sábado, 31 de janeiro de 2015

Mercado de Trocas e Baldrocas em São Roque do Pico

Este domingo (dia 1 de fevereiro), das 14h às 18h, haverá um mercado de trocas no Jardim Municipal de São Roque do Pico (caso as condições atmosféricas não o permitam, o mesmo será cancelado).

Pelas 15h haverá a atuação do dueto "Sonoridades" (Susana Moura e Daniel Pena).

(Fotos do evento)

Haja saúde!

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Obrigações de Serviço Público nas ligações aéreas entre os Açores e o Continente e os Açores e a Madeira

Já foram publicadas no Jornal Oficial da União Europeia as novas Obrigações de Serviço Público (OSP) nas ligações aéreas entre os Açores e o Continente e os Açores e a Madeira, as quais entram em vigor a partir de 29 de março de 2015.

De seguida apresenta-se um resumo das mesmas, sendo que os textos integrais podem ser consultados na página da ANAC através deste link.

Rotas sujeitas a OSP Rotas liberalizadas
Lisboa / Pico / Lisboa
Lisboa / Horta / Lisboa
Lisboa / Santa Maria / Lisboa
Funchal / Ponta Delgada / Funchal
Lisboa / Ponta Delgada / Lisboa
Lisboa / Terceira / Lisboa
Porto / Ponta Delgada / Porto
Porto / Terceira / Porto

Frequências mínimas durante todo o ano nas rotas com OSP
Rota Frequência Observações
Lisboa / Pico / Lisboa 2 vezes por semana de 5.ª feira a 2.ª feira, em dias distintos, entre as 06h30 e as 00h30 e podendo ser combinadas com a rota Lisboa / Terceira / Lisboa
Lisboa / Horta / Lisboa 3 vezes por semana em dias não consecutivos, entre as 08h00 e as 21h00
Lisboa / Santa Maria / Lisboa 2 vezes por semana de 5.ª feira a 2.ª feira, em dias distintos, entre as 06h30 e as 00h30 e podendo ser combinadas com a rota Lisboa / Ponta Delgada / Lisboa
Funchal / Ponta Delgada / Funchal 1 vez por semana
Nota importante: No caso das ligações Lisboa-Horta-Lisboa e Lisboa-Pico-Lisboa serem canceladas por condições atmosféricas adversas, as transportadoras poderão, caso assim o entendam, alterar o destino do voo para a ilha mais próxima, desde que assegurem o pagamento da ligação marítima entre a ilha de destino e aquela para a qual o voo estava inicialmente programado.

Em termos de tarifas, os residentes e os estudantes terão à sua disposição três tipos de tarifas (ver tabela seguinte), enquanto as tarifas para o público em geral serão definidas de forma livre por cada operadora respeitando as regras da livre e aberta concorrência em mercados liberalizados.

Tarifas para residentes e estudantes
Tipo de tarifa Observações Valor máximo ida e volta
(sem taxas)
Sem restriçõesTarifa de classe económicaResidentes (Açores‑Continente): 268 €
Estudantes (Açores-Continente): 198 €
Residentes (Açores-Madeira): 238 €
Estudantes (Açores-Madeira): 178 €
Semi-flexívelTarifa de classe económica que permite pagar nas 48h seguintes à reserva, bem como alterar a reserva, apenas dentro da mesma classe tarifária, até 15 dias antes, sem qualquer penalizaçãoRes. (Açores-Continente): 134 a 201 €
Est. (Açores-Continente): 99 a 148,5 €
Res. (Açores-Madeira): 119 a 178,5 €
Est. (Açores-Madeira): 89 a 133,5 €
Promocional com restriçõesPara, pelo menos, 15% dos lugares oferecidos, por voo, em cada estação IATARes. (Açores‑Continente): < 134 €
Est. (Açores-Continente): < 99 €
Res. (Açores-Madeira): < 119 €
Est. (Açores-Madeira): < 89 €

Como se pode observar, um residente que queira ir e vir a Lisboa pode ter de pagar cerca de 350 € (soma dos 268 € da tarifa com o valor das taxas atuais, cerca de 82 €). No entanto, será reembolsado através do auxílio social à mobilidade. Os termos deste auxílio estão descritos nas regras do reembolso das viagens aéreas: em suma, o valor pago diretamente aos passageiros será aquele que permite que no fim se obtenha os seguintes valores com taxas incluídas:
  • Preço máximo ida e volta Açores-Continente de 134 € para residentes
  • Preço máximo ida e volta Açores-Continente de 99 € para estudantes
  • Preço máximo ida e volta Açores-Madeira de 119 € para residentes
  • Preço máximo ida e volta Açores-Madeira de 89 € para estudantes
Considerando de novo o exemplo anterior, o residente pagaria 350 € à transportadora e depois seria reembolsado com 216 € (350-134), de modo a que a sua viagem de ida e volta a Lisboa custasse efetivamente no máximo 134 €.

Os passageiros poderão optar pela gateway (aeroporto com ligação a um aeroporto nacional exterior aos Açores) que considerem mais adequada a cada momento, sendo que as tarifas de residentes e de estudantes terão sempre o preço máximo indicado anteriormente, qualquer que seja o aeroporto de origem ou destino nos Açores.

Para se cumprir o que foi referido no último parágrafo, serão efetuados encaminhamentos dentro dos Açores, os quais têm que decorrer num período máximo de 24h, sendo o respetivo custo apoiado pelo Estado.
(Regras dos encaminhamentos de avião interilhas)

Outras obrigações são apresentadas nas tabelas seguintes.

Capacidade globais mínimas de lugares nas rotas com OSP
Rota Verão IATA Inverno IATA
Lisboa / Pico / Lisboa 9.500 5.500
Lisboa / Horta / Lisboa 60.000 28.000
Lisboa / Santa Maria / Lisboa 9.500 5.500
Funchal / Ponta Delgada / Funchal 17.000 5.600
Verão IATA: do último domingo de março ao último sábado de outubro.
Inverno IATA: do último domingo de outubro ao último sábado de março.

