quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Novas grutas vulcânicas descobertas no Pico

© Pedro Silva

No âmbito de uma recente missão às ilhas do "Triângulo", a associação espeleológica "Os Montanheiros" explorou e batizou dois novos algares e um tubo de lava vulcânicos na ilha do Pico: o Algar do Pechita, o Algar dos Paus e o Algar das Faias. Os algares, localizados na zona do Canto da Serra, na freguesia da Candelária, têm aproximadamente 30 e 40 metros de profundidade respetivamente. Já o tubo, o Algar das Faias, localiza-se na freguesia da Piedade.

A missão espeleológica "Espeleo-Triângulo 2017" estendeu-se, também, à freguesia de Santa Cruz das Ribeiras, também no Pico, onde foi explorado o troço norte do Algar do Terreiro. "Infelizmente esse troço não tem um comprimento significativo mas a gruta ficou completamente explorada, sendo esta bastante interessante pela sua beleza e tamanho", avançaram "Os Montanheiros".

De acordo com os responsáveis, há ainda muito por conhecer na ilha montanha. "A ilha do Pico ainda tem muitas cavidades vulcânicas por explorar e mesmo por descobrir. O atual número de grutas inventariado (130) para esta ilha é claramente reduzido em relação ao valor real. É objetivo da associação voltar sempre que possível ao Pico para novas expedições espeleológicas", sustentam.

Ainda no Pico, os três elementos d’ "Os Montanheiros", bem como outros membros dos núcleos de ilha da associação, procederam à verificação do estado de conservação de algumas das cavidades vulcânicas já exploradas em expedições anteriores. Foi o caso da Furna Nova II, da Furna da Ribeira do Fundo, do Algar do Capitão e da Furna do Henrique Maciel. Esta última, localizada em São Roque do Pico, é considerada um dos ex-libris da espeleologia açoriana, sublinham os responsáveis da associação.

[Informação extraída do jornal 'Diário Insular' de 18 de fevereiro de 2017.]

Haja saúde!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!