sexta-feira, 29 de setembro de 2017

São Roque do Pico e Lajes do Pico são Municípios ECOXXI 2017


Recentemente ocorreu a entrega do galardão ECOXXI 2017, sendo que os municípios de São Roque do Pico e das Lajes do Pico foram galardoados com a bandeira verde ECOXXI, ou seja obtiveram um índice igual ou superior a 50%.

No âmbito regional, candidataram-se ainda, nesta edição de 2017, os municípios de Horta, Ribeira Grande e Madalena, sendo que apenas este último não atingiu os objetivos mínimos estabelecidos.

O programa ECOXXI visa a identificação e o reconhecer das boas práticas de sustentabilidade desenvolvidas ao nível dos municípios (através de uma avaliação composta por 21 indicadores), valorizando um conjunto de aspectos considerados fundamentais à construção do desenvolvimento sustentável, alicerçados em dois pilares:
  • A educação no sentido da sustentabilidade;
  • A qualidade ambiental.

Recordando que em Portugal existem 308 concelhos, São Roque do Pico e Lajes do Pico integram assim o estrito lote de 47 municípios (15% do total nacional) que são comprovadamente amigos do ambiente.

Haja saúde!

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Inauguração de Praça de Toiros em São Roque do Pico


No passado dia 24 de setembro de 2017 teve lugar a inauguração da "Arena Menezes" — uma praça de toiros localizada em São Roque do Pico.

Aqui ficam dois vídeos relativos a esta inauguração (ambos da autoria de António Faria).

Haja saúde!


terça-feira, 26 de setembro de 2017

Pista do Aeroporto do Pico vai ter grooving


A SATA acaba de lançar um concurso público para a execução do grooving na pista do Aeroporto da ilha do Pico [comunicado na íntegra em anexo]. Esta empreendimento, o qual corresponde a ranhurar a pista numa orientação perpendicular ao eixo da pista, irá melhorar as condições de aderência e de escoamento das águas superficiais da pista.

Esta é uma excelente notícia para a infraestrutura aeroportuária da ilha montanha, pois muitos dos cancelamentos causados pela chuva (e que afetavam sobretudo os aviões de médio-porte) serão agora reduzidos. A título de exemplo, na operação da TUI em 2016 na ilha do Pico, todos os cancelamentos verificados ficaram a dever-se a pista molhada em excesso, sendo que se o grooving já existisse, então estes cancelamentos não teriam ocorrido.

Por outro lado, há cerca de um ano atrás, em setembro de 2016, os promotores da petição pública "Pelo aumento das condições de operacionalidade do Aeroporto da ilha do Pico" identificaram que esta infraestrutura aeroportuária (a maior totalmente detida pela Região) beneficiaria, e muito, se a sua pista fosse aumentada e se nela fosse implementado o grooving.

Esta decisão agora tomada mostra como o trabalho de identificação das condicionantes do Aeroporto da ilha do Pico estava correto. Por outras palavras, a petição em causa "levantou voo" rumo ao parlamento açoriano com o desejo de trazer de volta duas importantes melhorias para a infraestrutura aeroportuária da ilha montanha; uma delas (o grooving) já vem a caminho e deverá "aterrar" em breve, resta agora esperar pela "decisão de embarque" do aumento da pista do Aeroporto do Pico!

Haja saúde!

Post scriptum: link para o anúncio publicado em Jornal Oficial.

Post post scriptum: a 3 de abril de 2018 foi consignada a obra execução do grooving na pista do Aeroporto da ilha do Pico, prevendo-se que esta empreitada esteja concluída em julho de 2018.

Post post post scriptum: no final de maio de 2018, começou a empreitada do grooving da pista do aeroporto do Pico.

Post post post post scriptum: no início de agosto de 2018, a pista do aeroporto do Pico ficou dotada de grooving em toda a sua extensão.