Capacidade globais mínimas de carga nas rotas com OSP (toneladas)
Rota Verão IATA Inverno IATA Capacidade na estação alta Capacidade semanal
Lisboa / Pico / Lisboa 30 20 4
Lisboa / Horta / Lisboa 1.000 500 40
Lisboa / Santa Maria / Lisboa 30 20 4
Funchal / Ponta Delgada / Funchal
Nota importante: Nestas rotas as transportadoras aéreas são obrigadas a aceitar carga e correio de e para qualquer ilha dos Açores, sendo que o seu transporte deverá permitir o escoamento de pelo menos duas toneladas por voo.

Haja saúde!

(Perguntas frequentes)

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Alteração de itinerário na Linha Verde esta sexta-feira (30-01-2015)

Comunicado da Transmaçor:
Devido à presença de um navio porta contentores no porto de São Roque esta sexta-feira, dia 30 de janeiro, a Transmaçor teve necessidade de alterar procedimentos habituais na operação da Linha Verde, a saber:
As escalas no Pico, prevista para São Roque, terão de ser alteradas para a Madalena, sendo necessário alterar o itinerário. Assim, as viagens terão o seguinte itinerário: Horta/Madalena/Velas/Madalena/Horta.
O horário de saída da Horta irá sofrer alterações. A viagem da manhã, que deveria sair do Faial às 07h00, sairá às 08h00. A viagem da tarde, com saída prevista da Horta às 17h30, sairá às 18h30.
A Transmaçor agradece a sua compreensão e lamenta quaisquer transtornos que estas alterações possam causar.
ITINERÁRIO LINHA VERDE - 30/01/2015
Horta/Madalena Madalena/Velas Velas/Madalena Madalena/Horta
08h00/08h25 08h30/09h50 10h00/11h20 11h25/11h50
18h30/18h55 19h00/20h20 20h20/21h50 21h55/22h20

Haja saúde!

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Oportunidade de participar no Azores Fringe Festival

O maior festival de artes dos Açores para o mundo, o Azores Fringe Festival, aceita, até dia 1 de fevereiro, propostas de ideias, talentos, fotografias, filmes, coleções de arte que deseje mostrar, projetos artísticos a desenvolver ou a realizar, etc.


Para fazer a inscrição basta visitar o site www.azoresfringe.com e preencher um formulário de proposta.

O Azores Fringe Festival apoia o maior número de propostas possíveis, dependendo das parcerias angariadas.

Atenção amigos brasileiros:

Em 2015, o Azores Fringe Festival vai ter uma secção especial de mostra de arte e artistas do Nordeste (Brasil). Com o apoio da Funarte, um artista de cada estado nordestino tem a oportunidade de participar no maior festival de artes nas ilhas dos Açores. Mais informações em www.azoresfringe.com.

Haja saúde!

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Retificação por parte do Governo Regional sobre o internamento na ilha do Pico

Hoje (27 de janeiro de 2015) foi publicada a Declaração de Retificação n.º 6/2015 na II Série, n.º 18, do Jornal Oficial da Região Autónoma dos Açores.

Esta Declaração de Retificação refere que o Despacho n.º 198/2015, de 26 de janeiro, (o qual deu origem ao post "Centros de Saúde de São Roque do Pico e das Lajes do Pico vão ficar sem internamento!") saiu com "inexatidões".

Com a retificação agora apresentada, serão criadas na ilha do Pico as seguintes unidades de internamento de média duração e reabilitação (IMD) e de longa duração e manutenção (ILD):

Ilha Local IMD ILD
Pico Centro de Saúde de São Roque do Pico 2 camas 4 camas
Centro de Saúde das Lajes do Pico 3 camas 5 camas
Centro de Saúde da Madalena 5 camas 6 camas

Esta retificação vem repor justiça e equidade aos habitantes da ilha do Pico, pois caso contrário seriam os açorianos mais longe de uma unidade de internamento (tendo por base o estudo apresentado anteriormente neste blog através da Carta aberta ao Senhor Secretário Regional da Saúde sobre o serviço de saúde na ilha do Pico).

Nota ainda para duas curiosidades:
  • Esta retificação foi feita em tempo recorde (em 24h!), algo bastante incomum no sistema político português;
  • A necessidade de retificação apenas para a ilha do Pico demonstrou claramente que as entidades competentes (não) tiveram a noção que a situação apresentada no Despacho n.º 198/2015 estava (in)correta para a ilha do Pico aquando da elaboração desse despacho...
Haja saúde!

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Centros de Saúde de São Roque do Pico e das Lajes do Pico vão ficar sem internamento!

(ATENÇÃO: após a publicação deste post foi feita uma retificação por parte do Governo Regional sobre o internamento na ilha do Pico - clicar aqui para mais informações)

Segundo o Despacho n.º 198/2015 de hoje (26 de janeiro de 2015), publicado na II Série, n.º 17, do Jornal Oficial da Região Autónoma dos Açores, os Centros de Saúde de São Roque do Pico e das Lajes do Pico vão ficar sem internamento, inclusivamente serão os únicos dos Açores sem essa valência!

De seguida apresentam-se os locais de cada ilha onde serão criadas as unidades de internamento de média duração e reabilitação (IMD) e de longa duração e manutenção (ILD), tendo por base o despacho supracitado.

Ilha Local IMD ILD
Santa Maria Unidade de Saúde de Ilha 1 cama 2 camas
São Miguel Centro de Saúde do Nordeste 2 camas 5 camas
Centro de Saúde da Povoação 2 camas 3 camas
Centro de Saúde da Ribeira Grande 9 camas 16 camas
Centro de Saúde de Vila Franca do Campo 12 camas 8 camas
IPSS / Misericórdia no concelho da Lagoa ------- 4 camas
IPSS / Misericórdia no concelho de Ponta Delgada 12 camas 38 camas
Terceira IPSS / Misericórdia no concelho de Angra do Heroísmo 4 camas 32 camas
IPSS / Misericórdia no concelho da Praia da Vitória 4 camas 6 camas
Graciosa Unidade de Saúde de Ilha 3 camas 5 camas
São Jorge Centro de Saúde da Calheta 2 camas 4 camas
Centro de Saúde das Velas 3 camas 5 camas
Pico Centro de Saúde da Madalena 10 camas 15 camas
Faial IPSS / Misericórdia no concelho da Horta 10 camas 15 camas
Flores Unidade de Saúde de Ilha 3 camas 5 camas

Como se pode observar, os Centros de Saúde de São Roque do Pico e das Lajes do Pico não foram contemplados com unidades de internamento de média duração e reabilitação (IMD) e de longa duração e manutenção (ILD), o que contraria o ponto 4 do comunicado da Secretaria Regional da Saúde do final do ano passado e que aqui se reproduz:
"4. Nos centros de saúde em que não está prevista a presença física de um médico 24 horas, o internamento será garantido nos moldes dos cuidados continuados, em que há acompanhamento de enfermagem 24 horas por dia."

