quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Montanha do Pico foi escolhida para integrar uma Rede Nacional de Montanhas de Investigação


A montanha da ilha do Pico a par das serras de Montesinho, em Bragança, e da Estrela, na Guarda, foram as escolhidas para lançar uma Rede Nacional de Montanhas de Investigação para valorizar os recursos existentes.

O projeto foi recentemente apresentado pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, e pretende aproveitar o conhecimento científico para explorar e valorizar as áreas de montanha nas diferentes vertentes, desde a preservação, agricultura, clima, ao património e turismo científico.

[Fonte da notícia: LUSA]

Haja saúde!

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Casas em São Miguel Arcanjo começaram a ser demolidas

Em junho de 2014, derrocadas de grandes dimensões ocorreram na encosta de São Miguel Arcanjo, em São Roque do Pico, as quais felizmente não causaram feridos mas levaram ao realojamento de mais de 30 pessoas. Adicionalmente, as suas casas deixaram de ter condições de habitabilidade.

No seguimento destes acontecimentos, as famílias afetadas foram indemnizadas e as habitações em risco passaram para a posse do município de São Roque do Pico.

Agora, cerca de dois anos e meio depois das derrocadas, as casas afetadas começaram a ser demolidas, tal como se pode observar nas imagens em anexo.

Haja saúde!



sábado, 26 de novembro de 2016

Campeonato Associação de Futebol da Horta 2016/2017


O Campeonato "Associação de Futebol da Horta" é a principal competição da época futebolística sénior na ilha do Pico. Disputada entre meados de novembro e meados de abril, a edição da época 2016/2017 é disputada por seis equipas que jogam entre si a quatro voltas, equipas estas que são provenientes das ilhas do Pico e do Faial.

A representar a ilha montanha encontram-se três equipas, nomeadamente:

De seguida apresenta-se o calendário do Campeonato "Associação de Futebol da Horta" 2016/2017 [link para resultados/classificação].

Haja saúde!

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Onde moram as pessoas na ilha do Pico?

De entre as várias curiosidades sobre a ilha do Pico, a ilha montanha apresenta os seguintes dados geográficos e demográficos:
Estes factores contribuem para que a ilha montanha tenha uma densidade de 31,8 habitantes por km², ou seja, a terceira mais baixa dos Açores (apenas nas ilhas das Flores e do Corvo a densidade populacional é inferior).

Por outras palavras, a ilha do Pico tem vastas áreas inabitadas (incluindo algumas que provavelmente nenhum ser humano por lá passou!), sendo que a esmagadora maioria da população vive junto ao mar. Mas ainda melhor do que descrever onde residem as pessoas na ilha montanha, nada como visualizar a sua dispersão pela ilha.

Graças à Agência Espacial Europeia e ao seu mapa cartográfico detalhado que consegue localizar praticamente todas as povoações existentes na Terra, agora é possível identificar claramente no mapa da ilha do Pico as zonas habitadas e as áreas despovoadas, mapa este que se apresenta em anexo.

Haja saúde!

[Ver também: Evolução da população na ilha do Pico (desde 1849 a 2050) | Envelhecimento da população na ilha do Pico, nos Açores e em Portugal]

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Programa do XII Governo da Região Autónoma dos Açores


Com a recente tomada de posse do XII Governo da Região Autónoma dos Açores, seguiu-se a apresentação da respetiva Proposta de Programa de Governo, a qual foi aprovada no passado dia 18 de novembro de 2016 [link para consultar este programa na íntegra]. Este é o documento que contém as linhas estratégicas e orientadoras para as várias áreas da ação governativa nos próximos quatro anos.

