segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Orçamento de São Roque do Pico para 2015 atinge 4,5 milhões de euros

A maioria socialista aprovou hoje, na assembleia municipal de São Roque do Pico, com a abstenção do PSD, o orçamento da edilidade para 2015, no total de 4,5 milhões de euros.

"Trata-se de um valor ligeiramente superior ao orçamento de 2014, que entretanto poderá sofrer uma alteração significativa que se prende com o facto de, em 2015, ser possível apresentar as primeiras candidaturas ao novo quadro comunitário de apoio, no âmbito do programa operacional definido para os Açores", declarou à Lusa o presidente da Câmara Municipal de São Roque do Pico.

Mark Anthony Silveira referiu que tem em curso um plano de renegociação dos encargos financeiros que a edilidade possui com as filarmónicas locais e que deriva de protocolos para a construção das suas sedes.

O autarca socialista frisou que desta renegociação resultará uma "libertação considerável de verbas" que irá permitir promover candidaturas aos fundos comunitários que serão disponibilizados.

Mark Silveira disse que a câmara já se encontra numa situação "bastante melhor" da que encontrou quando tomou posse há cerca de um ano, altura em que, segundo referiu, se registava "algum desequilíbrio de contas com encargos assumidos e para os quais não havia receitas suficientes".

"Neste primeiro ano de mandato, conseguimos, em grande parte, reequilibrar esta situação e já temos melhores condições para enfrentar o futuro. Contudo, e atendendo aos compromissos de longo data que existem com a Câmara Municipal de São Roque do Pico, temos a nossa capacidade de endividamento, em parte comprometida", declarou.

Mark Silveira referiu que a edilidade possuía uma dívida de quatro milhões de euros por via da incorporação da extinta empresa municipal Cais Investe.

O autarca optou por não proceder ao agravamento em 2015 de taxas ou tarifas cobradas pela autarquia como forma de ajudar os agregados familiares face ao cenário de crise que se vive.

Mark Silveira referiu que a câmara municipal, em termos de estratégia para 2015, está dependente das linhas de orientação dos novos eixos do quadro comunitário de apoio, havendo, contudo, alguns investimentos que disse não abdicar de realizar em termos turísticos.

Referiu, a título de exemplo, um projeto de proteção da orla costeira entre o farol e a Ponta Branca, na freguesia da Prainha, bem como a sua requalificação urbanística.

O abastecimento de água e o fornecimento de energia elétrica à zona das adegas do Cabrito, que integra a zona de vinha protegida, constitui outro dos projetos que a edilidade pretende desenvolver em 2015.

O presidente da edilidade de São Roque do Pico pretende ainda requalificar o largo da igreja da freguesia de Santo António, entre outras ações.

Fonte da notícia: Jornal AÇORES 9

Haja saúde!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!