Se, pelo estudo apresentado anteriormente neste blog através da Carta aberta ao Senhor Secretário Regional da Saúde sobre o serviço de saúde na ilha do Pico, a ilha do Pico irá ser aquela onde os habitantes ficarão, em média, mais distantes do atendimento urgente, com esta medida agora revelada, relacionada com o internamento, a ilha do Pico será também aquela onde o internamento será mais distante, não só da habitação dos pacientes mas também dos seus familiares e amigos que os visitam!

Haja saúde!

sábado, 24 de janeiro de 2015

Viatura SIV da ilha do Pico

Apresentam-se aqui algumas fotografias da viatura SIV, a qual estará sediada no Centro de Saúde de São Roque do Pico e irá servir toda a ilha do Pico a partir do próximo mês de fevereiro (atualização da data de entrada em funcionamento da viatura SIV da ilha do Pico).

Esta é uma viatura Suporte Imediato de Vida (ou seja, uma viatura do género das Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação do INEM), a qual permite enfrentar mais rapidamente as situações de emergência, isto é, as situações que requerem uma intervenção quase imediata (por exemplo, paragens cardiorrespiratórias), e a sua tripulação é composta por um bombeiro e um enfermeiro.




Exemplo de atuação de uma viatura SIV:


Notícia sobre a viatura SIV da ilha do Pico:


17 de março de 2015 - Começou a operar a viatura SIV na ilha do Pico.

Haja saúde!

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Sábado Radical

Este sábado, dia 24 de janeiro, a Associação de Jovens Jogadores de Paintball dos Açores - Milhafres de Tinta - núcleo da ilha do Pico organiza um Sábado Radical no campo de jogos do Vitória Futebol Clube, na vila de São Roque do Pico.

(Vídeo)


Haja saúde!

Sessão de esclarecimento "Perturbações Específicas da Aprendizagem e Perturbações de Hiperatividade e Défice de Atenção"

No dia 26 de janeiro (segunda-feira), a Raríssimas - Delegação da ilha do Pico realiza uma sessão de esclarecimento gratuita sobre "Perturbações Específicas da Aprendizagem e Perturbações de Hiperatividade e Défice de Atenção".

Esta sessão decorrerá no salão multiusos da Santa Casa da Misericórdia de São Roque do Pico, a partir das 19h. Para mais informações e inscrições contactar:

Haja saúde!

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Alteração de itinerário na Linha Verde esta sexta-feira (23-01-2015)

Comunicado da Transmaçor:
Devido à presença de um navio tanque no porto de São Roque esta sexta-feira, dia 23 de janeiro, a Transmaçor teve necessidade de alterar procedimentos habituais na operação da Linha Verde, a saber:
As escalas no Pico durante a viagem da manhã, prevista para São Roque, terão de ser alteradas para a Madalena, sendo necessário alterar o itinerário. Assim, as viagens terão o seguinte itinerário: Horta/Madalena/Velas/Madalena/Horta.
O horário de saída da Horta irá sofrer alterações. A viagem da manhã, que deveria sair do Faial às 07h00, sairá às 08h00. A viagem da tarde decorrerá de acordo com o horário e itinerário habituais, fazendo escala em São Roque do Pico.
A Transmaçor agradece a sua compreensão e lamenta quaisquer transtornos que estas alterações possam causar.

ITINERÁRIO LINHA VERDE - manhã de 23/01/2015
(à tarde é seguido o horário habitual)
HOR/MAD MAD/VEL VEL/MAD MAD/HOR
08H00/08H25 08H30/09H50 10H00/11H20 11H25/11H50
Haja saúde!

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Gilberto Mariano suspende operação devido a inspeção programada

Comunicado da Transmaçor:
O ferry “Gilberto Mariano”, propriedade da Atlânticoline e operado pela Transmaçor, será alvo de uma inspeção obrigatória aos meios de salvação, no âmbito dos requisitos de segurança legalmente exigidos para este tipo de embarcações. 
Esta inspeção será realizada em São Miguel, onde se localiza a única instalação certificada para o efeito na Região. 
Recorde-se que, em novembro de 2014, o ferry “gémeo” do “Gilberto Mariano” – “Mestre Simão” – foi alvo da mesma ação. 
Assim sendo, o “Gilberto Mariano” ficará impedido de dar o seu contributo à operação regular da Transmaçor a partir de segunda-feira, dia 26 de janeiro, pelo período estimado de uma semana. 
Prevê-se que o navio regresse à operação já no dia 2 de fevereiro. 
A Transmaçor irá assegurar a manutenção integral das viagens previstas, sem quaisquer alterações nos horários. 
No entanto, algumas das viagens habitualmente operadas pelos ferries passarão, neste período, a ser realizadas pelo navio “Cruzeiro do Canal”, o que impossibilitará, nessas viagens, o transporte de viaturas. 
Assim, durante a semana, a viagem matinal da Linha Verde, que liga Faial, Pico e São Jorge, será realizada pelo “Cruzeiro do Canal”, e as três primeiras viagens da Linha Azul (Horta/Madalena) serão feitas pelo “Mestre Simão”, que fará depois a viagem da tarde da Linha Verde
As últimas viagens do dia (Horta/Madalena das 17h15 e Madalena/Horta das 18h00) serão efetuadas com o “Cruzeiro do Canal”. 
Nos sábados, até regresso do “Gilberto Mariano”, o “Cruzeiro do Canal” fará a viagem da Linha Verde e o “Mestre Simão” assegurará as quatro viagens da Linha Azul
No domingo o “Mestre Simão” fará a viagem da Linha Verde e as três primeiras viagens do dia na Linha Azul, ficando a última ligação entre Horta e Madalena a cargo do “Cruzeiro do Canal”. 
A Transmaçor e a Atlânticoline lamentam quaisquer inconvenientes que esta situação possa causar aos passageiros, no entanto solicitam a sua compreensão para o facto destes procedimentos serem obrigatórios e absolutamente necessários para garantir todos os requisitos de segurança exigíveis neste tipo de embarcações.
Haja saúde!

