quarta-feira, 27 de junho de 2018

Navio fantasma em São Roque do Pico


No passado dia 25 de junho deste ano de 2018, a Atlânticoline emitiu um comunicado sobre uma alteração ao horário e itinerário da Linha Verde (a qual liga Faial, Pico e São Jorge), mais concretamente relativa ao dia 26 de junho (terça-feira) — segundo o comunicado, a presença do navio "Berta" no Porto do Cais do Pico, situado na vila de São Roque do Pico, fez com que as respetivas escalas da Linha Verde fossem direcionadas para a Madalena [comunicado em anexo].

Acontece que, chegado o dia 26 de junho, o Porto do Cais do Pico não registou nenhum movimento de navios... Onde estava, então, o navio porta-contentores "Berta"? Seria este um navio fantasma?

Consultando informação que está disponível online e de forma pública para todo o mundo, neste caso através do site Vessel Finder, no dia 25 de junho sabia-se que o navio "Berta" estava ao largo de Lisboa. Pois bem, sabendo que demora cerca de dois dias de viagem entre Lisboa e os Açores, sabendo ainda que o navio faz uma primeira escala de um dia em Ponta Delgada (ilha de São Miguel), era impossível o navio "Berta" atracar em São Roque do Pico no dia 26 de junho!

Naturalmente que as mercadorias que seguem a bordo do navio "Berta", e que são destinadas à ilha montanha, chegarão ao seu destino, embora mais tarde do que inicialmente se esperava. A nova previsão aponta para o dia 29 de junho (sexta-feira). Pois bem, a Atlânticoline emitiu um novo comunicado, datado de 26 de junho, com a mesma justificação do anterior: a presença do navio "Berta" no Porto do Cais do Pico, situado na vila de São Roque do Pico, fez com que as respetivas escalas da Linha Verde fossem direcionadas para a Madalena [comunicado em anexo].

Convém referir que estas alterações de horários e de itinerários são prejudiciais para toda a dinâmica do "Triângulo": não só estas alterações muito próximo do dia de viagem implicam o refazer dos planos dos passageiros, bem como a alteração do porto de escala no Pico não traz benefícios nem para a ilha montanha, nem para a ilha de São Jorge — como já foi demonstrado neste blog, estas duas ilhas acabam, efetivamente, por ficar mais distantes entre si em termos de tempo.

Adicionalmente, e quase como "pontaria azarenta", às quartas e quintas-feiras não existem escalas da Linha Verde em São Roque do Pico, de forma a libertar o Porto do Cais do Pico para as escalas dos navios porta-contentores.

Resumindo, a Linha Verde não opera em São Roque do Pico em quatro dias seguidos pelas seguintes razões:
  • 26 de junho (terça-feira) — a Atlânticoline direcionou as escalas para a Madalena, devido à suposta presença de um navio porta-contentores, sendo que se sabia de antemão que era impossível tal presença ocorrer;
  • 27 de junho (quarta-feira) — a Atlânticoline reserva este dia da semana para escalas de navios porta-contentores em São Roque do Pico, não escalando, através da Linha Verde, o respetivo Porto do Cais do Pico;
  • 28 de junho (quinta-feira) — idem [ver razão alusiva ao dia 27 de junho];
  • 29 de junho (sexta-feira) — a Atlânticoline direcionou as escalas para a Madalena, devido à provável presença de um navio porta-contentores.

Em suma, não é preciso ser-se adivinho para saber quando vem um navio porta-contentores a São Roque do Pico; aliás, é fácil, é gratuito e está à distância de um clique (por exemplo, consultando o separador "Barcos" do blog "Cais do Pico" — caisdopico.pt); assim, evita-se alterações desnecessárias de horários, consegue-se uma melhor qualidade de serviço para os passageiros e... não se cria a ilusão da presença de um navio fantasma em São Roque do Pico!

Haja saúde!

Post scriptum: Este artigo foi publicado posteriormente na edição n.º 41.604 do 'Diário dos Açores', de 29 de junho de 2018.


Sem comentários:

Publicar um comentário

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!