quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Ajuste no horário da Linha Verde da Atlânticoline (regresso do 'Gilberto Mariano')


Com o regresso ao serviço por parte do navio 'Gilberto Mariano' (após um período de docagem obrigatória), não só é retomado o transporte de viaturas entre as ilhas do "Triângulo", bem como a Linha Verde da Atlânticoline, a qual liga Pico, São Jorge e Faial, sofre um ajuste no horário.

Mais concretamente, os dias com viagem à tarde na Linha Verde (domingo, segunda, quarta e sexta) passam a partir mais tarde da Horta, nomeadamente às 18h45, mantendo-se a hora de partida da viagem da manhã, às 9h00 (viagem que se realiza todos os dias úteis).

Recorde-se que no separador "Barcos" deste blog é possível encontrar os horários dos navios de passageiros que servem a ilha do Pico de forma regular, bem como os horários dos navios de mercadorias que escalam o principal porto comercial da ilha montanha.

Haja saúde!



Rotas de passageiros:
Rotas de mercadorias:
Previsão de entradas e saídas de navios - Porto do Cais do Pico:


Seguimento, em tempo real, dos navios em redor da ilha do Pico.


segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Neve no Pico — primeiro grande nevão de 2018


Aqui ficam alguns vídeos e fotografias do primeiro grande nevão de 2018, ocorrido na tarde/noite de 24 para 25 de fevereiro, e que deu origem a um denso manto branco que cobriu a montanha da ilha do Pico.

Inúmeras pessoas dirigiram-se à Casa da Montanha, pois acima dos 800 metros de altitude já se registava a presença de neve, mas um grupo de pessoas decidiu ir mais além e escalou o ponto mais alto de Portugal, proporcionando assim registos de imagens fascinantes.

Haja saúde!











domingo, 25 de fevereiro de 2018

1 milhão de visualizações


Há momentos simbólicos que merecem ser celebrados e este é um deles: o blog "Cais do Pico" acaba de superar a marca das 1.000.000 visualizações, ou seja, um milhão de visitas!

É simplesmente fantástico saber que o tempo, esforço e dedicação despendidos para escrever sobre um pouco de tudo relacionado com a ilha montanha, sendo dado destaque à zona do Cais do Pico, à vila e ao concelho de São Roque do Pico, tiveram como retorno que um milhão de visitas já foram feitas a esta página em pouco mais de quatro anos desde a sua fundação!

Adicionalmente, é muito gratificante sentir que a audiência deste blog tem vindo a crescer significativamente ao longo do tempo, pois não só meio milhão destas visualizações foram registadas nos últimos 12 meses, bem como o "Cais do Pico" é, presentemente, um dos blogs mais lidos de Portugal!

O meu muito obrigado a todos os visitantes do blog "Cais do Pico", especialmente àqueles que o seguem fielmente e a todas as pessoas que têm ajudado a divulgar o mesmo — esta comemoração também é vossa!

Haja saúde!


Post scriptum: Imagem oferecida por Luís Paulo Ferreira como prenda pelas 1.000.000 visualizações — Obrigado!

sábado, 24 de fevereiro de 2018

Derrocada nas Ribeiras


No início deste mês de fevereiro de 2018, a situação de instabilidade da falésia junto à Rua da Ladeira, freguesia das Ribeiras, ilha do Pico, já tinha sido denunciada pela Câmara Municipal das Lajes e pela Junta de Freguesia. Uma derrocada [em 22 de fevereiro] veio confirmar as suspeitas e parte da estrada cedeu, colocando em risco algumas habitações, obrigando cinco famílias, num total de 16 pessoas, a abandonarem as suas habitações.

Na Rua da Ladeira, sobranceira à falésia, existem 13 habitações que albergam 33 pessoas. A Câmara Municipal das Lajes do Pico considera que é preciso acautelar futuras derrocadas e que todos os moradores da rua devem abandonar as suas casas e ser realojados noutro local. O Laboratório Regional de Engenharia Civil está a acompanhar a situação e fez deslocar alguns técnicos à ilha do Pico.

As 16 pessoas, cujas habitações se encontram próximas da zona de derrocada ou às quais o acesso se encontra condicionado, foram realojadas provisoriamente, quer em alojamento de familiares, quer em habitações asseguradas pelos serviços de Ação Social do Pico.