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Plano Anual Regional para 2015

O Plano Anual Regional para 2015 contempla os vários investimentos públicos e ações que estão previstos nos Açores para 2015.

No caso da ilha do Pico, os destaques vão para:
  • Porto de São Roque do Pico: Modernização e reordenamento do Porto de São Roque do Pico [440.000 €].
  • Porto da Madalena: Fornecimento e montagem de uma central de produção e distribuição de gelo para o porto da Madalena [2.029.500 €, a dividir também por outros 3 portos (2 na Terceira e 1 no Faial)].
  • Aeroporto da ilha do Pico: Sistema de manutenção do equipamento ILS/DME; restabelecimento da STRIP da cabeceira da pista 09 do aeroporto e restituição da zona de obstáculos; aquisição de equipamentos visando aumentar os níveis de conforto e segurança operacional; classificação ACN/PCN da pista [1.374.606 €].
  • Escola Básica 2,3/Secundária das Lajes do Pico: Construção de um novo edifício escolar para cumprir a Carta Escolar e melhorar o sucesso escolar e combater o abandono escolar precoce [11.340.068 €].
  • Museu do Pico ‐ Museu da Construção Naval em Santo Amaro: Projeto de requalificação e adaptação dos armazéns de construção naval [75.000 €].
  • Casa dos Vulcões: Empreitada de construção do centro de interpretação da Casa dos Vulcões no Pico [491.765 €, a dividir também pela Casa dos Fósseis em Santa Maria].
  • Centro de Saúde da Madalena: Aquisição de equipamentos para o novo Centro de Saúde da Madalena [250.000 €].
  • Lancha Espalamaca: Recuperação da Lancha Espalamaca [43.500 €].
  • Lota da Madalena: Empreitada de construção e fiscalização para requalificação, ampliação e aquisição equipamento para a lota da Madalena [450.000 €].
  • Estrada Regional 3-2a Longitudinal: Desenvolvimento de empreitadas de requalificação e modernização dos circuitos logísticos [400.000 €].

Outras ações que também estão contempladas são:
  • Apoio à reconstrução das igrejas e estruturas pastorais afetadas pelo sismo de 9 de julho de 1998 [845.000 €, a dividir também pela ilha do Faial].
  • Beneficiação, pavimentação, manutenção e requalificação de estradas regionais [30.000 €].
  • Desenvolvimento de empreitadas de requalificação e modernização dos circuitos logísticos [200.000 €].
  • Execução de diversas intervenções de requalificação da orla costeira, bem como manutenção e prevenção dos fenómenos de erosão costeira [565.608 €, a dividir também pelas ilhas de São Jorge e do Faial].
  • Gestão da Paisagem da Cultura da Vinha do Pico - regime de apoio à correção de dissonâncias arquitetónicas [10.000 €].
  • Sistemas de apoio à manutenção e reabilitação da cultura tradicional da vinha do Pico em currais [800.000 €].

Haja saúde!

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

VI Semana das Ciências na Escola BS de São Roque do Pico

Durante a semana de 19 a 23 de janeiro, realiza-se a VI Semana das Ciências na Escola Básica e Secundária de São Roque do Pico.

(Fotos deste evento)

O programa pode ser encontrado clicando na imagem seguinte:

Haja saúde!

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Caminhada pelo trilho "Caminhos de Santa Luzia"

No próximo domingo, dia 18 de janeiro, o ginásio "GO Gym" organiza uma caminhada, da parte da tarde, pelo trilho "Caminhos de Santa Luzia" (trilho situado na freguesia de Santa Luzia, concelho de São Roque do Pico).

Para quem quiser vir a partir da ilha do Faial, existem inscrições abertas para o transporte, sendo a ida na lancha das 13h e o regresso na lancha das 18h (o horário dos barcos pode ser consultado através do separador "Barcos" deste blog).

Para mais informações contactar:

(Para conhecer melhor o trilho "Caminhos de Santa Luzia" clique em 'Ler mais »'.)

Haja saúde!

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

XXXVII Aniversário da Escola BS de São Roque do Pico

No próximo dia 16 de janeiro celebra-se o XXXVII Aniversário da Escola Básica e Secundária de São Roque do Pico.

O programa pode ser encontrado clicando na imagem seguinte:
(Fotos do evento / Notícia do evento)
Haja saúde!

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Festa de Santo Amaro

No dia 15 de janeiro há festa na freguesia de Santo Amaro, concelho de São Roque do Pico:
  • 13h00 - Missa
  • 14h30 - Arrematações
  • 17h00 - Procissão
  • 20h00 - Atuação da Sociedade Filarmónica Recreio Santamarense

Haja saúde!

Alteração de itinerário na Linha Verde esta terça-feira (13-01-2015)

Comunicado da Transmaçor:
Devido à presença de um navio porta contentores no porto de São Roque esta terça-feira, dia 13 de janeiro, a Transmaçor teve necessidade de alterar procedimentos habituais na operação da Linha Verde, a saber:
As escalas no Pico, prevista para São Roque, terão de ser alteradas para a Madalena, sendo necessário alterar o itinerário. Assim, as viagens terão o seguinte itinerário: Horta/Madalena/Velas/Madalena/Horta.
O horário de saída da Horta irá sofrer alterações. A viagem da manhã, que deveria sair do Faial às 07h00, sairá às 08h00. A viagem da tarde, com saída prevista da Horta às 16h45, sairá às 17h45.
A Transmaçor agradece a sua compreensão e lamenta quaisquer transtornos que estas alterações possam causar.

ITINERÁRIO LINHA VERDE - 13/01/2015
HOR/MAD MAD/VEL VEL/MAD MAD/HOR
08H00/08H25 08H30/09H50 10H00/11H20 11H25/11H50
17H45/18H10 18H15/19H35 19H45/21H05 21H10/21H35
Haja saúde!

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Carta aberta ao Senhor Secretário Regional da Saúde sobre o serviço de saúde na ilha do Pico

Excelentíssimo Senhor Secretário Regional da Saúde,

Chamo-me Ivo Sousa, tenho 30 anos e sou investigador no Instituto de Telecomunicações, polo do Instituto Superior Técnico - Universidade de Lisboa. No entanto, o que tenho mais orgulho, e que indico sempre na minha biografia de artigos científicos dos quais sou autor, é o facto de ser natural da ilha do Pico.