Comunicado da SATA:
SATA lança Concurso para execução do grooving na pista do Aeroporto do Pico
No âmbito da melhoria da operacionalidade do Aeroporto da Ilha do Pico, torna-se necessário realizar obras de adaptação face às novas exigências da política do transporte aéreo, por forma a corresponder às normas internacionais, cada vez mais exigentes, aumentando a eficiência operacional e dotando as infraestruturas do seu aeródromo das condições técnicas de operação das aeronaves que possibilite elevados níveis de qualidade do serviço.
É neste contexto que a SATA Gestão de Aeródromos, S.A., enquanto concessionária do serviço público aeroportuário de apoio à aviação civil nos Aeródromos Regionais, por adjudicação do Governo Regional, promove o concurso público para a execução do Grooving da Pista do Aeródromo da Ilha do Pico, com o objetivo de melhorar as condições de aderência, assim como as condições de escoamento das águas superficiais da pista, através da realização da ranhuragem perpendicular ao eixo da pista.
O preço base para efeito do procedimento do concurso público em apreço corresponde a 349.000,00 € com um prazo de execução de 90 dias.

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Procura pelo Pico em grande destaque na Airbnb


A Airbnb divulgou recentemente alguns dados estatísticos relativos a reservas de alojamento no período de junho a agosto deste ano de 2017, sendo que a ilha montanha obteve a maior subida percentual a nível Açores!

Mais concretamente, esta plataforma online, a qual permite aos indivíduos alugar o todo ou parte da sua própria casa, indicou que a localidade da Madalena registou um acréscimo de 199% face a 2016, o maior crescimento da Região e o quarto maior a nível nacional!

Segundo a Airbnb, as 1.113.000 reservas de alojamento em Portugal, mais 59% do que em 2016, coloca o nosso país como o sexto destino que mais visitantes recebeu pela Airbnb da Europa, neste período de junho a agosto deste ano de 2017.

Todos estas estatísticas da Airbnb agora conhecidas — a ilha montanha ter registado, nas reservas de alojamento, o maior crescimento a nível regional e o quarto maior do país, isto quando Portugal é o sexto destino com maior procura na Europa — vêm também justificar aquilo que se sentiu no Pico neste verão de 2017: voos cheios, carros de aluguer esgotados, restaurantes com filas de espera, alguns locais turísticos só estavam disponíveis após reserva com alguns dias de antecedência, etc.

Resumindo, os números não enganam: o Pico está na moda!

Haja saúde!

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Taça Associação de Futebol da Horta 2017/2018


A Taça "Associação de Futebol da Horta" é uma competição que marca o início da época futebolística sénior na ilha do Pico. A edição da época 2017/2018 é disputada por seis equipas que jogam entre si a duas voltas, equipas estas que são provenientes das ilhas do Pico e do Faial.

A representar a ilha montanha encontram-se três equipas, nomeadamente:

De seguida apresenta-se o calendário da Taça "Associação de Futebol da Horta" 2017/2018 [link para resultados/classificação], sendo que este é intercalado com o Campeonato "Associação de Futebol da Horta" 2017/2018.

Haja saúde!

Post scriptumVitória Futebol Clube conquista a Taça Associação de Futebol da Horta 2017/2018


quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Debates Autárquicas 2017 — Madalena


Aqui ficam os links para os debates realizados pela RTP-Açores aos candidatos à presidência da Câmara Municipal da Madalena:

Haja saúde!


quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Debates Autárquicas 2017 — São Roque do Pico


Aqui ficam os links para os debates realizados pela RTP-Açores aos candidatos à presidência da Câmara Municipal de São Roque do Pico:

Haja saúde!


terça-feira, 19 de setembro de 2017

Debates Autárquicas 2017 — Lajes do Pico


Aqui ficam os links para os debates realizados pela RTP-Açores aos candidatos à presidência da Câmara Municipal das Lajes do Pico:

Haja saúde!


segunda-feira, 18 de setembro de 2017

O Despacito do D. Dinis


O blog "Cais do Pico" acaba de receber uma missiva real, emitida no coração da Vila de São Roque do Pico, informando que El Rei D. Dinis teve conhecimento do fenómeno "Despacito" e que ele próprio decidiu fazer uma nova versão.

Assim, e correspondendo a um pedido expresso de sua majestade, aqui fica o "Despacito do D. Dinis".

Haja saúde!

domingo, 17 de setembro de 2017

Lancha "Espalamaca" vai voltar a navegar


A Marinha Portuguesa cedeu recentemente os motores de uma embarcação salva-vidas, entretanto abatida, para equipar a lancha "Espalamaca", de forma a que esta última volte a navegar.

