sexta-feira, 19 de junho de 2020

Ave rara avistada no Pico (e pela primeira vez nos Açores)


No passado dia 16 de junho de 2020, Nuno Gonçalves teve a felicidade de observar um estorninho-rosado (Pastor roseus) em Santo Amaro, freguesia nortenha da ilha montanha (pertencente ao concelho de São Roque do Pico).

Esta observação não só constituiu uma "raridade", ou seja, uma ave que apareceu fora da sua área normal de ocorrência, mas também foi o primeiro registo desta espécie nos Açores — mais informações sobre este avistamento disponíveis na página de Facebook do Clube de Observação de Aves do Triângulo.

Os estorninho-rosados adultos são inconfundíveis: dorso e peito rosados, coroa e asas pretas. Esta ave tem uma distribuição que vai desde a Índia à Croácia, não passando o Mediterrâneo, daí ser uma raridade em Portugal continental e quase impensável que chegasse aos Açores.

Para finalizar, e como prova da importância deste avistamento, várias pessoas de outras ilhas açorianas, habituadas a fazer birdwatching, rumaram ao Pico, de propósito, em busca desta ave.

Haja saúde!


Sem comentários:

Publicar um comentário

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!