Desde 2002 que estou ligado ao Instituto Superior Técnico, o que significa estar a maior parte do tempo a cerca de 1700 km longe da minha terra natal. Contudo, isso nunca me impediu de seguir atentamente o que se passa e acontece na ilha montanha, perceber melhor o seu passado e imaginar o seu futuro. Como recentemente um dos assuntos mais badalados na minha ilha tem sido o serviço de saúde nela prestado e as alterações que se avizinham, decidi investigar este tema e partilhar consigo algumas conclusões a que cheguei.

Em primeiro lugar, quero sublinhar que não sou clínico nem especialista nesta área. Contudo, e como qualquer pessoa, não deixo de ser um paciente que deseja sempre obter o melhor serviço possível. Assim, socorri-me da minha experiência em investigação para perceber melhor este assunto, nomeadamente através do cruzamento de notícias veiculadas nos órgãos de comunicação social com informação oficial disponibilizada online e com algumas estatísticas por mim obtidas, pois gosto de números e estes são o meu instrumento de trabalho.

No dia 5 de maio, não pude estar presente no Salão Nobre da Câmara Municipal de São Roque do Pico aquando da sua visita para esclarecer as eventuais/futuras alterações ao serviço de saúde na ilha do Pico. Contudo, acompanhei essa visita com muita atenção através do canal RASPICO TV e na altura registei estas suas palavras:
“O Plano de Ação para a Reestruturação do Serviço Regional de Saúde tinha previsto, em termos de alterações dinâmicas aqui na ilha do Pico, que não era possível sem a introdução de algumas mais valias para a população, nomeadamente aquilo que é este novo edifício da USI Pico na Madalena e aquilo que poderia ser uma eventual melhoria da emergência médica pré-hospitalar na região, não era possível perceber, sem essas duas dinâmicas instaladas no campo, que tipo de evolução é que poderia ser feito ao nível dos serviços de urgência, principalmente, e de proximidade.”
Depois explicou melhor estas duas dinâmicas: a dotação nas urgências da Madalena de um médico especialista em medicina interna, 24 sobre 24 horas em presença física para fazer o atendimento; a introdução de uma viatura SIV (viatura Suporte Imediato de Vida, ou seja, uma viatura do género das Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação do INEM), a qual permite enfrentar mais rapidamente as situações de emergência, isto é, as situações que requerem uma intervenção quase imediata (por exemplo, paragens cardiorrespiratórias).

Acreditando nas suas palavras, pensei cá para mim: o médico internista poderá evitar algumas evacuações para fora da ilha do Pico e a viatura SIV vem, entre outras coisas, para salvar vidas que se perdiam devido à falta de um desfibrilador automático externo, tudo isto ao mesmo tempo que se mantêm os serviços de atendimento urgente atualmente existentes, pois o Senhor Secretário disse que primeiro era preciso instalar estas duas dinâmicas para só depois se perceber qual seria a evolução. Ou seja, as suas palavras geraram em mim uma expectativa de melhoria clara do serviço de saúde que atualmente existe.

Foi pois com grande surpresa que li a manchete da edição 554 do semanário ‘Jornal do Pico’ (de 12 de dezembro): “[em janeiro] encerramento total das urgências em São Roque e Lajes”. Pensei imediatamente que o atendimento urgente ia desaparecer por completo destes dois centros de saúde!

Para esclarecer as minhas dúvidas sobre o que estava oficialmente planeado acontecer, nada melhor do ler minuciosamente o Plano de Ação para a Reestruturação do Serviço Regional de Saúde. Na página 44 deste plano encontrei então o seguinte texto:
“A distribuição de unidades de saúde na Ilha do Pico deve assegurar uma boa proximidade com a população, de forma a garantir um melhor cuidado nas situações emergentes. Esse pressuposto obrigaria à alteração do horário de funcionamento do atendimento permanente de dois dos centros de saúde da Ilha (até às 20h), concentrando o atendimento noturno em presença física no terceiro. Contudo, a orografia da Ilha, a sua distribuição populacional e a respetiva rede viária não permitem uma aplicação linear dos critérios técnicos que fundamentam essa decisão, sem que sejam tomados em consideração, por exemplo, as distâncias relativamente à qualidade dos serviços a oferecer e à eficiência das metodologias de emergência a implementar. Este condicionamento obriga, naturalmente, a uma análise mais circunstanciada dos pressupostos de decisão, para a qual devem ser tomados em consideração os efeitos resultantes da entrada em funcionamento do centro de saúde da Madalena e da introdução na rede emergência de uma viatura SIV.”
Com base neste texto conclui que se pretende encerrar, a partir das 20h, o atendimento urgente em dois dos três centros de saúde, registando que não é indicado quais os dois centros afetados. Também conclui que qualquer alteração só seria efetuada depois de se verificar os efeitos não só da entrada em funcionamento do centro de saúde da Madalena mas também da introdução viatura SIV, sendo que esta última condição ainda não se verifica. No entanto, apercebi-me que não existe nenhuma referência à dotação nas urgências da Madalena de um médico especialista em medicina interna, nem neste excerto nem em qualquer outra parte do plano!

Começaram então a baixar as minhas expectativas, pois voltei a pensar cá para mim: oficialmente está prevista a viatura SIV mas não está o médico internista; ainda para mais, numa situação de urgência durante a noite, muitas pessoas terão que realizar uma distância muito maior para obterem, segundo este plano oficial, o mesmo tipo de cuidados que têm atualmente mais perto de casa.