Atendendo à ilha do Pico, o Programa de Governo contém as seguintes medidas concretas:
  • Continuar com a política de requalificação de quartéis de bombeiros, nomeadamente, do Nordeste e das Lajes do Pico.
  • Reavaliar a delimitação das massas de água subterrâneas das ilhas do Pico e Graciosa.
  • Prosseguir com a implementação dos Planos de Ordenamento das Bacias Hidrográficas das Lagoas das ilhas de São Miguel, Pico e Flores.
  • Desenvolver um programa de monitorização regular, através de amostragens físico-químicas, da qualidade da água das lagoas das ilhas de São Miguel, Pico, Flores e Corvo.
  • Concluir a modernização da rede de cuidados de saúde primários, nomeadamente com as obras nos Centros de Saúde das Lajes do Pico, das Velas, da Calheta, de Santa Cruz das Flores e novo Centro de Saúde da Horta.
  • Reforçar a operacionalidade das infraestruturas dos portos da região, concluindo as empreitadas já iniciadas (Porto da Casa, Porto das Poças, Porto das Velas, Porto de Ponta Delgada), iniciando as empreitadas com os procedimentos já lançados (2.ª fase da Frente Marítima da Cidade da Horta e rampa ro-ro no Porto da Calheta) e lançando novos procedimentos para os projetos já aprovados ou em fase de conclusão (Terminal de Passageiros de São Roque do Pico e a Requalificação e Ampliação do Porto das Pipas).
  • Requalificar e dinamizar os Estaleiros da Madalena com o envolvimento de privados no investimento e dinamização daquela unidade industrial naval.

Haja saúde!

domingo, 20 de novembro de 2016

Navio "Mestre Simão" suspende operação de 21 a 26 de novembro para inspeção

Comunicado da Atlânticoline:
A Atlânticoline, S.A. informa que o ferry “Mestre Simão” será alvo de inspeção obrigatória aos meios de salvação, no âmbito dos requisitos de segurança legalmente exigidos para este tipo de embarcações. Esta inspeção será realizada em São Miguel, onde se localiza a única instalação certificada para o efeito na Região.
Assim, o “Mestre Simão” ficará impedido de dar o seu contributo à operação regular da Atlânticoline a partir de segunda-feira, 21 de novembro, pelo período estimado de uma semana. Prevê-se que o navio regresse à operação no dia 27.
Durante esse período, serão asseguradas todas as viagens previstas, sem alterações nos horários. No entanto, algumas das viagens passarão, neste período, a ser realizadas pelo navio “Cruzeiro do Canal”, o que impossibilitará o transporte de viaturas.
Assim, durante a semana, a viagem matinal da Linha Verde, que liga Faial, Pico e São Jorge, será realizada pelo “Cruzeiro do Canal”, e as três primeiras viagens da Linha Azul (Horta/Madalena) serão feitas pelo “Gilberto Mariano”. Na segunda, quarta e sexta-feira, o “Cruzeiro do Canal” fará a última viagem do dia na Linha Azul, e o “Gilberto Mariano” fará a viagem da tarde na Linha Verde. Na terça e na quinta-feira, o ferry fará também a última viagem entre Horta e Madalena já que nesses dias não há viagem à tarde na Linha Verde. No sábado, o “Gilberto Mariano” realiza todas as viagens da Linha Azul enquanto o “Cruzeiro do Canal” realiza a viagem da Linha Verde.
No início do próximo ano, será a vez do “Gilberto Mariano” viajar até São Miguel para esta inspeção.
A Atlânticoline lamenta quaisquer inconvenientes que esta situação possa causar aos passageiros, solicitando a sua compreensão para o facto destes procedimentos serem obrigatórios e absolutamente necessários para garantir todos os requisitos de segurança exigíveis neste tipo de embarcações.

Recorde-se que no separador "Barcos" deste blog é possível encontrar os horários dos navios de passageiros que servem a ilha do Pico de forma regular e dos navios de mercadorias que escalam o principal porto comercial da ilha do Pico.

Haja saúde!

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Ilha do Pico em destaque na Bloomberg

A Bloomberg, um dos principais provedores mundiais de informação para o mercado financeiro, publicou recentemente um artigo onde destaca os Açores como o novo destino de aventura.

A reportagem indica que este destino "procura melhorar as suas infraestruturas sem provocar danos aos tesouros tangíveis e intangíveis que tornam o arquipélago açoriano único no mundo". São também referidas as ligações aéreas a várias cidades mundiais, através da Azores Airlines, bem como que devem ser visitadas várias ilhas, as quais oferecem "lindas paisagens que não requerem filtro nas fotos".

