sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Exposição "Mestre João Silveira Tavares – o bote baleeiro açoriano: uma viagem e um olhar"

É inaugurada hoje (Sexta-feira, dia 31 de Outubro), pelas 21h30, no Museu da Indústria Baleeira, em São Roque do Pico, a exposição "Mestre João Silveira Tavares – o bote baleeiro açoriano: uma viagem e um olhar". Esta exposição permanecerá neste pólo do Museu do Pico até dia 30 de Novembro.

Mestre João Tavares é, pela dimensão, abrangência geográfica e qualidade da sua obra, um dos grandes construtores de botes baleeiros dos Açores, e o mais conhecido, estudado, divulgado e mediático (à escala internacional) construtor de botes baleeiros no Arquipélago. O seu nome aparece, frequentemente, associado a livros, filmes, documentários, artigos de jornais e revistas, publicações especializadas e museus, facto que o legitima como uma referência histórica incontornável desta arte e desta tradição na Região.

Esta exposição poderá ser visitada no seguinte horário:
  •  3ª a 6ª feira: 09h15 – 12h30 e 13h30 – 17h00; 
  • Sábados e Domingos: 09h15 – 12h30.

Haja saúde!

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Mercado de Trocas e Baldrocas em São Roque do Pico

No próximo dia 2 de Novembro, das 14h às 19h, haverá um mercado de trocas no Jardim Municipal de São Roque do Pico.

Haja saúde!

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Carta aberta ao Senhor Presidente do Governo Regional dos Açores sobre ligações aéreas entre os Açores e Lisboa

Excelentíssimo Senhor Presidente do Governo Regional dos Açores,

Cumprindo o ditado popular "não há duas sem três", aqui estou eu, Ivo Sousa (investigador natural da ilha do Pico), a lhe enviar uma terceira carta aberta. Após me debruçar sobre distâncias na ilha do Pico na primeira carta e sobre ligações marítimas no Triângulo na segunda carta, desta vez o assunto que irei abordar é o das ligações aéreas entre os Açores e Lisboa.

O transporte aéreo é da maior importância não só para quem visita o arquipélago dos Açores, mas sobretudo para os açorianos. Aliás, o PIT (Plano Integrado dos Transportes dos Açores) explicita claramente esta importância: "A mobilidade dos cidadãos na Região está fortemente dependente do transporte aéreo, sendo este, por vezes, a única forma de assegurarmos a deslocação interna, bem como de e para o exterior do arquipélago". O PIT acrescenta ainda que "A realidade geográfica do arquipélago, associada ao desenvolvimento planeado da região, que privilegia a coesão social, económica e territorial, originou a necessidade de construção de infraestruturas aeroportuárias em todas as ilhas, visando para além da mobilidade interna, a melhoria das acessibilidades e contribuindo assim para que, de forma equitativa, todos pudessem entrar e sair da Região".

Recentemente foi anunciado por Vossa Excelência o novo modelo de Obrigações de Serviço Público nas ligações aéreas entre os Açores e o Continente. Uma das principais novidades anunciadas é a "melhoria das condições de encaminhamentos no interior da Região de passageiros que pretendam aceder a qualquer Gateway com ligação ao exterior". Estes encaminhamentos são fundamentais para garantir um serviço justo para todos os açorianos e para quem nos visita. Mas melhorar o encaminhamento não é só garantir que se chega ao destino; é também essencial que se chegue dentro de um horário razoável.

Quando se consideram as entradas e as saídas da região, a origem e o destino mais comum é a capital portuguesa: Lisboa é onde muitos turistas nacionais ou estrangeiros apanham o avião para os Açores e vice-versa; Lisboa é onde muitos açorianos se deslocam para tratamentos médicos; Lisboa é onde muitos estudantes açorianos apanham o autocarro, o comboio ou outro meio de transporte para chegarem ao seu local de estudo. É por isso da maior importância garantir que as ligações entre todas as ilhas dos Açores e Lisboa são de qualidade.

No caso da realidade que melhor conheço, a da ilha do Pico, existe um sentimento generalizado da população de que chegar a Lisboa demora muito tempo e de que se chega muito tarde. Sendo eu uma pessoa "dos números", decidi averiguar não só se este sentimento correspondia à realidade, mas também o que se passa nas restantes ilhas do arquipélago, recorrendo a um estudo estatístico feito por mim que quero partilhar consigo.

O estudo está dividido em duas partes:
  • A primeira avalia a viagem de uma pessoa que pretende sair de Lisboa e chegar a qualquer ilha dos Açores; 
  • A segunda parte avalia o percurso dos Açores para Lisboa.