Atualmente, a "Espalamaca" encontra-se a ser restaurada nos estaleiros navais de Santo Amaro, ilha do Pico [link para fotos]. Estes estaleiros receberam agora [em 15 de setembro de 2017] a embarcação salva-vidas "Sota Patrão António Crista", de onde serão extraídos os motores para a motorização da lancha "Espalamaca" — este foi o primeiro salva-vidas de grande capacidade ao serviço das ilhas do Pico, Faial e São Jorge, entre 1978 (ano da sua construção), até agosto deste ano, quando foi abatido.

Recorde-se que, durante muitos anos, grande parte das ligações marítimas entre as três ilhas do "Triângulo" (Pico, Faial e São Jorge) foram efetuadas pela "Espalamaca", uma embarcação construída em madeira, com 17 metros de comprimento e quatro de largura, e que tinha capacidade para transportar cerca de uma centena de passageiros (com bom tempo), com uma tripulação de apenas quatro homens.

Por fim, não deixa de ser um tanto ao quanto poético o que veio a acontecer: depois de longos anos a resgatar pessoas no mar, o salva-vidas "Sota Patrão António Crista" cumpre uma derradeira missão e dá uma segunda vida à lancha "Espalamaca", de forma a que esta possa voltar ao mar!

Haja saúde!

Post scriptum: no dia 18 de novembro, realizou-se em São Roque do Pico a assinatura do auto de entrega pela Autoridade Marítima Nacional do casco e motores da embarcação ‘Sota-Patrão António Crista’.

Post post scriptum: "Espalamaca" pode ir parar a um museu de construção naval (Vídeo) | Falta dinheiro para que a Espalamaca volte a navegar (Vídeo) | Lancha "Espalamaca" está mais próxima do mar | Governo Regional avança com classificação da lancha "Espalamaca".

sábado, 16 de setembro de 2017

Lançada a primeira pedra da Casa dos Vulcões


Um simulador de sismos e uma viagem ao centro da Terra — estas serão as principais atrações da Casa dos Vulcões, a qual vai nascer na ilha montanha, mais concretamente no lugar do Lajido de Santa Luzia, concelho de São Roque do Pico, e cuja primeira pedra acaba de ser lançada [em 14 de setembro de 2017].

Este investimento, orçado em 2.140.500 € e com um prazo de execução de 15 meses, contará com uma exposição permanente idealizada, tendo por base um conjunto de módulos que contam a história dos vulcões e sismos dos Açores e do Mundo:

  • Cápsula Sensorial — domo geodésico representando um veículo destinado a realizar viagens imaginárias ao centro da Terra e onde serão efetuadas projeções audiovisuais sobre o poder dos vulcões;
  • Simulador de Sismos — permite simular, com grande realismo, sismos já ocorridos, uma experiência que será acompanhada de imagens e sons desses eventos.

Prevê-se, ainda, uma área educativa, o Cantinhos dos Vulcões, que fará com que seja, não apenas um centro de interpretação orientado para os turistas e público em geral, mas também um espaço de conhecimento e aprendizagem dirigido aos mais novos, onde serão desenvolvidas práticas cognitivas específicas, incluindo uma oficina de desenho, modelação e impressão 3D.

[Fonte da notícia: GaCS]

Haja saúde!


sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Campeonato de Futebol dos Açores 2017/2018 — 1.ª Fase


No próximo domingo, dia 17 de setembro de 2017, tem início a 1.ª fase do Campeonato de Futebol dos Açores 2017/2018. Nesta fase estão presentes dez equipas num só grupo, as quais se defrontam entre si a duas voltas.

A representar a ilha do Pico encontra-se o Prainha Futebol Clube, clube sediado na freguesia da Prainha e que joga no campo de jogos do Vitória FC, situado na vila de São Roque do Pico.

De seguida apresenta-se o calendário desta 1.ª fase do Campeonato de Futebol dos Açores 2017/2018.

Haja saúde!

© Diário Insular

© Diário Insular

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Montanha do Pico em selo


Os CTT apresentaram no passado dia 7 de setembro de 2017 uma emissão filatélica dedicada ao Geoparque Açores, criado em 2010 e reconhecido como Geoparque Europeu desde 2013 e como Geoparque Mundial da UNESCO desde 2015. Esta emissão mostra o valor da geodiversidade deste património geológico e a importância das suas paisagens enquanto recurso económico.