[Fonte: Triângulo Magazine | RTP-Açores]

Recorde-se que a ilha do Pico já tinha sido fustigada, em 2014, por uma grande derrocada em São Miguel Arcanjo, vila de São Roque do Pico, a qual desalojou mais de 30 pessoas.

Por outro lado, é de realçar que este início de 2018 está a ser particularmente azarento para os habitantes da ilha montanha: o navio "Mestre Simão" encalhou na Madalena, a COFACO anunciou o encerramento e agora deu-se esta derrocada que afetou várias famílias.

Haja saúde!

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Campeonato de Futebol dos Açores 2017/2018 — 2.ª Fase


No próximo domingo, dia 25 de fevereiro de 2018, tem início a 2.ª fase do Campeonato de Futebol dos Açores 2017/2018. Esta fase é composta por dois grupos, "A" e "B", sendo que no primeiro as equipas lutam pela promoção ao escalão superior, enquanto que no segundo os clubes lutam pela manutenção.

A representar a ilha do Pico encontra-se o Prainha Futebol Clube, clube sediado na freguesia da Prainha e que joga no campo de jogos do Vitória FC, situado na vila de São Roque do Pico.

De seguida apresenta-se o calendário desta 2.ª fase do Campeonato de Futebol dos Açores 2017/2018.

Haja saúde!

© Diário Insular

© Diário Insular

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Mais um recorde mundial na caça submarina para um picaroto


[Link para recordes mais recentes]

Paulo Afonso, natural de Santo Amaro, concelho de São Roque do Pico, capturou no passado dia 2 de outubro de 2017, através de caça submarina, um exemplar de atum voador (Thunnus alalunga) com 34,0 kg. Esta captura foi agora formalmente homologada como recorde mundial.

Paulo Afonso é ainda recordista com os seguintes exemplares, capturados nos Açores recorrendo a uma arma de caça submarina:

No entanto, outros mergulhadores também têm recordes internacionais devido aos seguintes peixes capturados em águas açorianas:

Esta é a prova de como os peixes dos Açores têm renome mundial!

Haja saúde!

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Atlântida Açores — episódio sobre o vinho do Pico


No âmbito do encerramento dos eventos associados à "Madalena — Cidade do Vinho 2017", a RTP-Açores dedicou um episódio do seu programa "Atlântida" ao homem do Pico, sobretudo ao vinho por ele produzido.

Para visualizar este episódio, basta clicar no link seguinte:

Atlântida Açores de 17 de fevereiro de 2018

Haja saúde!

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Livros e obras de arte com cheiro a bolo de tijolo

Há cerca de nove meses foi inaugurada em Santa Luzia, na ilha do Pico, a Galeria e Biblioteca Paim, um espaço onde a arte, a cultura e a música encontram-se e dão-se a conhecer de forma gratuita.
É assim que se inicia um artigo publicado no jornal 'Açoriano Oriental' sobre um espaço aberto por prazer por parte de Manuel Lopes Azevedo, um "emigrante em part-time" no Canadá que decidiu honrar o seu avô, proporcionando assim um recanto de sossego a quem quiser ler um livro e lembrar as tradições dos seus antepassados — link para reportagem completa.

Haja saúde!

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Casa das Tisanas


Situada na Rua do Cais, vila de São Roque do Pico, a "Casa das Tisanas" assume-se como uma 'mercearia bio-tradicional com bar', onde é possível encontrar um variado leque de produtos, com destaque para os açorianos, bem como é possível saborear uma refeição ligeira.

Sob a gerência do casal Nuno e Tânia, esta 'mercearia bio-tradicional com bar' apresenta-se como um espaço acolhedor e com uma magnífica vista para a ilha de São Jorge. Adicionalmente, as paredes servem de expositor para diversas obras de arte, algumas das quais também podem ser adquiridas.

Aberto todos os dias, visitar a "Casa das Tisanas" pode igualmente ser encarado como uma viagem à mercearia tradicional do passado com os produtos, sobretudo biológicos, do presente!

Haja saúde!