As condições do estudo são muito simples:
  • Uma pessoa dirige-se ao aeroporto da origem e apanha somente aviões para chegar ao seu destino, podendo utilizar qualquer combinação de companhias aéreas; 
  • A viagem escolhida corresponde àquela que permite chegar o mais cedo possível ao destino, ou seja, a preferência pode recair sobre voos não directos.

Em anexo encontram-se várias tabelas compiladas por mim, onde estão expressos dados referentes às horas mínimas de chegada ao destino para todos os dias da semana e para todas as ilhas dos Açores. Estes dados são baseados nos horários da época de Inverno IATA 2014/2015 (que entrou em vigor no último Domingo de Outubro, dia 26) que obtive através do site da SATA. Certamente que nesta época do ano existem menos ligações devido à menor procura, mas isso não significa que não tenham de ter a melhor qualidade possível, pois muitos problemas de saúde surgem de repente e necessitam de tratamento em Lisboa, as reuniões de negócios muitas vezes têm aviso prévio na véspera e ainda há os turistas que nos visitam no Inverno (poucos mas felizmente existem).

Considerando as ligações de Lisboa para os Açores, decidi realçar as chegadas a uma determinada ilha depois das 13h. Este limite dá a sensação de passar metade do dia já no destino, permite o check-in imediato nos hotéis e permite um almoço de negócios ou um almoço de família (por experiência própria digo-lhe que esta é uma sensação particularmente gratificante para quem está longe e regressa à terra natal).

A primeira conclusão que se pode extrair dos dados é que apanhando somente o avião é impossível chegar ao Corvo em quatro dias da semana, incluindo os fins-de-semana. Considerando as restantes ilhas do arquipélago, observa-se que aos Domingos é possível chegar a todas elas antes das 13h excepto a Santa Maria e ao Pico, e que aos Sábados apenas não se consegue chegar antes das 13h à ilha Montanha (curiosamente Sábado é o único dia em que existe voo directo Lisboa – Pico...).

Em relação aos dias úteis, em todas as ilhas existe pelo menos um dia em que se chega antes das 13h, sendo que a ilha de Santa Maria está no limite das 13h (à Quinta-feira, único dia em que existe voo directo Lisboa – Santa Maria). Em termos médios (onde para a ilha do Corvo apenas contam os dias em que há voos), os dados mostram que apenas as ilhas de Santa Maria, da Graciosa e do Pico apresentam uma hora média de chegada depois das 13h; se no caso da Graciosa e do Pico ainda se pode argumentar que a hora média está próxima do limite (13h06 e 13h31, respectivamente), no caso de Santa Maria a média de chegada nos dias úteis situa-se às 18h12!

Atendendo agora às ligações dos Açores para Lisboa, decidi realçar as chegadas a Lisboa depois das 14h, destacando também as chegadas após a meia-noite. Este limite das 14h permite a um viajante com destino final diferente de Lisboa apanhar as mais diversas ligações (seja comboio, autocarro ou mesmo outro avião) e permite a um passageiro com destino à capital portuguesa chegar a tempo de apanhar serviços públicos abertos, ter consultas médicas, em suma, a tempo de usufruir de praticamente metade de um dia útil.

Novamente verifica-se que a ilha do Corvo é servida de forma diferente do resto do arquipélago, pois em quatro dias da semana, incluindo os fins-de-semana, é impossível chegar a Lisboa apanhando somente o avião. Também se observa que apenas para as seis ilhas menos populosas (Santa Maria, Graciosa, São Jorge, Pico, Flores e Corvo) muitas das horas de chegada são depois da meia-noite (desde a minha juventude que oiço dizer que estas eram "as ilhas do futuro" mas não percebia bem o conceito; agora fez-se luz: partindo de avião destas ilhas, muitas vezes a hora mínima de chegada a Lisboa é na madrugada do dia seguinte, ou seja, no futuro!).

Em relação aos dias úteis, as ilhas do Pico, das Flores e do Corvo são as únicas em que não existe pelo menos um dia em que se chegue a Lisboa antes das 14h, sendo que a hora de chegada mínima é por volta das 18h, ou seja, sempre depois do fecho dos serviços públicos e da última hora de muitos comboios que partem de Lisboa. Considerando apenas os fins-de-semana, unicamente as ilhas de São Miguel e da Terceira cumprem o limite das 14h em pelos menos um dos dias.