Estão representados nestes selos elementos de geodiversidade presentes em locais geográficos relevantes e singulares dos Açores, nomeadamente: a Lagoa e Caldeira do Vulcão das Furnas, na ilha de São Miguel; o Vulcão dos Capelinhos, na ilha do Faial; a Montanha do Pico, na ilha do Pico; e Fajã Grande e Fajãzinha, na ilha das Flores. O bloco com dois selos mostra a chaminé vulcânica no algar do carvão, na ilha Terceira, e a Caldeira e a Furna do Enxofre na ilha Graciosa.

O Geoparque Açores está assente numa rede de 121 geossítios dispersos pelas nove ilhas e zona marinha envolvente. Estes garantem a representatividade da geodiversidade açoriana, traduzem a história geológica e eruptiva do arquipélago e têm uma estratégia de conservação e promoção turística comuns.

A par do património geológico, existem no Geoparque Açores outros valores de referência, como é o caso de uma rica biodiversidade e um património arquitetónico, cultural, etnográfico e imaterial de grande valor. Integrando no seu território duas áreas de Património Mundial, quatro Reservas da Biosfera e treze sítios RAMSAR, esta é uma das duas regiões do Mundo com as quatro designações UNESCO.

[Fonte da notícia: CTT]

Haja saúde!


quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Radar da PSP no Pico — setembro 2017


Segundo a PSP, neste mês de setembro de 2017 serão efetuadas algumas operações de controlo de velocidade por radar na ilha do Pico, nomeadamente em:

  • 15 de setembro (sexta-feira) / 14h00 / Candelária (Madalena).
  • 23 de setembro (sábado) / 07h00 / São Miguel Arcanjo (São Roque do Pico).

Haja saúde!

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Submarino da II Guerra Mundial afundado a sul do Pico irá receber classificação de património arqueológico


O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia anunciou ontem [11 de setembro de 2017] que os destroços do submarino alemão ‘U-581’, afundado em 1942, a sul da ilha do Pico, irão ser classificados como património arqueológico subaquático.

Segundo Gui Menezes, “as secretarias regionais da Educação e Cultura e do Mar, Ciência e Tecnologia irão classificar este naufrágio como património arqueológico, pelo seu valor histórico e cultural, mas também pelo seu valor científico”.

O Secretário Regional do Mar falava a bordo do catamaran Ada Rebikoff, depois de um mergulho no submersível ‘LULA 1000’ ao submarino alemão ‘U-581’, ao largo de São Mateus do Pico, a quase 900 metros de profundidade.

Para além do valor histórico deste submarino, que representa a importância dos Açores no grande conflito mundial de 39-45, existe “muito interesse científico”, disse Gui Menezes, referindo que serão realizados trabalhos de investigação com base em amostras recolhidas dos organismos que, entretanto, se fixaram ao casco do submarino.

O ‘U-581’ é um recife artificial, datado, para estudar a recolonização do oceano profundo, relevante, por exemplo, para o estudo dos processos de recuperação de habitats degradados por atividades humanas.

“Ao sabermos a data em que submarino foi afundado [fevereiro de 1942], ou seja, o ‘ponto zero’ da colonização por certos organismos, como corais e esponjas de águas frias, é possível saber a sua idade e a taxa de crescimento”, referiu.

Os destroços do ‘U-581’ foram encontrados o ano passado pela Fundação Rebikoff-Niggeler a bordo do ‘LULA 1000’.

[Fonte da notícia: GaCS]


(Registo áudio das declarações do Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia)


Haja saúde!

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Vinho licoroso 'Czar' de 2009 — edição premium em garrafa de cristal


A colheita de 2009 do vinho licoroso 'Czar', produzido na ilha do Pico, deu origem a um produto histórico: numa das barricas surgiu um vinho totalmente natural com uma graduação de 20,1% graus álcool.

Assim, pelo facto de este vinho não ser aguardentado, está-se perante um fenómeno da natureza único em todo o mundo, pois não existiam até agora registos de vinhos que tivessem atingido semelhante graduação de forma totalmente natural.

