rei da batata doce" vende cem milhões de quilos por ano


Manuel Eduardo Vieira nasceu no Pico em 1945, foi para o Brasil, fixou-se nos Estados Unidos, e recebeu esta quarta-feira [13 de fevereiro de 2019] a visita do presidente do Governo dos Açores na sua fábrica de batata doce.

A empresa, conta Manuel Eduardo Vieira, começou em 1960, por iniciativa de um tio, irmão do seu pai, que emigrou para a Califórnia em 1920.

"Eu vou para o Brasil em 1962 e em 1977 tenho a oportunidade de comprar a empresa. Ele teve a empresa por 17 anos, eu tenho há 42 anos", confidencia o picaroto, conhecido como o "rei da batata doce".

Atualmente, o empresário tem 800 funcionários a trabalhar consigo, mas "na época alta esse número sobe para 1400".

"Somos hoje o maior produtor e distribuidor do mundo de batata doce orgânica. Vendemos agora aproximadamente 100 milhões de quilos por ano para um mercado de 390 milhões de pessoas, entre os Estados Unidos, Canadá e México", conta, ladeado pelo presidente do executivo açoriano, Vasco Cordeiro.

Nos últimos anos, tem havido um "crescimento de 15 a 20% na parte biológica, a parte convencional tem-se mantido".

Exportar para a Europa é difícil porque "não há produção suficiente para arriscar a venda" e, sendo a batata doce "um produto perecível, é um risco enviar o produto para tão longe, em contentores, em temperaturas às vezes não adequadas", explicou.

[Fonte: Lusa]

Haja saúde!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!