Em termos médios (onde para a ilha do Corvo apenas contam os dias em que há voos), os dados mostram que apenas a ilha de São Miguel apresenta uma hora média de chegada a Lisboa inferior às 14h (quer para dias úteis quer para fins-de-semana). As horas de chegada a Lisboa para as restantes ilhas do arquipélago são bastante elevadas, sendo que a maior é registada no Pico aos dias úteis, 22h58, o que confirma o sentimento dos picarotos de que se chega muito tarde a Lisboa.

Espero que este estudo lhe seja útil no processo em curso de revisão das obrigações de serviço público, sobretudo ao nível de horários. As obrigações poderiam tentar garantir uma verdadeira equidade de horários entre as várias ilhas do arquipélago no que respeita ligações com o exterior, nomeadamente com Lisboa. Existem casos simples de solucionar, tais como Santa Maria e Pico, onde por imposição de horários nas obrigações de serviço público, as respectivas Gateways poderiam servir melhor as respectivas populações. Os limites apresentados (13h com chegada aos Açores e 14h com chegada a Lisboa) podem ser exigentes, mas é tentando melhorar ao máximo em direcção ao ideal que se atinge a solução óptima.

Pelo que referi no início desta carta, termino, Senhor Presidente, com o sentimento de que cumpri a minha parte dos ditados populares. Espero que Vossa Excelência tenha a amabilidade de cumprir a sua parte e responder a uma carta minha, pois como diz o povo "à terceira é de vez"!

Haja saúde!

Post scriptum: Esta carta aberta, à semelhança das anteriores, foi enviada para os correios electrónicos do Governo Regional dos Açores e da Presidência do Governo Regional, bem como via formulário electrónico de contacto do Governo Regional, sendo estes os contactos que estão disponíveis na página oficial do Governo Regional dos Açores.

(ver também:

domingo, 26 de outubro de 2014

Actualização de horários dos aviões - Inverno IATA 2014/2015

A mudança para a hora de Inverno (último Domingo de Outubro) também é sinónimo de início do Inverno IATA 2014/2015. Assim, os aviões que servem a ilha do Pico passam a funcionar da seguinte forma:
  • Uma ligação diária com a ilha Terceira;
  • Duas ligações semanais com a ilha de São Miguel (à Segunda e à Sexta);
  • Uma ligação semanal com Lisboa (ao Sábado).

Todos os horários já actualizados encontram-se disponíveis no separador "Aviões" deste blog.

Haja saúde!

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Festa de Santa Terezinha

Nos dias 25 e 26 de Outubro há festa em São Roque do Pico, dedicada a Santa Terezinha. O programa é:
  • Dia 25 (Sábado) - 22h00 - Baile de chamarrita
  • Dia 26 (Domingo) - 12h30 - Almoço de sopas do Espírito Santo
  • Dia 26 (Domingo) - 15h00 - Missa
  • Dia 26 (Domingo) - 17h00 - Procissão

Haja saúde!

Viagem no tempo a 1984 - vídeo de São Roque do Pico, Prainha e Santo Amaro

No Youtube é possível encontrar vídeos que permitem viajar no tempo...

Um excelente exemplo é este vídeo publicado por José Costa, onde é possível ver como era São Roque do Pico, Prainha e Santo Amaro em 1984! Apertem o cinto de segurança porque a viagem é um pouco atribulada...



Haja saúde!

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Está tomada a decisão política de construir o Terminal de Passageiros no Porto de São Roque do Pico

O Presidente do Governo dos Açores garantiu hoje que está tomada a decisão política de construir um Terminal de Passageiros no Porto de São Roque do Pico, mas salientou que, pela sua complexidade, esta obra só deve avançar depois de assegurada a melhor solução técnica possível.

Vasco Cordeiro avançou também que ainda este ano devem ocorrer os ensaios de laboratório para comprovar a adequação do projeto-base que tem sido desenvolvido. Segundo palavras do Presidente do Governo dos Açores, esta é uma obra demasiado importante e bastante exigente do ponto de vista técnico.

Registo audio das declarações do Presidente do Governo dos Açores sobre este assunto:


Haja saúde!

Funcionamento do novo terminal marítimo de passageiros na Madalena

A Transmaçor informa que a partir de amanhã, Quarta-feira dia 22 de Outubro, toda a operação de embarque e desembarque de passageiros na Madalena do Pico passa a ser efectuada no novo Terminal Marítimo 'João Quaresma', inaugurado hoje de manhã.

Assim, a partir desta data serão implementados novos procedimentos, nomeadamente:
  • Hora limite de embarque - até 5 minutos antes da hora da partida; 
  • Aquisição de bilhetes - na bilheteira ou no posto de venda automática; 
  • Bagagem de porão - deverá ser depositada pelo passageiro, munido do seu bilhete, nos balcões de "check-in", até 10 minutos antes da hora de partida; 
  • Cargas não acompanhadas - deverão ser entregues até 30 minutos antes da hora de partida. 

