quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Era o mar, era a terra e era a baleia

Começou no século XIX e só terminou mais de cem anos depois. O último cachalote foi caçado nas águas dos Açores há 30 anos. Ao longo de dois anos, um realizador açoriano e um investigador lisboeta viajaram por todo o arquipélago para ouvir e gravar as histórias dos baleeiros que ainda restam. Não estão à procura de novos enigmas, só de mergulhar ainda mais neste mistério.

Começa assim uma reportagem publicada no jornal 'Público', onde o realizador Luís Bicudo e o investigador Francisco Henriques dão a conhecer um pouco mais da história da baleação nos Açores. Aqui ficam os links para os artigos relacionados:

Haja saúde!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!