quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Açores, a próxima certeza dos vinhos de Portugal

No meio do negrume das rochas vulcânicas da ilha do Pico, as folhas verdes das videiras parecem um milagre. Durante séculos, é fácil compreender que os habitantes da ilha lutassem contra essa natureza agreste para produzirem os vinhos que dificilmente conseguiriam obter por causa da distância e do isolamento. Hoje, a cultura da vinha está a expandir-se rapidamente não por causa dessa necessidade, mas porque os vinhos do Pico e, num plano mais abrangente, dos Açores, estão a tornar-se casos muito sérios junto dos enófilos que procuram autenticidade, originalidade e um carácter indiscutível.
É assim que se inicia uma reportagem sobre vinhos açorianos, da autoria do jornal 'Público', na qual o vinho produzido na ilha do Pico assume um lugar de destaque, naturalmente por ser o local de onde provém a esmagadora maioria da produção [link para reportagem completa].

Recorde-se que a vinha da ilha do Pico é uma autêntica lição de vida, tendo sido, por isso, classificada pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade.

Haja saúde!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!