Mas sendo um otimista, mantive a minha crença nas suas palavras proferidas em São Roque do Pico em maio passado. Eis senão quando sou confrontado, ao ler a edição 557 do ‘Jornal do Pico’ (de 2 de janeiro), com o esclarecimento da Secretaria Regional que vossa Excelência tutela, do qual retive dois pontos:
“Qualquer alteração ao horário de funcionamento das urgências, apenas ocorrerá após a implementação das melhorias que estão previstas e foram amplamente debatidas com a população e forças vivas da ilha, nomeadamente a viatura SIV, a secção destacada dos bombeiros na Piedade, e a presença física de médico especialista hospitalar no centro de saúde da Madalena; 
As alterações previstas preveem que a disponibilidade dos médicos de medicina geral e familiar nos centros de saúde das Lajes e São Roque do Pico aumente, garantindo assim uma consulta aberta aos seus utentes no período entre as 8 e as 20 horas.”
Confesso que fiquei desiludido, pois ao invés de se cumprir as suas palavras e se instalar primeiro as mais valias, avaliar os seus efeitos (não só por parte das entidades governamentais mas também pela população) para só depois se perceber qual seria a evolução do atendimento urgente, parece que a decisão já está tomada mesmo antes de existirem estes efeitos. Através deste comunicado registei também uma tentativa de dar como moeda de troca às populações das Lajes e de São Roque do Pico um aumento da disponibilidade dos médicos de medicina geral e familiar, e digo tentativa porque, segundo as suas palavras de maio passado, os médicos atualmente já estão em presença física até às 8 da noite!

Também me apercebi, ao ler o comunicado, que ainda não existe uma data prevista para a entrada em funcionamento da viatura SIV. Lembrei-me então que talvez o Senhor Secretário e o seu gabinete mantêm a dúvida de onde colocar esta mais valia, isto porque na sua visita a São Roque do Pico disse que “uma dificuldade enorme é conseguir perceber onde é que deve ficar a SIV aqui na ilha do Pico”. Neste assunto penso que o posso ajudar: em setembro do ano transato escrevi uma carta aberta ao Presidente do Governo Regional sobre distâncias na ilha do Pico, onde demonstrei que a vila de São Roque do Pico é aquela que fica mais próxima da população da ilha do Pico, quer em termos de distâncias médias simples ou ponderadas pela densidade populacional, quer em termos de distâncias máximas (em anexo segue cópia desta carta, pois não sei se o Senhor Presidente a leu para lhe poder transmitir as conclusões da mesma, isto porque nunca me respondeu à carta). Assim, posso afirmar que não só julgo como tenho a certeza de que a proposta de colocar a viatura SIV em São Roque do Pico, avançada pelo Plano de Ação para a Reestruturação do Serviço Regional de Saúde, é a escolha que melhor serve toda a população da ilha do Pico.

Recordando que gosto de números e que estes são o meu instrumento de trabalho, decidi averiguar como se insere o futuro atendimento urgente a ser prestado no Pico (admitindo que são levadas a cabo as alterações propostas) dentro da realidade açoriana, nomeadamente no que respeita à distância das populações ao local de atendimento. Tomo por definição de atendimento urgente aquela que está descrita no Plano de Ação para a Reestruturação do Serviço Regional de Saúde: serviços onde “pretende-se que tratem das situações agudas ou agudizadas que não implicam observação por um médico especialista”.

Em anexo encontra-se uma tabela com dados compilados por mim, onde estão expressos os habitantes de cada uma das freguesias de todas as ilhas dos Açores (com base nos Censos 2011) e as distâncias de condução (com base no site Google Maps) entre cada uma destas freguesias e o respetivo serviço de atendimento urgente que as serve (com base nas Estatísticas da Saúde 2013), estando divido por três horários (com base no Plano de Ação para a Reestruturação do Serviço Regional de Saúde): 08h-20h, 20h-24h e 00h-08h.

A partir deste conjunto de dados extraí duas estatísticas para cada ilha e para cada horário: a primeira corresponde à média ponderada pela densidade populacional, ou seja, à soma dos produtos entre a distância e a população de cada freguesia a dividir pelo número total de habitantes da respetiva ilha; a segunda estatística corresponde à distância máxima entre uma certa freguesia em cada ilha e o respetivo serviço de atendimento urgente que a serve. De seguida apresento estas estatísticas, onde se encontra destacado a preto as situações de maior distância e a sombreado cinzento as situações verificadas nas ilhas sem hospital.

Os resultados que obtive são deveras reveladores de como o encerramento noturno de serviços de atendimento urgente na ilha do Pico, conjugado com a dispersão geográfica das pessoas que residem nesta ilha, leva a que estas fiquem distantes dos cuidados de saúde. Veja-se como, das 20h às 24h, uma pessoa no Pico tem que se deslocar em média mais do dobro (21,2 km) do que qualquer outra pessoa residente noutra ilha (menos de 10 km). Ainda dentro deste horário, um residente na ilha montanha dista no máximo mais de 50 km (52,0 km), o que corresponde a mais de 21 km do que o pior caso verificado nas restantes ilhas (30,7 km). Considerando agora o horário das 00h às 08h, novamente a maior distância média a um atendimento urgente é verificada no Pico (21,2 km) e com uma diferença de mais de 6 km para o segundo pior caso (14,8 km). Em termos de distância máxima neste horário, a ilha do Pico passa a ser o segundo pior caso (52,0 km), mas é importante salientar que a pior situação não é assim tão diferente (59,3 km) e ocorre numa ilha com hospital e com vias SCUT.

Daqui só posso concluir que estou totalmente de acordo com o emprego da palavra “diferenciação”, a qual foi muito utilizada por vossa Excelência aquando da sua visita a São Roque do Pico em maio passado: as alterações propostas introduzirão uma clara diferenciação relacionada com a distância ao atendimento urgente na ilha do Pico face à restante realidade açoriana. Acrescento ainda uma questão que surgiu quando consultava os dados das Estatísticas da Saúde 2013: porque é que se pretende encerrar o atendimento urgente nos centros de saúde das Lajes e de São Roque do Pico às 20h, quando estes centros atenderam mais doentes nos serviços de urgência básica (9131 e 6925, respetivamente) do que o centro de saúde do Nordeste (4840), sendo que foi determinado que este último centro só encerraria esse serviço às 24h?