Sendo a ilha de São Miguel a mais acessível do exterior, são várias as referências turísticas apresentadas para esta ilha. Contudo, o autor deste artigo da Bloomberg, Brandon Presser, escreve também o seguinte:
Se puder ir a apenas uma das demais ilhas, dê prioridade ao Pico. Oferece um poderoso contraponto a São Miguel, com cerca de um décimo da população e um enorme pico vulcânico cuja sombra se move pela paisagem como um relógio de sol.
Escalar até a cúpula do Pico, com forma de chapéu de bruxa, continua a ser a experiência mais icónica da ilha — uma caminhada que leva cerca de seis horas até o topo, ida e volta — mas há muitas outras atividades que fazem a visita valer a pena.
No século XIX, o Pico era um dos grandes produtores de vinho da Europa e servia a aristocracia com uma bebida forte que não se podia encontrar em nenhuma parte no continente. E embora uma praga tenha praticamente aniquilado a indústria nos anos 1850, esta está agora a recuperar. A ilha mantém uma cultura de adegas, nas quais os visitantes podem parar para provar bebidas fortificadas e comprar algumas garrafas.
O Pico é também um local de excelência para fazer whale watching, pois é um ponto de encontro transatlântico para inúmeras espécies de mamíferos marinhos. A época começa em abril e termina em outubro, sendo apenas limitada por alguns dias de mar bravo nos meses mais frios.

Haja saúde!

© Brandon Presser

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Radar da PSP no Pico — novembro 2016

Segundo a PSP, neste mês de novembro de 2016 irão ser feitas operações de controlo de velocidade por radar na ilha do Pico, nomeadamente em:

  • 18 de novembro (sexta-feira) / 08h00 / Bandeiras (Madalena).

Haja saúde!

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Município da Madalena será "Cidade do Vinho 2017"

O município da Madalena, na ilha do Pico, foi ontem eleito [segunda-feira, 14 de novembro de 2016], pela Associação Municípios Portugueses do Vinho (AMPV), como "Cidade do Vinho 2017".

A candidatura da Madalena destacou-se das restantes quatro concorrentes (Alenquer/Torres Vedras, Moura, Pinhel e Vila Nova de Foz Côa) pela sua singularidade, evidenciando-se pelas suas características únicas, nomeadamente pela Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico, aclamada em 2004 Património da Humanidade, pela UNESCO, que a considerou uma das mais complexas estruturas alguma vez criadas pelo Homem, bem como pela representatividade e evidente crescimento da vitivinicultura, potenciando outras áreas de atividade a montante e a jusante deste setor, muito em particular do enoturismo.

Ao longo do próximo ano, o município da Madalena propõe realizar um vasto conjunto de eventos "que irão fazer da Madalena o principal núcleo da vitivinicultura na região e no país".

Recorde-se ainda que o município da Madalena é a Capital dos Açores da Vinha e do Vinho.

Haja saúde!

[Reportagem RDP/Açores | Sugestões do semanário 'Expresso' | Notícia RTP/Açores]


segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Aeroporto do Pico supera os 100 mil passageiros pela primeira vez


O ano de 2016 está a ser histórico no que toca aos passageiros aéreos de e para a ilha do Pico. Segundo os dados do Serviço Regional de Estatística dos Açores relativos ao transporte aéreo, e à semelhança dos dados conhecidos para o movimento de passageiros aéreos (desembarcados e embarcados) em meses anteriores, no passado mês de outubro per se, bem como desde janeiro até outubro (e comparando com os respetivos períodos homólogos do ano passado), a ilha do Pico não só voltou a crescer acima da média regional, como mais uma vez obteve o maior crescimento percentual a nível Açores!


Analisando o movimento de passageiros aéreos nos aeroportos açorianos apenas em outubro, atrás da ilha montanha (51,1%) mas acima da média regional (26,0%) ficaram Terceira (34,9%) e Faial (30,9%). Considerando agora todo o tempo já decorrido em 2016, apenas duas ilhas superaram a média regional (21,6%): Pico (38,7%) e Terceira (24,7%). Nota ainda para o facto de todas as ilhas açorianas continuarem a registar um crescimento no que toca ao movimento dos passageiros aéreos face ao que ocorreu em 2015.

Mas a ilha do Pico e o seu aeroporto estão também de parabéns por outro motivo: pela primeira vez na história deste aeroporto foi superada a marca dos 100 mil passageiros aéreos num só ano (e o ano ainda não acabou)! Este é um marco histórico que já se antevia, dada a evolução registada nos últimos anos no aeroporto da ilha montanha.