Para celebrar esta unicidade, foi lançada uma edição especial de 75 garrafas de cristal da Vista Alegre, com gravações douradas feitas à mão.

O 'Czar' entra assim para o muito restrito lote de vinhos portugueses que teve direito a uma garrafa premium, situação que normalmente só ocorria com muitos poucos vinhos do Porto com mais de cem anos.

Com Denominação de Origem Protegida (DOP) "Pico", o vinho licoroso 'Czar' é produzido na única vinha açoriana classificada como pertencendo à elite das "Vinhas Velhas de Portugal", a qual também é um sítio classificado pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade.

É sabido que os czares da Rússia apreciavam muito o vinho licoroso do Pico, tendo estes enviado propositadamente barcos à ilha montanha para ir buscar este vinho, não só para degustação mas também para receitas médicas. Hoje já não existem czares, mas esta edição premium do 'Czar' é a prova viva do porquê da demanda da corte russa, para além de comprovar como a vinha da ilha do Pico é uma autêntica fonte de inspiração para todas as pessoas: num local onde praticamente só existia pedra, o Homem do Pico foi capaz de não só tirar dali o seu sustento, mas também criar um produto de qualidade mundial, isto tudo em harmonia com a natureza!

Haja saúde!

Contactos — Vinho 'Czar': verdelhoczar@yahoo.com | www.czarwine.pt


sábado, 9 de setembro de 2017

Quando uma taxa de ocupação de 100% origina um crescimento negativo aéreo...


À semelhança do que aconteceu em julho deste ano, a ilha do Pico continua a registar fenómenos "estranhos" no campo dos transportes aéreos. Mais concretamente, e segundo os dados do Serviço Regional de Estatística dos Açores (SREA) relativos ao transporte aéreo, a ilha montanha foi única do arquipélago que registou um crescimento negativo no que se refere ao movimento de passageiros aéreos (desembarcados e embarcados) em agosto de 2017 (quando comparado com o período homólogo de 2016).


Contudo, e mais uma vez, este destaque negativo registado no Aeroporto do Pico pode ser enganador à primeira vista. Sendo o mês de agosto uma altura onde existem mais pessoas a sair do que a entrar na Região, atente-se ao maior contributo para o movimento de passageiros aéreos, isto é, aos embarques efetuados na ilha montanha, de forma a se chegar a uma conclusão surpreendente...

Seguindo a metodologia de cruzar os dados do SREA com o tipo de aeronave utilizada [disponível através da app da SATA para iOS], é possível descobrir que o Pico registou, em agosto de 2017 e considerando os passageiros embarcados, uma taxa de ocupação de 100% nos voos Pico/Lisboa e de 96,1% nos voos interilhas, o que corresponde a uma taxa de ocupação global de 96,9%.

Estas são taxas de ocupação fantásticas para uma qualquer companhia aérea, mas para a ilha montanha revelam-se insuficientes. Porquê? Atente-se à taxa de ocupação de 100% nos voos com Lisboa: apesar de os aviões partirem cheios, houve menos lugares oferecidos neste ano (2119) do que os passageiros embarcados no ano passado (2243), originando impreterivelmente um decréscimo (-5,5%) nos embarques na rota Pico/Lisboa!

Analisando o total das ligações aéreas que serviram a ilha montanha, verifica-se que mesmo que todos os voos que descolaram do Pico em agosto de 2017 estivessem lotados, seria sempre obtido um decréscimo nos passageiros embarcados (-0,5%) face ao período homólogo de 2016!

Se a análise referente a julho de 2017 permitiu concluir que o verdadeiro significado do crescimento negativo aéreo no Pico podia ser expresso como "por mais que crescesse a lotação nos voos, as estatísticas diriam sempre que os passageiros decrescem", agora, em agosto, a ilha montanha atingiu esse cúmulo do paradoxo aéreo: os voos estiveram cheios a 100%, o que originou um crescimento... negativo!

Haja saúde!

Post scriptum: Este artigo foi publicado na edição n.º 698 do 'Jornal do Pico', de 15 de setembro de 2017.

