quinta-feira, 20 de novembro de 2014

A Árvore do Desejo | The Wishing Tree

Na sequência do post intitulado "Árvores do outro lado do mundo... ou não!", decidi contactar o Jardim Botânico Real de Sydney (Austrália) para dar os parabéns pelo magnífico jardim que mantêm e para dar a conhecer a araucária junto ao Convento de São Pedro de Alcântara, no Cais do Pico - vila de São Roque do Pico.

Foi partilhada a curiosidade desta árvore ser da mesma espécie de uma árvore existente naquele jardim, que elas partilham uma história de vida semelhante e que estão literalmente do outro lado do mundo uma da outra. Sugeri também que esta curiosidade poderia ser adicionada à placa que identifica a árvore de Sydney, podendo eventualmente as referidas árvores serem consideradas como "irmãs".

Os responsáveis do Jardim Botânico Real de Sydney não só tiveram a amabilidade de responder ao meu e-mail, como também estão a considerar seguir a sugestão de adicionar informação sobre a árvore "irmã" localizada deste lado do mundo.

Perante este facto, decidi então entrar em contacto com as entidades regionais competentes, afim de obter autorização para colocar uma placa informativa junto da araucária do Cais do Pico, de forma a perpetuar a história desta árvore e dar a conhecer a árvore "irmã" de Sydney.

Após obter as autorizações necessárias, a placa foi criada e colocada no seu devido lugar, estando a partir de hoje acessível a todos os que visitem o adro do Convento de São Pedro de Alcântara, no Cais do Pico - vila de São Roque do Pico.

Esta é uma oferta à comunidade e tornou-se uma realidade graças aos seguintes apoios, os quais quero publicamente agradecer: empresa Lavaimagem, empresa Sousa & Filho, Hélio Serpa e Valter Sousa.

Aqui ficam algumas fotos (obrigado ao Rui Amaro da Silva) para registar esta efeméride para a posteridade.

Haja saúde!

[Post scriptum: A história de vida desta araucária foi descrita detalhadamente por Francisco Medeiros no 'Jornal do Pico' n.º 561, de 30 de janeiro de 2015, no seu espaço "Crónicas do Cais" - link para ler esta história. Veja também aqui o vídeo de como pedir um desejo ou conheça o guardião da Árvore do Desejo.]






8 comentários:

  1. Investigador Engenheiro Ivo Sousa é um Ser Humano Maravilhoso!!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha Amiga,
      Muito obrigado pelas suas palavras.
      Haja saúde!

      Eliminar
  2. Parabéns Ivo, mais uma vez pelo teu excelente trabalho!
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. 1ª classe Ivo. (PS: tempestade). Lembro-me da tal tempestade e de nos apercebermos na manhã seguinte que a árvore do adro tinha sido atingida (acho eu por um raio)...todos nós acreditámos mesmo que a nossa árvore não iria sobreviver! Na certeza porém, e de imediato a nossa árvore foi aparada pela copa, não me lembro do senhor (ainda gostava de saber quém?). Com o decorrer do tempo notava-se que ela ia ganhando força e foi talvêz já com uns meses adiantados então que começa a aparecer o rebento, que no espaço de talvêz um ano atinge mesmo um metro de altura, formoso e com os seus ramos...foi aí, um ano depois que começamos a acreditar que a nossa árvore ia sobreviver. Não eras nascido Ivo mas, provavelmente até conheces a história melhor do que eu, na certeza porém quero partilhar o momento pois lembro-me muito b]em, na altura, de se julgar que iriamos perder a nossa árvore do adro... Um abraço amigo. Saúde.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo comentário e pela partilha da história da tempestade.
      Haja saúde!

      Eliminar
  4. Tenho 2 árvores que são "filhas"da araucária do Convento de S. Pedro d'Alcântara. Logo: são"sobrinhas" da "tia" australiana.!...

    ResponderEliminar

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!