Comparando os dados deste ano (incompleto) de 2016 face ao registado em (todo ano de) 2003, o movimento de passageiros aéreos quase que triplicou (191,7%), com um aumento absoluto de 73.997 passageiros. Aliás, e considerando o todo regional, este é o maior aumento em termos percentuais e o terceiro maior crescimento em termos absolutos (apenas atrás de São Miguel e Terceira).


Em suma, esta análise estatística permite comprovar o que todas as pessoas que estão ou visitam a ilha montanha sentem: "o Pico está na moda"!

Haja saúde!

domingo, 13 de novembro de 2016

As preocupações dos exportadores de carne do Pico


Do total de explorações dos Açores que se dedicam à produção de gado de carne com Identificação de Origem Protegida (IGP), é na ilha do Pico que se situa a grande maioria destas explorações (quase 40% do todo regional), o que significa que esta é a ilha que mais produz carne nos Açores.

Semanalmente são exportados pelo menos três contentores de carne (chegando por vezes aos seis contentores), o que significa que esta atividade económica é de extrema importância para a ilha do Pico, em particular, e para os Açores, em geral.

Garantir a qualidade deste produto alimentar passa não só pelo trabalho dos exportadores de carne, mas também por tentar assegurar a frescura da carne quando esta chega ao seu destino. Assim, é importante que toda a logística associada contribua para a valorização deste produto açoriano de excelência.

Considerando tudo o que foi mencionado anteriormente, compreende-se e justifica-se as preocupações dos exportadores de carne da ilha montanha derivadas da recente calendarização das escalas de navios porta-contentores na ilha do Pico (ver vídeo em anexo). Mais concretamente, devido ao facto do toque semanal no Porto do Cais do Pico passar a ser feito à terça-feira em algumas semanas (ao invés de quinta-feira), os negócios com os compradores de carne poderão estar em risco devido à frescura da carne (com esta alteração, a carne chega ao destino 10 dias depois do abate, enquanto se a mercadoria fosse carregada à quinta-feira, era possível reduzir esse intervalo de tempo para 7 dias).

Caso não seja encontrada uma solução para este problema, irá ocorrer um efeito dominó prejudicial para todas as partes envolvidas:
  • Os exportadores de carne deixarão de vender uma grande parte da sua produção, reduzindo significativamente o seu rendimento;
  • A Região passará a gerar menos riqueza, consequentemente passando a depender ainda mais do exterior;
  • As empresas associadas ao transporte marítimo de mercadoria também perderão parte do seu negócio, implicando um provável aumento de custos na exploração da rota Continente/Açores.
Urge então tentar resolver as preocupações dos exportadores de carne do Pico, pois, tal como ficou aqui demonstrado, a solução trará vantagens para todos!

Haja saúde!

Post scriptum: Nota para um agradecimento ao amigo Rui Pedro Ávila, por ter ajudado a divulgar este post através do seu espaço de opinião no 'Jornal do Pico', edição n.º 655, de 18 de novembro de 2016.

[Link para notícia RDP/Açores igualmente sobre este assunto]

sábado, 12 de novembro de 2016

400.000 visualizações


Escrever sobre um pouco de tudo relacionado com a ilha montanha, dando destaque à zona do Cais do Pico, à vila e ao concelho de São Roque do Pico, é um enorme prazer. Contudo, é ainda mais motivador sentir que do outro lado existem inúmeros leitores do blog "Cais do Pico".

Celebrar agora 400.000 visualizações, aliado ao facto de que nos últimos meses a procura por este blog tem sido cada vez maior (fundado há quase três anos, no início de 2016 registavam-se menos de metade das visualizações atuais!), é sem dúvida a melhor forma de ver recompensado o tempo, o esforço e a dedicação despendidos para manter uma contínua atualização desta página.

O meu muito obrigado a todos os visitantes do blog "Cais do Pico", especialmente àqueles que o seguem diariamente e a todas as pessoas que têm ajudado a divulgar o mesmo.

Haja saúde!