A empresa lembra ainda que, com a entrada em funcionamento do novo terminal, terá início o transporte de viaturas de e para a Madalena. A aquisição de bilhetes para viaturas implica a apresentação do Livrete ou Certificado de Matrícula da mesma e do documento de identificação civil do responsável. As viaturas devem comparecer para embarque com a antecedência mínima de 20 minutos antes da hora da partida.

Haja saúde!

domingo, 19 de outubro de 2014

Vinho licoroso 'Czar' de 2009 é uma dádiva dos deuses

A produção de 2009 do vinho licoroso do Pico 'Czar' ficará certamente para a história: após 10 meses de fermentação e um estágio de 4 anos, surgiu numa das dez barricas um vinho totalmente natural com uma graduação de 20 graus álcool, um produto único em todo o mundo!

Segundo o produtor, Fortunato Garcia, esta "agradável partida da natureza" não tem comparação: "fiz buscas relacionadas com vinhos totalmente naturais, sem serem aguardentados, e não consigo encontrar registos".

Este lote muito especial e com carácter único é um importante instrumento para valorizar a Região Açores e os produtos açorianos, mostrando que vale a pena a preservação e continuação do trabalho heróico dos nossos antepassados - "o testemunho de gerações de pequenos agricultores que, num ambiente hostil, criaram um modo de vida sustentável e um vinho muito apreciado" (palavras do relatório de um órgão consultivo da UNESCO).

A produção de 2009 do vinho licoroso 'Czar' está dividida em dois lotes:
  • Meio Doce - 18,5 graus (2400 garrafas)
  • Seco - 20,0 graus (200 garrafas)
A apresentação pública do 'Czar' de 2009 será feita no Wine in Azores, de 24 a 26 de Outubro, em Ponta Delgada. Trata-se do maior festival de vinhos dos Açores, com uma forte componente gastronómica.



Descrição do vinho licoroso 'Czar', de José Duarte Garcia

O vinho Verdelho do Pico e o 'Czar', em particular, é um vinho peculiar pela morfologia do solo onde as suas videiras se expandem, ao clima e à minuciosidade do tratamento das suas vinhas, à forma como é feita a sua vindima e até a maneira como é elaborado e guardado. Daí que seja único no seu aroma, no seu paladar na sensação que deixa em quem o degusta e como tal incomparável pela sua singularidade.

Por se tratar de um vinho totalmente natural, sem adição de qualquer tipo de álcool, açúcar ou leveduras, a sua composição varia de acordo com o grau de maturação e as condições climatéricas incertas de cada ano, podendo aparecer como seco, meio seco, meio doce ou doce.

Provém de uma vinha centenária que se encontra na zona dos lajidos da Criação Velha, da ilha do Pico, zona património mundial classificada pela UNESCO em 2004 devido às suas características únicas.

É um vinho que naturalmente atinge 18% de graduação e às vezes mais. Essa virtude, deve-se às características peculiares das uvas de que é feito, Verdelho, Arinto dos Açores e Terrantês do Pico, ao tipo de solo de pedra vulcânica (lajido), à desfolha realizada alguns dias antes da vindima tardia, para permitir uma maior exposição solar dos cachos, ajudando na sobre maturação das uvas.

Já ganhou vários prémios sendo considerado por muitos como o melhor licoroso dos Açores. A sua medalha de ouro mais recente foi ganha numa feira internacional de vinhos em Moscovo em Novembro de 2011. Também já foi considerado como um dos melhores vinhos Portugueses pela revista "Néctar" em 2005. Mais recentemente, em Novembro de 2013 o conceituado crítico de vinhos Português, Nelson Moreira, considerou a colheita de 2008 como um fenómeno da natureza, que certamente irá ficar na história de vinhos dos Açores.

Foi-lhe dado o nome 'Czar', porque após a revolução Russa em 1917, foi encontrado vinho licoroso da ilha do Pico nas caves do palácio do último Czar, Nicolau II. Este vinho era embarcado em barricas na ilha do Pico, por barcos enviados propositadamente pelos Czares para os seus banquetes reais. Chegou a constar de receitas médicas como cura para certos males e até Tolstoi o menciona no seu livro “Guerra e Paz”.

Contacto: verdelhoczar@yahoo.com | www.czarwine.pt

Haja saúde!

Visita estatutária do Governo Regional dos Açores à ilha do Pico

O Governo Regional dos Açores inicia Terça-feira, dia 21 de Outubro, a visita estatutária à ilha do Pico. Com a duração de 3 dias (termina Quinta-feira, dia 23), o programa completo desta visita pode ser encontrado clicando neste link.