[Contactos "Casa das Tisanas": 919 064 408 | Facebook oficial]



domingo, 18 de fevereiro de 2018

Imagens aéreas do Pico


Quando um avião sobrevoa os arredores da ilha do Pico e há uma máquina fotográfica a bordo, as consequências não se fazem esperar: toca a capturar as magníficas paisagens proporcionadas pela ilha montanha e seus vizinhos, inclusivamente desde a ilha Terceira!

Haja saúde!



© fotos: Maria Mogadouro.

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Vista para São Jorge


Quem passeia pela Rua do Cais, no coração da vila de São Roque do Pico, tem o privilégio de poder contar com a companhia do seu eterno vizinho: a ilha de São Jorge!

Faça chuva ou faça sol, esteja encoberto com nevoeiro ou mais desfocado devido à chuva, São Jorge está lá sempre a fazer companhia à costa norte da ilha montanha.

Como uma fotografia vale mais do que mil palavras, aqui fica uma panorâmica de toda a costa sul da ilha de São Jorge vista a partir do Cais do Pico, isto tudo capturado num magnífico dia de sol deste inverno de 2018 [clique na foto para aumentar a mesma].

Haja saúde!

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

No Carnaval da Ponta da Ilha há testamento de uma burra

É uma tradição carnavalesca das freguesias da Ponta da Ilha, no Pico, o bando da burra. Na Piedade, na Ribeirinha e na Calheta de Nesquim a tradição repete-se a cada entrudo.
É assim que se inicia um artigo publicado no jornal 'Açoriano Oriental' sobre esta peculiar tradição de Carnaval na ilha montanha, onde mestres das rimas entram em cena e, com humor e uma pitada de picante, falam sobre os acontecimentos que marcaram, sobretudo, a respetiva localidade nos tempos mais recentes, a vida da burra falecida assim como os contornos da sua morte e, numa segunda parte, o testamento que o jumento terá deixado, distribuindo as diversas partes do seu corpo a quem delas precisa — link para reportagem completa.

Haja saúde!

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Andamento da substituição de cabeços no Porto do Cais do Pico (3)


[Link para fotos posteriores]

Apresentam-se, em anexo, algumas fotografias (datadas de 10 de fevereiro de 2018) relativas ao andamento da empreitada de substituição de cabeços no Porto do Cais do Pico, localizado na vila de São Roque do Pico [link para fotos mais antigas].

Recorde-se que esta obra obrigou a que a respetiva rampa ro-ro ficasse inoperacional desde o dia 3 de novembro de 2017 [link sobre o assunto], situação que levou à redução de escalas neste porto por parte da Linha Verde da Atlânticoline, pese embora a substituição de cabeços só tenha começado efetivamente a meados desse mês [link para mais informações].

Haja saúde!

Post scriptum: Eis o stop feito ao contador de quanto tempo esteve inoperacional a rampa ro-ro do Porto do Cais do Pico antes das escalas dos navios 'Aqua Jewel' e 'Gilberto Mariano' em 4 de maio de 2018.




segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Landing @ PIX (vídeo — S4 143 | 10/02/18)


No passado dia 10 de fevereiro de 2018, o voo Lisboa - Pico proporcionou a quem ia a bordo uma magnífica visão sobre grande parte da costa norte da ilha montanha, mais concretamente desde a ponta da ilha até ao mistério de Santa Luzia.

De forma a poder partilhar parte das paisagens observadas, aqui fica então um vídeo (filmado a partir do interior do avião A320) da aproximação e aterragem deste voo S4 143.

Recorde-se que todos horários dos aviões que servem a ilha do Pico de forma regular encontram-se disponíveis no separador "Aviões" deste blog.

Haja saúde!

domingo, 11 de fevereiro de 2018

Escolas do Pico são referência nacional na recolha de resíduos


As escolas de São Roque do Pico e da Madalena estão de parabéns pelo exemplo dado na recolha de resíduos.

A Escola Básica e Secundária Cardeal Costa Nunes, na Madalena do Pico, é a segunda escola do país com maior quantidade de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos (REEE) recolhidos — mais concretamente 4.774 quilos, o que irá valer a esta instituição de ensino um cheque-prenda no valor de 100 euros, o qual será doado a uma instituição social local.