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

As "feridas" no Porto do Cais do Pico deixadas pelas mais de 90 mil toneladas de pedra

Terminou recentemente o transporte de pedra da ilha montanha para a empreitada de prolongamento do porto de Velas, uma operação que nos últimos quatro meses transportou um total de cerca de 92 mil toneladas de basalto entre as ilhas do Pico (São Roque do Pico) e de São Jorge (Velas).

Foram mais de 150 viagens que permitiram que esta enorme quantidade de pedra fosse carregada várias vezes ao dia no Porto do Cais do Pico e descarregada diretamente no mar da baía de Velas. Contudo, e apesar de o Porto do Cais do Pico já ter sido batizado como "um porto do outro mundo", as mais de 90 mil toneladas de pedra deixaram "feridas" no porto picoense, tal como as imagens em anexo comprovam.

Olhando para toda esta operação logística por outro prisma, não deixa de ser contraditório o que aconteceu:
  • Supostamente, o Porto do Cais do Pico não pode ser mais prolongado, isto porque é muito profundo e seria extremamente dispendioso efetuar tal empreitada;
  • Passaram toneladas e toneladas de pedra junto ao molhe deste mesmo porto, mostrando que não é de todo impossível fazer chegar esta matéria-prima ao local ideal para a expansão de um qualquer porto;
  • Se, a partir da ponta da doca, foi possível carregar estas toneladas de pedra num navio de carga e transportá-las para outra ilha a 20 km de distância, em viagens por vezes tri-diárias, com certeza seria ainda mais económico fazer deslocar as pedras para distâncias da ordem das dezenas de metros;
  • Por fim, ao invés de se melhorar as condições de operacionalidade do Porto do Cais do Pico, de forma a reduzir os constrangimentos e a "agitação marítima" na zona de atracagem, os quais provocam inúmeros cancelamentos no transporte marítimo de passageiros, esta infraestrutura portuária é que acabou ficando danificada!

Haja saúde!



quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Pico acolhe primeira mulher do país a chefiar uma delegação marítima

A Tenente Cátia Rosalino acaba de entrar para a história de Portugal: esta oficial é a primeira mulher do país a chefiar uma delegação marítima.

Mais concretamente, Cátia Rosalino vai assumir o comando das duas delegações marítimas da ilha do Pico, localizadas em São Roque do Pico e nas Lajes do Pico, as quais estão sob a alçada da Capitania do Porto da Horta.

Haja saúde!

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

"Última chamada" para a petição pública pelo aumento das condições de operacionalidade do Aeroporto da ilha do Pico


A petição pública pelo aumento das condições de operacionalidade do Aeroporto da ilha do Pico está prestes a "descolar" rumo ao seu próximo destino: dar conhecimento oficial da mesma aos órgãos de governo próprio da Região Autónoma dos Açores (Assembleia Legislativa Regional dos Açores e Governo dos Açores).

Assim, esta é a "última chamada" para todos aqueles que se queiram associar a esta iniciativa e ainda não tenham assinado a petição.

Por outro lado, e considerando todos voluntários que recolheram assinaturas em papel, pede-se aos mesmos que entrem em contacto através do e-mail mail@caisdopico.pt, de forma a determinar a melhor forma de fazer chegar essas mesmas assinaturas aos organizadores.

Haja saúde!

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Vitória Futebol Clube conquista a Taça Associação de Futebol da Horta 2016/2017


O Vitória Futebol Clube tornou-se no passado domingo o vencedor antecipado da Taça Associação de Futebol da Horta 2016/2017.

O clube de São Roque do Pico (e que ostenta no seu símbolo as mesmas palavras que dão nome a este blog) conquista assim o primeiro troféu da presente época futebolística da ilha montanha, quando ainda faltam duas jornadas para o fim da prova [link para mais informações sobre esta competição].

Parabéns a toda a equipa do Vitória!

Haja saúde!

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Como chegar ao Pico partindo de Lisboa (e vice-versa) durante o inverno IATA 2016/2017

Descobrir a melhor forma de chegar à ilha do Pico partindo de Lisboa, sem pernoita intermédia e utilizando apenas o transporte aéreo, pode ser uma tarefa árdua, sendo que o mesmo se aplica ao percurso inverso: as combinações entre companhias são várias e nem sempre é possível perceber facilmente se dá ou não para apanhar ligações low-cost.

