quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Balanço do ano de 2015


À semelhança do que aconteceu no final de 2014, e após 288 posts durante o ano de 2015, permitam-me que faça um balanço do que passou por este blog neste ano que agora termina.

Em primeiro lugar, quero agradecer a todos os leitores deste blog - sem vocês não faria sentido manter e procurar constantemente desenvolver este projeto do blog "Cais do Pico", o qual é feito no meu tempo livre, sem qualquer objetivo financeiro e com muito gosto. É extremamente gratificante sentir que vocês estão aí desse lado, não apenas através dos comentários neste blog, mensagens para o seu e-mail (caisdopico@outlook.pt) ou abordagem pessoal, mas sobretudo através do número de visitas online: em setembro de 2015, este blog atingiu a marca simbólica das 100.000 visualizações, sendo que atualmente já conta com mais de 150.000! Estas marcas também se devem a todos aqueles que deram a conhecer este blog, mais concretamente a outros blogs que incluem o "Cais do Pico" na sua lista de blogs, a quem passou a palavra de boca em boca dos posts aqui publicados e a quem partilhou os mesmos no Facebook, sendo que a todas estas pessoas renovo o meu agradecimento.

Para além do número de visualizações, o Blogger também informa de que país são oriundas as entradas num blog. Depois de Portugal, de onde provém a maioria dos visitantes deste blog, incluindo alguns turistas nacionais que pela primeira vez visitam a ilha montanha e que enviam e-mails a pedir diversas informações, segue-se os Estados Unidos da América, comprovando que a comunidade emigrante também acompanha o "Cais do Pico". Sobre este assunto, partilho aqui uma situação que me deixou bastante sensibilizado: no verão fui abordado por um emigrante picaroto radicado nos Estados Unidos e que estava de férias na ilha do Pico, o qual me disse "o teu blog faz parte do meu dia a dia", acrescentando que era a primeira página que visitava todos os dias de manhã. Inúmeros outros países também se constituem como fontes de tráfego para este blog, pois situações como é exemplo o facto de uma das fotografias aqui publicadas sobre a Piscina do Cais do Pico ter sido escolhida pelo site internacional do programa Bandeira Azul para apresentação desta zona balnear, fortemente contribuem para alguns estrangeiros visitarem este blog.

Estas são algumas das motivações que me incentivam a tentar cumprir o que afirmei no primeiro post de todos: que o blog "Cais do Pico" seja um ponto de comunicação do que se passa dentro da ilha do Pico e do que é notícia fora da ilha mas que influencia os picarotos, dando especial destaque à zona do Cais do Pico, à vila e ao concelho de São Roque do Pico. E para conseguir que o que aqui se publica chegasse mais facilmente às pessoas, durante 2015 foi criada a página de Facebook do blog "Cais do Pico", a qual já conta com mais de três centenas de subscritores (para registar basta fazer um "gosto" na barra lateral direita deste blog, sendo que, em alternativa, quem não dispõe de Facebook pode se registar com o seu e-mail e assim receber automaticamente uma mensagem sempre que existir um novo post).

Permitam-me agora que evidencie algum do trabalho desenvolvido nos diversos separadores do blog "Cais do Pico". Tenho tentado manter atualizado ao máximo os horários dos autocarros, aviões e navios de passageiros que servem regularmente a ilha do Pico, através dos separadores "Autocarros", "Aviões" e "Barcos", respetivamente. Gostaria de partilhar o facto de a informação relativa aos autocarros ter sido bastante procurada durante o verão e de a informação relativa aos barcos ser a página mais visitada deste blog (com mais de 7.000 visualizações) - tudo isto faz aumentar a responsabilidade sobre a qualidade da informação aqui disponibilizada.

Para além da informação anteriormente existente sobre alguns telefones úteis e das datas das deslocações ao Pico das Inspeções Técnicas de Veículos, ao separador "Informações úteis" foram acrescentados alguns links para permitir aceder facilmente a alguns posts que visam dar a conhecer melhor à comunidade algumas regras, nomeadamente:

O separador "Sabia que..." também foi sendo atualizado ao longo do ano com os mais diversos factos curiosos sobre a ilha do Pico - renovo aqui o meu desafio aos leitores deste blog para que visitem este separador e verifiquem se já tinham conhecimento de todas estas curiosidades.