Este resultado, o qual foi o melhor a nível Açores, foi alcançado na primeira fase de recolha do projeto "Geração Depositrão". Outro primeiro lugar do pódio açoriano, mas desta vez no que se refere aos Resíduos de Pilhas e Acumuladores (RP&A), foi alcançado pela Escola Básica e Secundária de São Roque do Pico, ao recolher um total de 735 quilos.

[Fontes: CMM | Ilha Maior]

O projeto "Geração Depositrão" visa (in)formar as crianças e jovens e através dos mesmos a população em geral, acerca da importância do adequado encaminhamento de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos (REEE) e Resíduos de Pilhas e Acumuladores (RP&A).

Haja saúde!

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Escolas do Pico galardoadas com Bandeira Verde Eco-Escola 2016/2017


A Associação Bandeira Azul da Europa distinguiu recentemente várias escolas de todo o país com o galardão "Bandeira Verde Eco-Escola 2016/2017". Esta é a distinção máxima do programa internacional Eco-Escolas, o qual pretende encorajar ações e reconhecer o trabalho de qualidade desenvolvido pelas escolas, no âmbito da Educação Ambiental/Educação para o Desenvolvimento Sustentável.

Na ilha do Pico, estão de parabéns as seguintes escolas:

Concelho de São Roque do Pico
  • Escola Básica e Secundária de São Roque do Pico (17ª vez)

Concelho das Lajes do Pico
  • Escola Básica e Secundária das Lajes do Pico (14ª vez)

Concelho da Madalena
  • Escola BI/S Cardeal Costa Nunes (17ª vez)
  • Centro de Actividades Ocupacionais para Jovens com Deficiência da Santa Casa da Misericórdia da Madalena (15ª vez)
  • Escola Profissional do Pico (13ª vez)

É de realçar o excelente trabalho efectuado tanto na Escola Básica e Secundária de São Roque do Pico como na na Escola BI/S Cardeal Costa Nunes, mostrando que são verdadeiras escolas amigas do Ambiente e recordistas na ilha do Pico, pois desde o ano lectivo de 2000/2001 que ostentam a "Bandeira Verde Eco-Escola" ininterruptamente!

Nota ainda para o facto de, no âmbito das visitas de 3 em 3 anos às escolas por parte da Comissão Nacional Eco-Escolas, a Escola BI/S Cardeal Costa Nunes (a única do Pico que recebeu esta visita no ano letivo transato) ter sido premiada com o certificado de "Elevada Qualidade".

Haja saúde!

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Vulcanismo no Pico


A ilha do Pico é um caso particular no contexto do vulcanismo açoriano. Quem o afirma é João Carlos Nunes, docente da Universidade dos Açores, o qual esteve presente na ilha montanha no âmbito das comemorações dos 300 anos das erupções vulcânicas de 1718 na ilha do Pico [ver vídeo em anexo].

Recorde-se que a ilha do Pico registou várias erupções históricas, as quais formaram os quatro "mistérios" da ilha montanha: Prainha (1562), Santa Luzia (1718), São João (1718) e Silveira (1720). Estas manifestações da natureza tiveram uma grande influência na população picarota, a qual teve que inclusivamente mudar o dia a dia em algumas povoações. Ainda assim, o homem e a mulher do Pico conseguiram sobreviver a estas adversidades, mostrando mais uma vez toda a força que é inerente ao picaroto.

Todos aqueles que estiverem interessados em conhecer a geologia associada a estas erupções que moldaram o homem e marcaram a história, podem sempre consultar a carta vulcanológica da ilha do Pico.

Haja saúde!

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Escala de navios de mercadorias no Porto do Cais do Pico — fevereiro 2018


A Transinsular publicou no seu site a escala para o mês de fevereiro de 2018 dos navios de carga que efetuam a ligação Continente - Açores (clique na tabela seguinte para conhecer esta escala).


Os navios e as datas em que os mesmos vão visitar o Porto do Cais do Pico, na vila de São Roque do Pico, encontram-se indicados na tabela seguinte (clicando no nome do navio abre uma nova janela com a localização atual do mesmo).

DiaNavio
01 de fevereiro (quinta-feira)Laura S
06 de fevereiro (terça-feira)Insular
15 de fevereiro (quinta-feira)Furnas
21 de fevereiro (quarta-feira)Insular

Previsão de entradas e saídas de navios - Porto do Cais do Pico: Todas estas informações encontram-se igualmente disponíveis no separador "Barcos" deste blog.

