quinta-feira, 26 de outubro de 2017

O portão mais filosófico do mundo


Um portão é, segundo o dicionário, uma porta grande, ou seja, é uma peça grande que fecha uma abertura para entrar ou sair.

Pois bem, sobranceiro à vila de São Roque do Pico, num dos caminhos do mato da ilha montanha e junto a um dos miradouros das vacas, encontra-se uma destas portas grandes, mas que não é um portão qualquer: este é o portão mais filosófico do mundo!

Ora bem, analise-se então as particularidades deste portão:
  • Não é possível perceber se o portão abre para dentro ou para fora, o que permite que se possa atravessar o portão dizendo "a entrar para fora" ou "a sair para dentro" e isso ser completamente filosófico...
  • Por vezes, para se resolver um problema, uma pessoa "anda às voltas"; se o problema aqui (filosófico na maior parte dos casos) for passar para o outro lado do portão, basta, literalmente, andar à volta...
  • Deixar um portão aberto normalmente facilita a passagem; neste caso, até se torna filosófico o ato de abrir o portão, pois o melhor caminho já lhe passa ao lado...
  • Meter um cadeado neste portão é claramente bastante filosófico, sendo-o ainda mais se for feita uma chave suplente, de forma a precaver a perda da chave original...
Resumindo, este portão pode ser considerado uma autêntica obra de arte, não tanto do ponto de vista estético, mas sim pelo efeito filosófico que tem na paisagem em que se insere.

Haja saúde!

Post scriptum: Não deixa de ser interessante como a filosofia tem coisas surpreendentes — se neste texto a palavra "filosófico" for substituída por "inútil", o que aqui foi escrito continua a fazer sentido!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!