Haja saúde!

sábado, 18 de outubro de 2014

Várias escolas da ilha do Pico foram galardoadas com Bandeira Verde Eco-Escola

A Associação Bandeira Azul da Europa distinguiu recentemente várias escolas de todo o país com o galardão "Bandeira Verde Eco-Escola".
Esta é a distinção máxima do programa internacional Eco-Escolas, o qual pretende encorajar acções e reconhecer o trabalho de qualidade desenvolvido pelas escolas, no âmbito da Educação Ambiental/Educação para o Desenvolvimento Sustentável.

No total do país foram galardoadas 1100 escolas (link lista nacional), dos quais 70 são dos Açores (link lista Açores). Na ilha do Pico estão de parabéns as seguintes 10 escolas:

Concelho de São Roque do Pico
  • Escola Básica e Secundária de São Roque do Pico (14ª vez)
  • Infantário O Pica-Pau (3ª vez)

Concelho das Lajes do Pico
  • Escola B1/JI da Ponta da Ilha (1ª vez)
  • Escola Básica e Secundária das Lajes do Pico (1ª vez)
  • Escola B1/JI da Ribeira do Meio (1ª vez)
  • Escola B1/JI da Silveira (4ª vez)
  • Escola B1/JI de São João (4ª vez)

Concelho da Madalena
  • Centro de Actividades Ocupacionais para Jovens com Deficiência da Santa Casa da Misericórdia da Madalena (12ª vez)
  • Escola BI/S Cardeal Costa Nunes (14ª vez)
  • Escola Profissional do Pico (10ª vez)

É de realçar o excelente trabalho efectuado tanto na Escola Básica e Secundária de São Roque do Pico como na na Escola BI/S Cardeal Costa Nunes, mostrando que são verdadeiras escolas amigas do Ambiente e recordistas na ilha do Pico, pois desde o ano lectivo de 2000/2001 que ostentam a "Bandeira Verde Eco-Escola" ininterruptamente!

Haja saúde!

Reajustamento do horário da Transmaçor na Linha Azul

A Transmaçor decidiu reajustar o horário da "lancha da hora de almoço" na Linha Azul (que liga Pico - Faial) devido a algumas preocupações manifestadas pela Associação de Municípios da Ilha do Pico.

Assim, a viagem que antes saía da Horta às 14h15 passa a sair às 13h15 e, consequentemente, a viagem com saída da Madalena às 15h00 passará a sair às 14h00. A alteração entra em vigor hoje (Sábado), dia 18 de Outubro.

Todos os horários dos barcos já actualizados encontram-se disponíveis no separador "Barcos" deste blog.
Haja saúde!

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Festa de Nossa Senhora do Rosário

Nos dias 18 e 19 de Outubro há festa na freguesia de Santa Luzia, em São Roque do Pico, dedicada a Nossa Senhora do Rosário. O programa é:
  • Dia 18 (Sábado) - 20h30 - Procissão de velas
  • Dia 19 (Domingo) - 15h00 - Missa
  • Dia 19 (Domingo) - 16h00 - Procissão

Haja saúde!

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Recuperação da lancha "Espalamaca"

No passado dia 2 de Outubro foi assinado o contrato de recuperação da lancha "Espalamaca" (link da cópia do contrato).

Os trabalhos de recuperação (já previstos no Plano Anual Regional para 2014 apresentado neste blog - link) estão orçados em 70.000 € (setenta mil euros), serão realizados por uma empresa da freguesia de Santo Amaro, concelho de São Roque do Pico, e têm como objectivo fins museológicos e expositivos desta lancha de passageiros com a matrícula H-177-TL.

Haja saúde!

Gabinete de Apoio ao Imigrante da ilha do Pico

Foi recentemente criado o Gabinete de Apoio ao Imigrante da ilha do Pico com o objetivo de apoiar em geral aos imigrantes residentes na ilha do Pico, gabinete este que irá também facultar informação e encaminhamento direcionado aos imigrantes, permitindo-lhes um melhor acesso a bens e serviços fundamentais para o exercício dos seus direitos e deveres na sociedade de acolhimento.

O gabinete, para além de atendimento aos imigrantes, terá como responsabilidade a promoção, em parceria com outras entidades, de ações de formação e outras iniciativas de promoção da interculturalidade junto da comunidade imigrante e da sociedade de acolhimento.