Excelentíssimo Senhor Secretário, provavelmente dir-me-á que muitas das alterações propostas têm como objetivo garantir a sustentabilidade do serviço regional de saúde. Eu não posso estar mais de acordo consigo nessa matéria: é necessário garantir hoje e sempre que os açorianos nunca ficarão privados de ter acesso aos cuidados de saúde. E sobre essa temática tenho uma sugestão para lhe dar: use e abuse da telemedicina! Não pense que afirmo isto com segundas intenções de garantir a sustentabilidade da minha área profissional (telecomunicações); digo-o porque concordo inteiramente com o que consta no Plano de Ação para a Reestruturação do Serviço Regional de Saúde:
“A telemedicina visa melhorar o acesso dos utentes e evitar deslocações desnecessárias para os doentes, permitindo o seguimento e decisão à distância, sendo um instrumento que contribui para uma maior acessibilidade dos utentes e uma maior resolubilidade.”
Dentro da área da telemedicina, este plano só refere que podem ser feitas teleconferências entre médicos, teletriagens e teleconsultas de especialidade, para além do uso da telerradiologia. Não só digo que tudo isto deve ser posto em prática o mais rápido possível, ainda para mais porque pode ser implementado com um baixo custo, mas também afirmo que se deve ir mais além. Por exemplo, porque não aliar uma teleprescrição a uma teleconsulta? Não sei se tal ato já é praticado em Portugal ou no mundo, mas porque não podem os Açores serem pioneiros nesta área? Se não existe legislação para o efeito, porque não criá-la? Já imaginou os benefícios para os utentes, além das poupança para o serviço regional de saúde (e indiretamente nos nossos impostos), se, numa ilha sem hospital, um paciente pudesse deslocar-se a um centro de saúde próximo da sua casa, ter uma teleconsulta com um especialista que se encontra no seu horário normal de trabalho no seu hospital e, caso fosse necessário para combater uma patologia, obter logo a receita médica através de um mecanismo de teleprescrição? Assim todos poupavam, todos ganhavam tempo e qualidade de vida, para além de se evitar situações como aquela que foi relatada a si em maio passado por uma antiga professora minha, onde muito me sensibilizou o facto de a mesma ter receitas médicas em atraso por falta de deslocação de médicos especialistas.

Termino, Senhor Secretário, fazendo votos que esta minha exposição lhe sirva para refletir sobre as alterações propostas ao serviço de atendimento urgente na ilha do Pico. No mínimo, peço-lhe que se cumpra a sua palavra, ou seja, primeiro deve-se verificar no terreno os efeitos das mais valias quando estas estiverem implementadas no Pico antes de existir qualquer alteração.

Despeço-me de si como sempre faço em todas as publicações no blogCais do Pico’ (caisdopico.blogspot.pt), do qual sou o autor: haja saúde [acrescentando que seja sempre durante 24h]!



Anexos:


Post scriptum: Esta carta aberta foi enviada para o correio eletrónico da Secretaria Regional da Saúde, bem como via formulário eletrónico de contacto do Governo Regional, sendo estes os contactos que estão disponíveis na página oficial do Governo Regional dos Açores. Adicionalmente, cópia desta carta foi entregue em mão ao Senhor Secretário Regional da Saúde na noite do dia 15 de janeiro, aquando da sua visita ao Salão da Silveira (Lajes do Pico) para explicar as alteração ao serviço de saúde na ilha do Pico. Nota ainda para um agradecimento ao amigo Rui Pedro Ávila, por ter ajudado a divulgar esta carta aberta através do seu espaço "Ponderando" no 'Jornal do Pico', edição n.º 560, de 30 de janeiro de 2015.

(ver também:

sábado, 10 de janeiro de 2015

Dia Mundial da Juventude e Dia do Núcleo do CNE

(Fotografias deste dia | Vídeos: Introdução; Agrupamento 1219 São Mateus; Pedras Vivas [1]; Pedras Vivas [2]; Agrupamento 808 Candelária; Agrupamento 1326 Ponta da Ilha; Coro Juvenil Madalena; Hino Felizes os PurosEntrega troféus; Entrega prémios)

No dia 29 de março celebra-se na ilha do Pico o Dia Mundial da Juventude e o Dia do Núcleo do Corpo Nacional de Escutas (CNE).

Neste ano de 2015, esta celebração será na vila de São Roque do Pico, organizada pelo Agrupamento do CNE n.º 946 - São Roque do Pico, Grupo de Jovens Pedras Vivas e Pastoral Juvenil e Vocacional do Pico.

Haverá ainda um Concurso de Teatro, Música e Dança, com inscrições abertas até 8 de março. O regulamento completo pode ser encontrado neste link, sendo que se apresenta de seguida um resumo do mesmo:

  • O número mínimo de elementos de cada grupo de jovens a concurso é de 4 (quatro) elementos;
  • Dentro das três categorias a concurso (Teatro, Música e Dança), cada grupo pode participar numa ou em mais categorias;
  • Os grupos que apresentarem Música e Dança têm 5 minutos para a apresentação do seu trabalho, enquanto os que apresentarem Teatro têm 10 minutos;
  • Haverá um prémio para o primeiro classificado de cada uma das três categorias;
  • As inscrições deverão ser feitas para o e-mail julio.a.a.rocha@hotmail.com
Haja saúde!

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Mercado de Trocas e Baldrocas em São Roque do Pico

No próximo domingo (dia 11 de janeiro), das 14h às 18h, haverá um mercado de trocas no Jardim Municipal de São Roque do Pico (caso as condições atmosféricas não o permitam, o mesmo será realizado no edifício da Portugal Telecom).

(Fotografias do evento)

Haja saúde!

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Genealogias da ilha do Pico

A genealogia é a "ciência da história da família", pois tem como objetivo desvendar as origens das pessoas e famílias por intermédio do levantamento sistemático de seus antepassados ou descendentes, locais onde nasceram e viveram e seus relacionamentos inter-familiares.

Quem quer conhecer ou tentar encontrar os seus antepassados da ilha do Pico entre os séculos XV e XX tem em parte a sua tarefa facilitada; existe um site, da autoria do Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória - Grupo de História das Populações, o qual tem imensa informação sobre este assunto:

  • Link para as genealogias, onde é possível pesquisar uma pessoa por nome e/ou apelido, calcular graus de parentesco e atualizar a informação disponibilizada;
  • Link 1 / Link 2 para monografias, onde é possível obter cópia em pdf de alguns livros sobre famílias da ilha do Pico.

(Inventário Genealógico e Arquivos dos Açores)

Haja saúde!

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Horários dos autocarros na ilha do Pico

Após um alerta feito por um leitor deste blog, a empresa Cristiano Limitada foi contactada de forma a disponibilizar a versão mais recente dos horários dos autocarros que servem a ilha do Pico de forma regular (não só com o sentido de os divulgar neste blog mas também para a própria empresa atualizar o seu site).