Outro trabalho talvez menos visível, mas que desempenho com a missão de mostrar que a afirmação "aqui não se passa nada" não é de todo verdadeira, prende-se com o facto de tentar manter atualizada a mini agenda "ACONTECE POR AÍ", onde na parte superior da barra lateral direita deste blog estão os links para alguns eventos que estão acontecendo ou que vão acontecer nas redondezas. Em paralelo, tento adicionar o maior número de links para fotografias e vídeos de eventos já passados aos respetivos posts de agendas (como é exemplo a de dezembro), de forma a ficar mais facilmente acessível a toda a comunidade e para memória futura. Sobre os links da mini agenda e sobre os links para fotos/vídeos pós-eventos, gostaria de dizer que a esmagadora maioria dos links apresentados resulta de um trabalho pessoal de pesquisa diária, sendo que as informações sobre eventos que me forem transmitidas serão divulgadas com muito gosto e sem qualquer contrapartida, agradecendo desde já toda e qualquer colaboração que seja feita nesse sentido.

Tomando agora a liberdade de destacar alguns posts publicados durante o segundo "ano de vida" do blog "Cais do Pico", começo pelo campeão das visualizações (com mais 5.000 visitas): o post sobre o grande incêndio que destruiu o Hiper Cais, sendo que este post também foi uma fonte de informação para alguns órgãos de comunicação social [exemplo 1 | exemplo 2].

Mas o ano de 2015 foi marcado no seu início pelo tema relacionado com a frase que remata todos os posts deste blog: o tema da saúde. No início de janeiro foi escrita uma carta aberta ao Senhor Secretário Regional da Saúde sobre o serviço de saúde na ilha do Pico, a qual não obteve qualquer resposta até hoje, mesmo depois de a mesma ter sido entregue em mão. No final de janeiro foi aqui feito um alerta, em primeira mão, de que os Centros de Saúde de São Roque do Pico e das Lajes do Pico iam ficar sem internamento, situação que levou a uma retificação por parte do Governo Regional. Sobre este tema da saúde na ilha do Pico, merece ainda destaque a carta aberta ao coordenador do suplemento ‘Correio Económico’ do jornal ‘Correio dos Açores’, a qual teve direito a uma nota de redação como resposta e que ficará para história como a primeira vez que obtive uma resposta a uma carta aberta (recordo que em 2014 foram publicadas três cartas abertas, dirigidas ao Senhor Presidente do Governo Regional dos Açores, e que abordavam os temas das distâncias na ilha do Pico, das ligações marítimas no Triângulo e das ligações aéreas entre os Açores e Lisboa, sendo que até ao dia de hoje aguardo por uma resposta).

Uma resposta que chegou em março de 2015, e que foi uma excelente notícia para todos aqueles que usufruem do aeroporto da ilha do Pico, refere-se ao facto de a caixa Multibanco ter voltado a este aeroporto - recordo que no final de 2014 tinha sido lançada neste blog uma petição pública solicitando a reposição do Multibanco, sendo que, como o objetivo da mesma foi alcançado com pleno sucesso, ficou assim provado que a união faz a força e que vale a pena lutar pelo que achamos justo.