Informações úteis:
  • Localização: Rua Dr. Tibério Ávila Brasil, n.º 3, 9940-365 São Roque do Pico
  • Horário: Segunda a Sexta, das 9:00 às 17:30
  • Telefone: 292 648 203
  • E-mail: gaiip.scmsrp@gmail.com
  • Facebook: link

Haja saúde!

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Calendário do Torneio de Abertura de Futsal da ilha do Pico 2014/2015

Apresenta-se aqui o calendário do Torneio de Abertura de Futsal da ilha do Pico 2014/2015. Nesta edição participam as seguintes equipas: Também se encontra disponível o calendário das partidas que serão realizadas no pavilhão da Escola Básica e Secundária de São Roque do Pico.

Para saber o horário dos jogos, os resultados e a classificação clique aqui.

Calendário Completo (1ª volta)
Data Jogos
27 de Setembro
(1ª jornada)
Boavista
Vitória
Piedade A
São João
Calhetense
Piedade B
4 de Outubro
(2ª jornada)

Vitória Piedade A
São João
Calhetense
Piedade B
Boavista
11 de Outubro
(3ª jornada)
São João
Vitória
Boavista
Calhetense
Piedade A
Piedade B
18 de Outubro
(4ª jornada)
Piedade B
Vitória
Calhetense
Piedade A
Boavista
São João
25 de Outubro
(5ª jornada)
Vitória Calhetense
Piedade A
Boavista
São João
Piedade B
Calendário Completo (2ª volta)
Data Jogos
8 de Novembro
(6ª jornada)
Vitória Boavista
São João
Piedade A
Piedade B
Calhetense
15 de Novembro
(7ª jornada)
Piedade A
Vitória
Calhentese
São João
Boavista
Piedade B
22 de Novembro
(8ª jornada)
Vitória São João
Calhetense
Boavista
Piedade B
Piedade A
29 de Novembro
(9ª jornada)
Vitória Piedade B
São João
Boavista
Piedade A
Calhetense
6 de Dezembro
(10ª jornada)
Calhetense
Vitória
Boavista
Piedade A
Piedade B
São João
Calendários

Partidas em São Roque do Pico
Data Jornada Jogo 
4 de Outubro 2
Vitória Piedade A
25 de Outubro 5
Vitória Calhetense
8 de Novembro 6
Vitória Boavista
22 de Novembro 8
Vitória São João
29 de Novembro 9
Vitória Piedade B
Haja saúde!

Festas de Nossa Senhora de Fátima

Nos próximos dias acontecem duas festas dedicadas a Nossa Senhora de Fátima.

Nos dias 11 e 12 de Outubro há festa na Prainha de Cima, freguesia da Prainha, em São Roque do Pico. O programa é:
  • Dia 11 - 19h00 - Missa seguida de procissão de velas
  • Dia 12 - 15h00 - Missa
  • Dia 12 - 18h00 - Procissão de Nossa Senhora de Fátima

No dias 13 de Outubro há festa em São Vicente, freguesia de Santo António, em São Roque do Pico. O programa é:
  • Dia 13 - 20h00 - Missa
  • Dia 13 - 21h00 - Procissão de velas

Haja saúde!

Agenda Cultural de São Roque do Pico - Outubro 2014

Para aceder à Agenda Cultural de São Roque do Pico, do mês de Outubro de 2014, clique na imagem seguinte:
Haja saúde!

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Qualidade da água da torneira em São Roque do Pico é excelente

Os concelhos de São Roque do Pico, Corvo, Santa Cruz das Flores e Angra do Heroísmo são os únicos dos Açores (4 em 19) que apresentaram em 2013 um indicador de 100% no parâmetro de "água segura" [vídeo sobre a água que se consume em São Roque do Pico].

Segundo o relatório anual do controlo da qualidade da água para consumo humano nos Açores (link), a água da torneira destes quatro concelhos cumpriu os valores paramétricos (sinónimo da excelência da qualidade da água) em 100% das análises efectuadas (ver tabela anexa).

A qualidade da água é qualificada como de "bom desempenho" quando a percentagem de "água segura" é superior a 99%. Nos Açores existem 10 concelhos que apresentam água de "bom desempenho" (indicados com bola verde na tabela), outros 8 concelhos estão próximos desta quantificação mas não a atingem (bola amarela) e apenas um concelho apresenta um resultado abaixo de mediano (bola vermelha).

Tabela de "água segura" por concelho extraída do relatório anual do controlo da qualidade da água para consumo humano nos Açores (link), onde VP significa Valor Paramétrico (sinónimo da excelência da qualidade da água).
Haja saúde!

