terça-feira, 30 de dezembro de 2014

PSD, CDS e PS contestam intenção de centralizar os serviços de urgência no Pico

A Assembleia Municipal de São Roque do Pico, nos Açores, aprovou, uma resolução em que contesta a intenção do Governo Regional de centralizar os serviços de urgência na ilha.

O documento, apresentado na última reunião da Assembleia Municipal, realizada na segunda-feira, pelas bancadas do PSD, CDS e PS, manifesta o desagrado daqueles partidos face às notícias que dão conta da possível centralização dos serviços de urgência (até agora prestados nos centros de saúde de São Roque, Lajes e Madalena), em apenas um concelho.

“Esta Assembleia lamenta profundamente a forma como todo este processo tem vindo a ser conduzido e exige que novas alterações sejam do seu conhecimento, acompanhadas das devidas explicações”, pode ler-se na deliberação, a que a Lusa teve hoje acesso.

A posição dos três partidos surgiu após uma pequena manifestação, que juntou cerca de duas dezenas de pessoas, as quais participaram na reunião da Assembleia Municipal em sinal de protesto contra a centralização dos serviços de urgência.

Os manifestantes lembraram que o secretário regional da Saúde tinha anunciado a intenção de centralizar no novo Centro de Saúde da Madalena, os serviços de urgência, apenas em período noturno e aos fins-de-semana.

Mas segundo os contestatários, os jornais da ilha têm dado conta, nos últimos dias, de que a centralização do serviço de urgência no Centro de Saúde da Madalena será feita “24 horas por dia e não apenas no período noturno”, ficando os centros de Saúde de São Roque e das Lajes apenas limitados ao atendimento a utentes durante algumas horas do dia.

A Secretaria Regional da Saúde já veio assegurar que “não está previsto qualquer alteração ao funcionamento do atendimento da Unidade de Saúde do Pico a 01 de janeiro de 2015″.

Num esclarecimento publicado nos órgãos de comunicação social locais, a tutela adianta que “qualquer alteração” apenas irá ocorrer “após a implementação das melhorias que estão previstas”, nomeadamente a viatura Suporte Imediato de Vida (SIV), a secção destacada dos bombeiros na Piedade, ou a presença física de um médico especialista hospitalar no Centro de Saúde da Madalena.

A Assembleia Municipal de São Roque entende, porém, que a bem da população do concelho, o Centro de Saúde de São Roque deve manter o serviço de atendimento permanente durante 24 horas por dia.

Fonte da notícia: Jornal AÇORES 9

Post Scriptum: Esta resolução foi aprovada com uma abstenção (um elemento do PS) e com os restantes votos a favor.

Haja saúde!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!