Vários outros acontecimentos relacionados com o aeroporto da ilha montanha e com os transportes aéreos que servem esta ilha também mereceram destaque no blog "Cais do Pico". No final de março de 2015, a TAP deixou de voar para o Pico, tendo sido substituída pela SATA nas ligações com Lisboa. Esta última companhia aérea criou assim mais condições para ser a protagonista de algumas estórias aqui publicadas, tais como "Era uma vez um avião da SATA Internacional que não divergiu para o Pico...", "Definindo SATA no voo Lisboa-Pico-Lisboa de 4 de abril de 2015", "Avião da SATA dorme no Pico" e "O Pico da SATA". A SATA criou assim uma nova moda para a ilha montanha, onde claramente o número de voos era insuficiente para a procura e os horários eram caricatos. Todas estas variações da SATA deram origem a um vídeo e a um post sobre "A importância da rota aérea Ponta Delgada - Pico - Ponta Delgada", o qual também foi publicado no 'Diário dos Açores' por solicitação deste diário regional. Algumas semanas depois deste artigo ter sido publicado, curiosamente (ou talvez não) a SATA mudou de moda e alterou os horários nesta rota (inclusivamente passando a ter voos noturnos regulares), melhor servindo os interesses dos passageiros aéreos que vão e vêm da ilha do Pico. No entanto, o acontecimento que simbolicamente ficará para sempre na história deste aeroporto refere-se ao primeiro voo internacional do Pico para fora do espaço Schengen, ocorrido em setembro de 2015 e que se ficou a dever... a um avião privado.

O porto do Cais do Pico e as respetivas escalas dos navios de passageiros foram outros temas amplamente abordado neste blog. Primeiro foram os horários dos navios de passageiros previstos para o verão de 2015, os quais mais pareciam um "horror-ário", que deram origem a uma carta aberta aos membros da Comissão Parlamentar de Inquérito ao Transporte Marítimo de Passageiros, sendo que apenas um deputado de entre 15 respondeu à mesma. Depois veio a notícia avançada em primeira mão neste blog, e que também foi uma fonte de informação para órgãos de comunicação social, sobre o facto de que a extinta Transmaçor ia deixar de escalar a vila de São Roque do Pico durante todo o verão. Uma semana depois deste alerta feito aqui no blog "Cais do Pico", curiosamente (ou talvez não) o Governo Regional deu instruções para que as escalas dos navios de passageiros voltassem a escalar a vila de São Roque do Pico. Mesmo assim, durante 2015 existiram inúmeros cancelamentos de escalas no porto do Cais do Pico sem razões aparentes [exemplo 1 | exemplo 2 | exemplo 3], os quais deram origem a uma vídeo-estória, a uma carta aberta aos membros do Conselho de Administração da Atlânticoline (sem qualquer resposta até ao momento) e à classificação deste porto como um porto do outro mundo. Em suma, o recente post "Sabia que o porto do Cais do Pico tem o maior metro quadrado do mundo?" não só sintetiza tudo o que se tem passado com as escalas dos navios de passageiros no principal porto comercial da ilha do Pico, como também contém um contador de quanto tempo já passou desde que a rampa ro-ro do porto do Cais do Pico deixou de ser utilizada pelos navios 'Gilberto Mariano' e 'Mestre Simão', ambos da Atlânticoline, sem que a Portos dos Açores tenha efetuado qualquer obra para reverter esta situação.

Gostaria igualmente de referir os posts que mereceram destaque na imprensa local e regional. Para além dos já referidos sobre as cartas abertas sobre a saúde e sobre as ligações aéreas entre o Pico e São Miguel, também os posts "O Triângulo inclinado" e "Evolução da população na ilha do Pico (desde 1849 a 2050)" foram referidos em alguns periódicos por iniciativa destes e dos seus colaboradores.

Um menção final para outros dois posts pelos quais tenho muito carinho. "És dos Açores? Mas não tens sotaque!" é um post que veio demonstrar que quando perguntam a alguém do Pico porque não tem sotaque de São Miguel, por exemplo, é como estar a perguntar a alguém de Lisboa porque não tem sotaque do Porto. O post "Picuense, Piquense, Picoense ou Picaroto?" veio reforçar que uma língua não é definida pelos dicionários, mas sim pelas pessoas que a falam, neste caso pelos naturais da ilha do Pico.

Antes de terminar, mas não menos importante, quero desejar a todos um ano de 2016 com muita saúde e boa disposição! E para que também possam pedir um desejo online, deixo aqui novamente o vídeo sobre a Árvore do Desejo!

Haja saúde!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!