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

FACA - Festa de Antropologia, Cinema e Arte

A Biblioteca Municipal de São Roque do Pico apresenta, a partir de amanhã (4 de Outubro) e até 1 de Novembro, filmes oriundos de Portugal, Brasil, Cabo Verde, Guiné Bissau e Eslovénia.

Os filmes serão exibidos aos Sábados, têm início às 21h e são de entrada livre.

Estes filmes cruzam a antropologia e a arte, procurando questionar o lugar do homem no mundo através do interesse antropológico pela observação do outro e onde a estética da imagem assume um protagonismo próprio. A programação encontra-se abaixo.

Haja saúde!

Exposição "Natália Correia: A Feiticeira Cotovia"

É inaugurada amanhã (Sábado, dia 4 de Outubro) no Museu da Indústria Baleeira, em São Roque do Pico, a exposição "Natália Correia: A Feiticeira Cotovia". Esta exposição permanecerá neste pólo do Museu do Pico até dia 26 de Outubro.

"Natália Correia: A Feiticeira Cotovia" é constituída por quatro grandes temas que visam colocar em evidência o polimorfismo da criação literária nataliana, cuja audácia lhe valeu a proscrição de várias obras pela Censura, em vigor no contexto do regime do Estado Novo (1933-1974).

Haja saúde!

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Carta aberta ao Senhor Presidente do Governo Regional dos Açores sobre ligações marítimas no Triângulo

Excelentíssimo Senhor Presidente do Governo Regional dos Açores,

O meu nome é Ivo Sousa e sou o investigador natural da ilha do Pico que recentemente lhe enviou uma carta aberta sobre distâncias na ilha do Pico. Espero que já tenha tido a oportunidade de ler a referida carta pois, tendo por base o trabalho que aí apresentei, decidi fazer um novo estudo sobre ligações marítimas no Triângulo.

As ilhas do Pico, São Jorge e Faial formam o chamado Triângulo, expoente máximo da sensação de arquipélago na Região Autónoma dos Açores: ilhas com paisagens e culturas diferentes mas que se avistam entre si todos os dias e que são ligadas diariamente por via marítima. Aliás, se as ligações marítimas são como pontes que contribuem para a coesão social, económica e territorial da região (tal como referido no Plano Integrado dos Transportes dos Açores – PIT), é no Triângulo que o transporte marítimo de passageiros atinge o seu auge: segundo dados do PIT, em 2013 o número de passageiros por porto de origem no Triângulo representou 88% (409.600) do total dos Açores (463.434).

Como é do seu conhecimento por certo, a grande maioria do transporte marítimo de passageiros no Triângulo é efectuada pela Transmaçor. Esta empresa iniciou ontem (dia 1 de Outubro) o horário de Inverno, o qual prevê, a partir de Novembro, uma alteração nas ligações Pico - São Jorge face ao horário anterior que, do meu ponto de vista, não beneficia nem os picarotos nem os jorgenses. Para justificar a minha perspectiva, recorri de novo aos números para fazer um estudo sobre o tempo de viagem entre o Pico e São Jorge. Decidi partilhar este estudo consigo pois sua Excelência lidera o Governo Regional dos Açores, o qual detém a maioria do capital social da Transmaçor (88,37%), tendo portanto influência directa nas decisões tomadas por esta empresa.

Segundo o horário em vigor da Linha Verde da Transmaçor, a partir do mês de Novembro prevê-se que, às Quartas e Quintas-feiras, as viagens da Linha Verde (que liga Faial – Pico – São Jorge) passem pelo porto da Madalena, ao invés do porto de São Roque do Pico. Para além do facto de quem fica nauseado com o balançar de barcos preferir que a viagem de mar seja o mais curta possível, outra desvantagem que surge logo à partida é que, pelo facto de não ser utilizado o mesmo porto no Pico durante toda a semana, a logística dos habitantes, das empresas e dos turistas (tanto no Pico como em São Jorge) deixa de ter uma referência fixa ao longo da semana. Por exemplo:
  • Se para uns dias o planeamento tem que ser feito para um porto, caso haja uma alteração do dia de viagem (devido ao mau tempo ou a outro factor) pode significar ter de refazer todo o plano devido à alteração de porto.
  • Um habitante da ilha montanha que decida ir na Quinta-feira a São Jorge e regressar na Sexta-feira pode deixar a sua viatura na Madalena na ida, mas quando ele regressar estará a mais de 20 km do veículo.
Também do ponto de vista de tempo gasto em viagem, julgo que esta decisão não beneficia nem os habitantes do Pico nem os de São Jorge. Passo então a demonstrar esta afirmação com base nos dados da tabela anexa compilada por mim, onde estão expressos não só alguns dos dados que apresentei no estudo anterior que partilhei consigo (habitantes de cada uma das freguesia da ilha do Pico – dados dos Censos 2011 – e distâncias de condução com base no site pt.distanciacidades.com) mas também o tempo total de viagem entre cada uma das freguesias da ilha do Pico e a Vila de Velas, em São Jorge. Este tempo de viagem resulta do somatório do tempo da viagem terrestre (assumida ser feita a 50 km/h, de forma a não infringir o artigo 27.º do Código da Estrada) mais o tempo da viagem de barco (1h20 se a partida for no porto da Madalena e 0h50 se a partida for no porto de São Roque do Pico – dados da Transmaçor).