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Motivos na calçada do Cais do Pico


Embora caminhar olhando constantemente para o solo pode não ser o mais comum, olhar o chão que pisamos pode se tornar numa experiência muito interessante. Seguindo esta ideia, embarquemos, então, na aventura de olhar para os motivos na calçada do Cais do Pico, o coração da vila de São Roque do Pico.

Começando junto aos Paços do Concelho, é possível encontrar linhas retas e circunferências, bem como alguns quadrados, ou seja, motivos mais geométricos.


Nas ruas anexas aos Paços do Concelho, como seja, por exemplo, junto à Filarmónica Liberdade do Cais do Pico, encontram-se três motivos diferentes: a montanha, um cacho de uva e uma baleia. Além disso, a entrada desta filarmónica também tem um motivo a condizer com a sua atividade musical.






Indo agora para a frente marítima do Cais do Pico, a ligação ao mar começa a ser predominante: muitos dos motivos representam ondas do mar e um astrolábio.




Na vizinhança da estátua do D. Dinis, ou seja, junto ao Cais Velho, a herança da baleação merece destaque, nomeadamente através da representação do bote baleeiro e da baleia.




Junto à farmácia existem várias caravelas, enaltecendo, assim, a época dos descobrimentos portugueses e, de certa forma, a descoberta dos Açores.



Esta viagem termina fora do Centro Multimédia, onde se encontra o maior motivo, quer em tamanho, quer em quantidade de diferentes tonalidades de pedra, e que representa o brasão da vila de São Roque do Pico.


Haja saúde!

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Iates no Cais do Pico


Aqui fica um registo fotográfico da baía do Cais do Pico, vila de São Roque do Pico, no dia 30 de agosto de 2017, onde é possível observar a presença de três belos iates fundeados nesta baía.

Nota ainda para a operação da draga "Baixio", a descarregar areia no Porto do Cais do Pico, para a presença da lancha da baleia "Garota", também fundeada na baía, e para uma pequena embarcação a pescar junto à "ponta da doca".

Haja saúde!


Fonte: Time-lapse Cais do Pico

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Subida à montanha mais alta de Portugal


Chris Hau é um fotógrafo e realizador canadiano que esteve recentemente nos Açores, tendo inclusivamente feito um pequeno vídeo sobre o arquipélago intitulado "Os Açores — Explorando a jóia escondida de Portugal".

Um dos pontos de recolha de imagens açorianas foi a ilha do Pico, incluíndo uma subida à montanha mais alta de Portugal. Esta última experiência mereceu um vídeo autónomo [em anexo], permitindo assim que todas as pessoas que o vejam sintam o que é escalar a montanha do Pico, qual a perspectiva de quando se está acima das nuvens e como o piquinho se torna bem maior quando estamos perto dele!

Para todos aqueles que desejam subir a montanha, podem e devem consultar previamente o seguinte link: Regulamento de acesso à montanha do Pico

Haja saúde!

Post scriptum: Adicionado outros vídeos sobre o mesmo tema.



segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Escala de navios de mercadorias no Porto do Cais do Pico — setembro 2017


A Transinsular publicou no seu site a escala para o mês de setembro de 2017 dos navios de carga que efetuam a ligação Continente - Açores (clique na imagem para conhecer esta escala).


Os navios e as datas em que os mesmos vão visitar o Porto do Cais do Pico, na vila de São Roque do Pico, encontram-se indicados na tabela seguinte (clicando no nome do navio abre uma nova janela com a localização atual do mesmo).

DiaNavio
06 de setembro (quarta-feira)Ponta do Sol
14 de setembro (quinta-feira)Maria P
19 de setembro (terça-feira)Ponta do Sol
27 de setembro (quarta-feira)Furnas

Previsão de entradas e saídas de navios - Porto do Cais do Pico: Todas estas informações encontram-se igualmente disponíveis no separador "Barcos" deste blog, apresentando-se também em anexo um mapa contendo, em tempo real, as embarcações que navegam na vizinhança da ilha montanha.

Haja saúde!

domingo, 3 de setembro de 2017

Landing @ PIX (SP 478 | 02/09/17)


Aqui fica o registo vídeo de uma magnífica aterragem no Aeroporto da ilha do Pico por parte do voo SP 478 (Terceira — Pico), a qual teve lugar a 2 de setembro de 2017.

Haja saúde!

sábado, 2 de setembro de 2017