Haja saúde!

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Instruções para continuar a seguir o blog "Cais do Pico" no Facebook


Devido às recentes alterações à política de funcionamento do Facebook, é necessário efetuar uns pequenos passos para continuar a acompanhar em primeira mão a atividade do blog "Cais do Pico" nesta rede social.

Assim, como indicado nas figuras em anexo (contêm instruções quer para a versão telemóvel, quer para a versão computador), é necessário ir à página de Facebook do "Blog Cais do Pico", clicar onde diz "A seguir" e escolher a opção "Ver primeiro".

Para quem não tem Facebook (ou utiliza pouco esta rede social), o blog "Cais do Pico" dispõe de um serviço de subscrição por correio eletrónico, permitindo receber automaticamente um e-mail sempre que existam novos posts. Este serviço pode ser subscrito de seguida:


Haja saúde!


Instruções para telemóvel



Instruções para computador

domingo, 4 de fevereiro de 2018

Gente do Pico


Em ano desconhecido da segunda metade do século XX, mas num magnífico dia de sol de 6 de agosto, um emigrante luso-americano, de visita aos Açores, decide registar em vídeo a sua passagem pela ilha montanha [em anexo], isto após uma estadia na ilha do Faial, pois, segundo o autor, "uma visita ao Faial sem irmos ao Pico seria um poema incompleto, porque a beleza das duas ilhas irmãs conjugam-se mutuamente".

Assim, este vídeo permite fazer uma viagem no tempo e recordar (ou ficar a conhecer) como era a travessia do canal Pico/Faial, algumas paisagens picarotas e modos de vida.

Haja saúde!

sábado, 3 de fevereiro de 2018

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

300 anos das erupções vulcânicas de 1718 na ilha do Pico

"Após um fortíssimo abalo de terra, um estampido medonho faz-se ouvir nas três ilhas de Faial, Pico e S. Jorge."
Foi assim que relatou o pároco Nunes da Rosa sobre o que ocorreu na madrugada de 1 de fevereiro de 1718: uma erupção vulcânica entre as Bandeiras e Santa Luzia, surgindo torrentes de lava que rapidamente formaram um extenso "mistério" (o Mistério de Santa Luzia) que penetrou mar adentro. Esta erupção foi tão impressionante que também assustou fortemente os habitantes da vizinha ilha do Faial, pois para eles gerou-se uma "espantosa trovoada que encheu de terror os hortenses".

Mas as erupções não se ficaram pelo lado norte da ilha montanha. No dia seguinte, na madrugada do dia 2 de fevereiro, com enormes estrondos acompanhados de violentos sismos, deu-se uma explosão no lugar da Bragada, entre São Mateus e São João. Começou logo "o fogo a correr em caudalosas ribeiras para o mar, na distância de duas léguas, formando um vasto mistério" (o Mistério de São João). No dia 11 de fevereiro rebentou no mar, a distância de 50 braças da terra, defronte da igreja de São João, emitindo grandes pedras ardentes que devastaram aquela freguesia. A 24 daquele mês, uma nova erupção iniciou-se no caminho que liga São João ao Cais do Pico em lugar sobranceiro à freguesia de São João.

De acordo com os relatos históricos, estas erupções provocaram a queda de cinzas e de lapilli, que levaram à destruição de colheitas e de terrenos de pastagem, bem como à emissão de escoadas lávicas que, numa ação muito mais localizada, provocou a destruição total e permanente dos terrenos afetados, incluindo construções edificadas. Isto levou as populações das ilha do Pico e Faial a fazerem um voto secular que celebra agora 300 anos de ação de graças.

Para comemorar os três séculos das erupções vulcânicas de 1718 na ilha do Pico, ocorrerão vários eventos na ilha montanha, cujo programa completo pode ser consultado através do link seguinte: Comemorações dos 300 anos das Erupções Históricas dos "Mistérios" de São João e Santa Luzia

Por fim, todos aqueles que estiverem interessados em conhecer a geologia associada a estas erupções que moldaram o homem e marcaram a história, podem sempre consultar a carta vulcanológica da ilha do Pico.

Haja saúde!

Post scriptum: link para vídeo relacionado.