A primeira conclusão muito interessante que se pode extrair da tabela é que para todas as freguesias da ilha do Pico é mais rápido chegar à vila de Velas via o porto de São Roque do Pico do que via o porto da Madalena. Fazendo as médias ponderadas dos tempos de viagem (ou seja, somar os produtos entre os tempos de viagem e a população de cada freguesia e dividir pelo número total de habitantes), verifica-se que viajar de uma freguesia do Pico para São Jorge via o porto da Madalena demora, em média, mais 31 minutos do que via o porto de São Roque do Pico.

Outra estatística interessante de analisar é o tempo máximo que um habitante da ilha do Pico (ou uma mercadoria) necessita para chegar a São Jorge. Se for via o porto da Madalena, o tempo de viagem total pode chegar a 2h21, enquanto se for via o porto de São Roque do Pico pode chegar a 1h31, ou seja, menos 50 minutos.

Finalmente, analise-se a percentagem da população do Pico que demora 1h30 ou mais para chegar à vila de Velas: se a viagem se realizar via o porto da Madalena, 72% das pessoas demoram 1h30 ou mais, enquanto apenas 5% das pessoas (e das mercadorias) demoram essa quantidade de tempo se realizarem a viagem via o porto de São Roque do Pico.

Espero que este estudo lhe seja útil para clarificar como funciona a dinâmica das ligações marítimas no Triângulo, nomeadamente entre a ilha do Pico e a ilha de São Jorge, e que seja tido em conta nas decisões que sua Excelência e o seu elenco governativo têm que tomar. Sei que estas decisões são bastante complexas e que muitas vezes têm de ter em consideração a poupança de fundos, por isso nada melhor do que seguir a máxima popular “tempo é dinheiro”!

(ver também:
Haja saúde!

Post scriptum: Esta carta aberta, à semelhança da anterior, foi enviada para os correios electrónicos do Governo Regional dos Açores e da Presidência do Governo Regional, bem como via formulário electrónico de contacto do Governo Regional, sendo estes os contactos que estão disponíveis na página oficial do Governo Regional dos Açores. Adicionalmente, esta carta aberta foi publicada na edição n.º 545 do 'Jornal do Pico', de 10 de Outubro.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Escala de navios de mercadorias no Porto do Cais do Pico - Outubro 2014

A Transinsular publicou no seu site a escala para o mês de Outubro dos navios de carga que efectuam a ligação Continente - Açores.


Os navios e as datas em que vão visitar o porto do Cais do Pico encontram-se indicados na tabela seguinte (clicando no nome do navio abre uma nova janela com a localização actual do mesmo).

DiaNavio
2 de Outubro (Quinta-feira) Furnas
10 de Outubro (Sexta-feira)Sete Cidades
16 de Outubro (Quinta-feira)Ponta do Sol
21 de Outubro (Terça-feira)Sete Cidades
29 de Outubro (Quarta-feira) Furnas

Esta informação também se encontra disponível no separador "Barcos" deste blog.
Haja saúde!

Actualização de horários dos barcos e dos aviões - Outubro 2014

Com a chegada de Outubro são suprimidas algumas ligações com a ilha do Pico nos barcos e alterados uns horários nos aviões.

No que respeita às ligações marítimas, registam-se as seguintes alterações:
  • Linha Verde (Pico, São Jorge, Faial) - aos Sábados e aos Domingos passa a existir apenas uma ligação diária entre as ilhas do Triângulo.
  • Linha Azul (Pico, Faial) - passam a ser efectuadas apenas 4 ligações diárias (menos uma do que anteriormente).

No que respeita às ligação aéreas, regista-se a seguinte alteração:
  • É alterado o horário do voo Lisboa-Pico-Lisboa (passa a ser efectuado mais tarde e a fazer escala na Terceira no regresso a Lisboa).

Todos os horários já actualizados encontram-se disponíveis nos separadores "Barcos" e "Aviões" deste blog.

Haja saúde!