segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Árvores do outro lado do mundo... ou não!

Se fosse possível escavar um buraco em São Roque do Pico tão fundo que só teria fim no outro lado do mundo, a sua saída seria... perto da Austrália, nomeadamente perto de Sydney!

www.antipodesmap.com
www.antipodesmap.com
Por outras palavras, o sítio habitado mais longe de Sydney no planeta Terra é o arquipélago dos Açores (cerca de 19500 km é a distância entre o Cais do Pico e Sydney)! Apesar desta zona da Austrália estar distante (e bem distante), no dia-a-dia está mais próxima do que se julga...

O incenso (Pittosporum undulatum), também conhecido por faia-do-norte, é uma árvore muito comum nos Açores mas é originária... da região de Sydney! Tal como nos Açores, esta árvore cresce na cidade de Sydney desde que tenha um pequeno espaço:

Incenso em Sydney

Outra árvore originária de uma ilha australiana e que se pode encontrar nos Açores é a araucária (Araucaria heterophylla). Um excelente exemplar pode ser observado junto ao Convento de São Pedro de Alcântara, no Cais do Pico:


















Existe ainda uma curiosidade adicional relacionada com esta árvore. No Jardim Botânico Real de Sydney existe uma araucária muito especial, chamada de "Wishing Tree" ("Árvore do Desejo"). Em tempos idos as pessoas acreditavam que algumas árvores continham espíritos e que era possível pedir um desejo tocando nas árvores ou andando à sua volta.


As instruções são simples para pedir um desejo em Sydney:
  1. Fechar os olhos e pedir um desejo;
  2. Abrir os olhos e andar para a frente à volta da árvore três vezes;
  3. Andar de costas à volta da árvore três vezes e, na última volta, pedir de novo o desejo.

Tanto a araucária localizada em Sydney ("Wishing Tree") como a araucária do Convento de São Pedro de Alcântara partilham mais do que serem da mesma espécie: durante a juventude destas árvores, ambas sofreram tempestades que danificaram as respectivas copas; ambas sobreviveram e hoje são marcos da paisagem, em Sydney e no Cais do Pico, respectivamente.

Resumindo, para pedir um desejo não é preciso ir ao outro lado do mundo, basta ir ao adro do Convento de São Pedro de Alcântara!

(link para a Árvore do Desejo do Convento de São Pedro de Alcântara)

Haja saúde!

3 comentários:

  1. Então e se o buraco fosse escavado no Espalhafatos ou nas Lajes das Flores?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A respectiva saída seria também próximo da região de Sydney na Austrália!
      A título de curiosidade, se o buraco fosse escavado em Lisboa então aí sim a saída seria noutra zona, nomeadamente perto da região de Auckland na Nova Zelândia.
      Fonte: http://www.antipodesmap.com

      Eliminar
  2. Gostei! E parabéns por, na tua estadia pelas nossas antípodas, teres tido perspicácia para tirar as fotos que permitiram tão interessante paralelismo.

    ResponderEliminar

Para evitar perder a ideia do comentário, sugere-se que escreva primeiro o mesmo num editor de texto e depois copie para aqui; assim, se ocorrer algum erro (por vezes não funciona à primeira), tem sempre cópia do seu texto.

Muito obrigado por comentar neste blog! Haja saúde!