Assim, encontra-se disponível no separador "Autocarros" deste blog toda a informação relativa aos horários dos autocarros na ilha do Pico.

Haja saúde!

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Lista de Águas Balneares a identificar em 2015

Até 31 de janeiro de 2015 encontra-se em consulta pública a lista de águas balneares a identificar em 2015.

Para consultar a lista das águas balneares a identificar em 2015 clique aqui.

Para efetuar a sua consideração sobre esta consulta pública, poderá enviar o seu contributo utilizando o endereço:

Direção Regional dos Assuntos do Mar
Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia
Rua Cônsul Dabney, Colónia Alemã, Apartado 140
9900-014 HORTA

Ou, preferencialmente, através do endereço de correio eletrónico: info.dram@azores.gov.pt

Recorde-se que em 2014 o concelho de São Roque do Pico apresentou duas zonas balneares oficiais, e que as mesmas foram classificadas com Qualidade de Ouro.

Haja saúde!

domingo, 4 de janeiro de 2015

Noite de Reis

No próximo dia 6 de janeiro, pelas 19h00 no salão da Filarmónica Liberdade do Cais do Pico (vila de São Roque do Pico), celebra-se a tradicional Noite de Reis, a qual conta com as seguintes atividades:
  • Apresentação do grupo de idosos do Centro de Convívio de Santo Amaro ("Onda do Norte") e do grupo de idosos do Centro de Convívio da Prainha ("Nossa Senhora da Ajuda");
  • Ranchos de Natal da Casa do Povo de Santo Amaro e da Casa do Povo da Criação Velha;
  • Sorteio de vários cabazes de Natal.

(Vídeo 1 / Vídeo 2 / Vídeo 3 / Vídeo 4 / Vídeo 5 / Vídeo 6 / Vídeo 7 / Vídeo 8 / Vídeo 9 / Vídeo 10 / Vídeo 11 / Vídeo 12 / Vídeo 13 / Vídeo 14 / Vídeo 15 desta festa)

Haja saúde!

Alteração de itinerário na Linha Verde esta segunda-feira (05-01-2015)

Comunicado da Transmaçor:
Devido à presença de um navio porta contentores no porto de São Roque esta segunda-feira, dia 5 de janeiro, a Transmaçor teve necessidade de alterar procedimentos habituais na operação da Linha Verde, a saber:
A escala no Pico, prevista para São Roque, terá de ser alterada para a Madalena, sendo necessário alterar o itinerário. Assim, a viagem terá o seguinte itinerário: Horta/Madalena/Velas/Madalena/Horta.
O horário de saída da Horta irá sofrer alterações. A viagem da manhã, que deveria sair do Faial às 07h00, sairá às 08h00. A viagem da tarde, com saída prevista da Horta às 17h30, sairá às 18h30.
A Transmaçor agradece a sua compreensão e lamenta quaisquer transtornos que estas alterações possam causar.

ITINERÁRIO LINHA VERDE - 05/01/2015
HOR/MAD MAD/VEL VEL/MAD MAD/HOR
08H00/08H25 08H30/09H50 10H00/11H20 11H25/11H50
18H30/18H55 19H00/20H20 20H30/21H50 21H55/22H20
Haja saúde!

sábado, 3 de janeiro de 2015

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Escala de navios de mercadorias no Porto do Cais do Pico - janeiro 2015

A Transinsular publicou no seu site a escala para o mês de janeiro dos navios de carga que efetuam a ligação Continente - Açores (clique na imagem da escala para a ver melhor).


Os navios e as datas em que vão visitar o porto do Cais do Pico encontram-se indicados na tabela seguinte (clicando no nome do navio abre uma nova janela com a localização atual do mesmo).

DiaNavio
5 de janeiro (segunda-feira)Sete Cidades
8 de janeiro (quinta-feira)Ponta do Sol
13 de janeiro (terça-feira)Sete Cidades
21 de janeiro (quarta-feira) Furnas
29 de janeiro (quinta-feira)Sete Cidades

Previsão de entradas e saídas de navios - porto do Cais do Pico: Todas estas informações também se encontram disponíveis no separador "Barcos" deste blog.

Haja saúde!

Inspeções Técnicas de Veículos - deslocações ao Pico em 2015

De seguida apresentam-se as datas das deslocações à ilha do Pico das Inspeções Técnicas de Veículos. Esta informação permanecerá disponível no separador "Informações úteis" deste blog.

MêsDias
Janeiro02 a 09
Fevereiro09 a 20
Março09 a 20
Abril27 a 30
Maio01 a 08
Junho08 a 19
MêsDias
Julho06 a 24
Agosto24 a 31
Setembro01 a 04
Outubro12 a 23
Novembro09 a 20
Dezembro21 a 31

Os veículos devem apresentar-se à inspeção durante o período de abertura correspondente ao dia e mês de matrícula. Caso esta data não coincida com o período de funcionamento do centro, o veículo deverá apresentar-se no período subsequente.
Marcações: 292 622 241
Fonte: ControlAuto Açores.

Haja saúde!

Agenda Cultural de São Roque do Pico - janeiro 2015

A lista das mais diversas atividades que acontecem em São Roque do Pico, no mês de janeiro de 2015, tais como
  • Exposições,
  • Música e Dança,
  • Festividades,
  • Actividades Pedagógicas,
  • Desporto,
entre outras, já se encontra disponível na Agenda Cultural de São Roque do Pico.

Para aceder a esta agenda clique na imagem seguinte (esta informação ficará sempre visível neste blog: à direita e em cima, na secção "ACONTECE POR AÍ").


Haja saúde!

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Primeiro Banho do Ano de 2015

Cumprindo uma tradição que já conta com vários anos, um grupo de amigos reuniu-se hoje na zona balnear da Rampa, no Cais do Pico (vila de São Roque do Pico), e deu as boas-vindas ao ano de 2015 com um banho de mar.

Mais uma vez, os banhistas abriram uma garrafa de champanhe e brindaram dentro do oceano Atlântico, sendo que a temperatura da água ia ficando cada vez mais agradável com o passar do tempo.

Aqui ficam algumas fotos para mais tarde recordar.






Haja saúde!