quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Vulcanismo no Pico


A ilha do Pico é um caso particular no contexto do vulcanismo açoriano. Quem o afirma é João Carlos Nunes, docente da Universidade dos Açores, o qual esteve presente na ilha montanha no âmbito das comemorações dos 300 anos das erupções vulcânicas de 1718 na ilha do Pico [ver vídeo em anexo].

Recorde-se que a ilha do Pico registou várias erupções históricas, as quais formaram os quatro "mistérios" da ilha montanha: Prainha (1562), Santa Luzia (1718), São João (1718) e Silveira (1720). Estas manifestações da natureza tiveram uma grande influência na população picarota, a qual teve que inclusivamente mudar o dia a dia em algumas povoações. Ainda assim, o homem e a mulher do Pico conseguiram sobreviver a estas adversidades, mostrando mais uma vez toda a força que é inerente ao picaroto.

Todos aqueles que estiverem interessados em conhecer a geologia associada a estas erupções que moldaram o homem e marcaram a história, podem sempre consultar a carta vulcanológica da ilha do Pico.

Haja saúde!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!