Por esta razão, e sob a supervisão de Luís Ferreira, os administradores do grupo de Facebook "Aeroporto do Pico" elaboraram um conjunto de ficheiros que contêm as diversas alternativas de como chegar ao Pico partindo de Lisboa, ou vice-versa, no mesmo dia e só por via aérea durante o inverno IATA 2016/2017. Estas alternativas estão disponíveis através dos seguintes links:

 30 de outubro de 2016 a 25 de março de 2017 
Lisboa -> PicoPico -> Lisboa

As alternativas apresentadas devem ser sempre confirmadas no respetivo site de cada companhia aérea ou numa agência de viagens, uma vez que podem ocorrer alterações pontuais nos horários.

Outras informações úteis:

Recorde-se ainda que os horários dos aviões que servem a ilha do Pico de forma regular encontram-se disponíveis no separador "Aviões" deste blog.

Haja saúde!

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Escala de navios de mercadorias no Porto do Cais do Pico — novembro 2016

A Transinsular publicou no seu site a escala para o mês de novembro de 2016 dos navios de carga que efetuam a ligação Continente - Açores (clique na imagem para conhecer esta escala).


Os navios e as datas em que os mesmos vão visitar o Porto do Cais do Pico, na vila de São Roque do Pico, encontram-se indicados na tabela seguinte (clicando no nome do navio abre uma nova janela com a localização atual do mesmo).

DiaNavio
02 de novembro (quarta-feira)Ponta do Sol
10 de novembro (quinta-feira)Madeirense 3
15 de novembro (terça-feira)Ponta do Sol
23 de novembro (quarta-feira)Furnas
29 de novembro (terça-feira)Ponta do Sol

Previsão de entradas e saídas de navios - Porto do Cais do Pico: Todas estas informações encontram-se igualmente disponíveis no separador "Barcos" deste blog, apresentando-se também em anexo um mapa contendo, em tempo real, as embarcações que navegam na vizinhança da ilha montanha.

Haja saúde!

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Agenda Cultural de São Roque do Pico — novembro 2016


A lista das mais diversas atividades que acontecem em São Roque do Pico, no mês de novembro de 2016, encontra-se disponível na Agenda Cultural de São Roque do Pico, a qual se apresenta de seguida.


No fim deste post apresentam-se, por ordem cronológica, os cartazes de alguns dos eventos que terão lugar neste mês de novembro.

As datas de alguns dos eventos que ocorrem nas redondezas também podem ser encontradas na mini agenda "Acontece por aí" (versão desktop: no topo da página, à direta; versão mobile: no fim da página, em baixo).

Haja saúde!

[Nota: este post irá sendo atualizado à medida que forem surgindo mais cartazes, sendo também adicionados links para fotos/vídeos disponibilizados após os eventos (última atualização: 27 de novembro de 2016). Também se encontra disponível online, na página oficial da Câmara Municipal de São Roque do Pico, uma agenda para diversos eventos que ocorrem neste concelho - link.]



(Como não houve oportunidade anterior, aqui ficam os links para fotos/vídeos disponibilizados após os eventos de outubro de 2016)

Mercado de Trocas e Baldrocas (Jardim Municipal de São Roque do Pico, 2 de outubro):

Comemoração do Dia do Combatente na ilha do Pico (São Roque do Pico, 5 de outubro):

Peça de teatro "Derivados da Salsicha" (Auditório da Escola BS de São Roque do Pico, 8 de outubro):

Dia Municipal da Igualdade de Género (Salão Nobre da Câmara Municipal de São Roque do Pico, 24 de outubro):



(Links para fotos/vídeos disponibilizados após os eventos de novembro de 2016)

Comemoração dos 474 anos da elevação de São Roque do Pico a concelho (Salão Nobre da Câmara Municipal de São Roque do Pico, 10 de novembro):

Festa de São Martinho (Cabrito, Santa Luzia, 11 de novembro):
Festa na discoteca Skipper (São Roque do Pico, 12 de novembro):
27º Aniversário do Clube Naval de São Roque do Pico (Cais do Pico, 17 de novembro):
Noite de Fados (Sede da Filarmónica União Artista de São Roque do Pico, 26 de novembro):

Festa na discoteca Skipper (São Roque do Pico, 26 de novembro):